Recomendação
Capa » Artigos » Artigos de opinião » Fotografia e criatividade

Fotografia e criatividade

Há muitos fotógrafos bons, mas a quantidade de “despreparados” – vazios, travados, desnecessários, sem criatividade – é impressionante.  Culpa da capacitação? Ou será que o vínculo de hobby da fotografia gera esse comodismo? Tanto faz, o importante é sair da zona de conforto.

O que difere uma fotografia boa de uma ruim não é apenas o fator criatividade, mas sem ele uma foto já nasce fraca. Ideias transformam fotografias, e todos deveriam saber disso, não é questão de “sorte”. A criatividade não é vendida na farmácia e também não é uma função das câmeras digitais, porém qualquer um está apto a desenvolver o processo criativo na fotografia, e ele nem é tão doloroso quanto parece.

Muita gente ainda relaciona o termo fotografia criativa somente às imagens publicitárias, já que o meio publicitário costuma buscar nas ideias inovação, destaque, ressurgir entre tanta poluição comunicacional. O pensamento parece lógico, mas é bem limitado, considerando que a criatividade pode existir até no fotojornalismo: espontâneo, diário, ou seja, não é uma característica das produções.

Em tempo, aqui a diferença entre ideia e criatividade é a ação. Não adianta a motivação sem a execução, então a ideia é o gerador, a vontade, o enredo, o universo. E quando essa ideia passa do estado mental para o real, evolui e é efetivada com conhecimento, de um modo que desestrutura a fórmula convencional e mesmo dentre a multiplicidade de possibilidades é capaz de surpreender.

Fotografia e criatividade Fotografia e criatividade

Sendo assim, nada mais apropriado do que cultivar a criatividade no trabalho, independente da categoria:

Desconstrua

É um ótimo modo de treinar o olhar.  O exercício é bem simples: escolha uma foto e tente aspirar o fator motivador. O que rende a famosa frase “isto daria uma boa foto”? Mesmo diante da interpretação pessoal essa avaliação é capaz de proporcionar ideias fabulosas.

Explore

Aproveite a disponibilidade da internet, investigue o trabalho dos seus artistas preferidos (biografia, fotos, conceitos, identidade, métodos, conduta profissional), conheça outros, visite exposições, eventos e bibliotecas, busque tutoriais, descubra técnicas novas, aprenda e não pare de fazer isso.

Inspire-se o tempo todo

Altere a sua rotina, experimente novos caminhos, ambientes, luzes, perspectivas, objetivas, regras, modelos, revire os hábitos… Arrisque. Não tenha medo de desenvolver ideias.

Estabeleça contato

Converse com outros fotógrafos, compartilhe suas ideias, imagens, faça um intercâmbio de experiências. Deixe o individualismo da fotografia para a hora de fazer a foto.

Fotografe com critério

Não fique com o dedo no disparador o tempo todo, não clique feito um louco. Pense, elabore, destine a atenção necessária a cada fotografia feita.

Desenvolva projetos

Nada melhor do que estabelecer parâmetros contínuos, projetos são interessantes se mantém uma disciplina de criação e desenvolvimento. Daqueles que costumam durar anos, mas apresentam um resultado satisfatório, estimado e, sobretudo admirável.

 Fotografia e criatividade 2 Fotografia e criatividade

Adoção Especial: fotografia de animais com alguma deficiência física, resgatados por ONG’s, aguardando adoção.

Faça o que ninguém fez o quanto antes, ou faça o que já foi feito, mas de uma forma totalmente distinta.  O mercado para fotografias de casamento transbordou e nasceu o “Trash the dress”, e então esse também se tornou comum e abriu espaço para uma modalidade que preza o vestido de casamento e a cerimônia anos depois do acontecimento, tira o vestido empoeirado do armário e reestabelece um momento repleto de sentimentos e emoções. A tendência talvez seja fotografar divórcios, manias do casal, a rotina, enfim, sendo criativo o fotógrafo preenche alguma lacuna, resolve um problema, cria um problema… Inova e ainda torna tudo isso lucrativo, seja no quesito diversão ou valorização do trabalho.

Se gostou do artigo compartilhe!

"O Fotografia DG não se responsabiliza pelas opiniões, textos e imagens divulgadas pelos seus Colunistas.
Cada autor é responsável pelo conteúdo do seu artigo".

Fotógrafa de shows e admiradora da fotografia nas mais diversas formas, inclusive as que mantém a naturalidade. Graduada em Publicidade e Propaganda, assídua leitora e curiosa, extremamente viciada no mundo fotográfico. http://www.twitter.com/marianasimon http://www.flickr.com/paperday

6 comentários

  1. Ótimas dicas!
    A única que não me serviu foi a "Desenvolva projetos", já fiz um e acabei enjoando. Não sei se foi porque não fiz o que eu achava que faria e acabei não me surpreendendo, só sei que não gostei dele do início ao fim.
    Valeu pelas dicas! :)

    • Que ótimo, John! :)
      A questão dos projetos é mais complexa mesmo. Começamos muitas coisas meramente pela vontade de iniciar, ou curiosidade, mas perde a ênfase, ou é finalizado bruscamente, então não cria aquele universo contínuo e repleto de sentido, que torna projetos interessantes. Por isso os projetos devem ser suficientemente inusitados, inclusive para nós que fotografamos, senão termina em saturação e perde todo o brilho.
      Eu já comecei vários projetos, alguns nasceram e morreram no ato da ideia, mas muitos perduram, e é essa a melhor forma de perceber quais são os que tem futuro, dentre os ruins, bons, extensos e até alheios.
      Não desista, mas não force um projeto. Pra mim, os bons projetos nascem naturalmente, instantaneamente, posteriormente há uma organização, claro, mas o momento é que transforma o fluxo dos projetos em algo incrível. Explorar uma continuidade fotográfica é bem proveitoso.
      Agradeço por ter compartilhado suas impressões sobre o texto, e principalmente sua experiência com um dos tópicos.
      Caso tenha interesse em conversar mais sobre o assunto ou até mesmo conhecer alguns projetos entre em contato pelos meios de comunicação disponíveis acima. :)

  2. I have tried all such techniques and tips but all in vain.I need some help to motivate me to use such tips.I know everything about weight loss but i am not able to act upon them

  3. Olá, adorei seu post… Realmente se não houver criatividade não há essência e as fotos permanecem sem vida, o que é muito triste… O site de vocês está de parabéns! Sempre recebo e-mails, e leio seus artigos. Muito sucesso para a equipe. Abraços.

  4. Adorei o post. as dicas são otimas. Já fiz um projeto de uma foto por dia durante um ano, apesar de cansativo é uma otima forma de treinar a criatividade e nossos limites. Olhando para as agora vejo que valeu a pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top