JPG vs RAW – Parte 1/8 – Historinha

 

O meu nome é Eduardo Guilhon e vou iniciar a 3ª série de artigos no portal Fotografia-DG que no final se vai transformar num eBook de grande qualidade. Espero que o tema “JPG vs RAW” seja do vosso agrado e sempre que possível deixem um comentário no final de cada artigo icon smile JPG vs RAW   Parte 1/8   Historinha

JPG vs RAW JPG vs RAW   Parte 1/8   Historinha

JPG vs RAW

Historinha

Imaginem a seguinte situação. Compro uma câmera digital e como sou um bom curioso começo a manusear todas suas opções e descubro que existem inúmeras opções para salvar as minhas fotos, tais como:

  • RAW
  • RAW  + JPEG Fine
  • JPEG Fine
  • JPEG Normal
  • JPEG Basic

Agora me vejo um pouco perdido e para tentar ver a diferença começo a tirar fotos com cada uma das opções e percebo que ao salvar em JPEG Basic dentro do meu cartão de 2GB é possível tirar 400 fotos e quando seleciono o modo RAW apenas 100 fotos, são 4x menos fotos do que fotografando em JPEG Basic, além disso, ao compara-las através do LCD da câmera, não chego a perceber diferenças visíveis nas fotos. Nesse caso decido transferir as fotos para o computador, quando abro o JPEG ela está lá, linda, bem colorida com um bom contraste. Quando vou ver o RAW eu não consigo visualizar a foto. Procuro na internet e descubro que posso abrir pelo Lightroom, mas quando carrego as fotos ela abre bonita e em seguida “perde as cores, contrastes, brilho etc.” Já comecei a achar complicado são muitos passos para se chegar até onde eu quero, e o JPEG já vem pronto para usar. Não penso duas vezes e começo a fotografar só em JPEG.

Infelizmente esta história que contei acima acontece com certa frequência, eu mesmo já escutei inúmeras vezes (até eu já fiz semelhante), principalmente quando a pessoa desconhece sobre o assunto, mas isso não ocorre apenas com iniciantes na fotografia, mas também com fotógrafos experientes que não se atualizam em assuntos tecnológicos e acabam não sabendo o verdadeiro motivo de escolher entre JPEG e RAW.

Nesta série de artigos pretendo explicar as diferenças entre JPEG e RAW, que atualmente são formatos de imagens utilizados pelas câmeras digitais. Quero tentar passar o máximo de informação de forma simplificada para que você possa escolher qual o melhor formato para o seu estilo, visto que às vezes nem percebemos a diferença e nem sabemos quando usa-los corretamente.

Alguns Formatos existentes:

  • JPG/JPEG
  • RAW
    • Canon (CRW, CR2)
    • Nikon (NEF)

Na continuação da série vou explicar sobre alguns itens

JPEG vs RAW

  • Definições
  • Como é Criada imagem
  • Cores e Tons
  • Dynamic Range (Faixa Dinâmica)
  • Subexposição
  • Superexposição
  • Ruído (Noise)
  • Perdas de Qualidade
  • Balanço de Branco (White Balance/WB)
  • Burst (Disparos sequenciais)
  • Compatibilidade 
  • Armazenamento

Não percam a segunda parte do artigo, onde vamos falar sobre “O que são os formatos JPEG e RAW”.

Para não perder nenhum artigo desta série siga o meu twitter  ou o do Fotografia DG para ser lembrado a cada nova publicação. Poderá ainda assinar a newsletter do Fotografia DG e receber os artigos no seu email, basta para isso introduzir os seus dados (nome e email) no formulário disponibilizado em baixo.

Volto a lembrar que no final da série “JPG vs RAW” será disponibilizado um eBook GRÁTIS com todos os 8 artigos!

... e agora ajude-nos e compartilhe com os seus amigos.


     

 

Sobre Eduardo Guilhon

Eduardo Guilhon é brasileiro, nascido no ano de 1981 e residente na cidade de Florianópolis/SC, atua no mercado através Books/Retratos, ele também foi o primeiro Catarinense se especializar em Crianças com Necessidades Especiais através SpecialKids Brasil. Sua marca é a utilização de técnicas de iluminação criativa (Strobist) em conjunto com a luz ambiente. Tem como missão congelar a imagem de forma inovadora, refletindo e registrando com alto desempenho o momento único existente durante todo o trabalho, entregando ao cliente, um pedaço especial de sua vida em forma de fotografias.

14 comentários

  1. Muito bom! :smile:

    aguardo ancioso para ler a continuação, vai ajudar muitas pessoas e tirar muitas dúvidas… principalmente as minhas haha!

    Abraço.. :mrgreen:

  2. Bacana, é um tema interessante de se falar e acredito vê-lo no eBook. Vamos aguardar as próximas partes.

    Abraços!

  3. Depois que descobri as possibiidades do RAW nunca mais consegui fotografar em JPG.. Curiosa para o resto dos artigos!

    Beijos!!

  4. Perfeito. vamos ver o que vai dar essa guerra!!! :)

  5. Opa, pelo visto tem muita informação daqui pra frente. Já favoritei.

  6. Excelente ideia!

    Estou começando e isso vai solucionar muitas dúvidas.

    Esperando o próximo!!

  7. Eu comecei fotografando em JPG, por pura ignorância. Pra falar a verdade, minha curiosidade não ficava viva quando eu me deparava com a sigla RAW e o nome Lightroom – até pelo Photoshop, cheeeeio de recursos, idas e vindas, arrodeios…

    Ainda bem que tratei de fazer um curso meio básico no SENAC, que apesar de básico, o professor e alguns colegas me encorajaram a usar o Lightroom e fotografar em RAW. Daí vi como o programa é simples, direto, e fotografar só em RAW é uma das melhores decisões que um fotógrafo pode tomar. Que venham os próximos artigos, Guilhon!

    (precisando de alguma ajudinha, pode apitar lá no fórum)

  8. Caro Eduardo, muito importante repassar os seu conhecimentos, este tipo de arquivo é muito pouco difundido, parabens.

    Amigo tenho uma dúvida, quando transfero os arquivos JPG e RAW e os veio pelo Picasa no meu PC noto que os arquivos NEF são muito mais escuros que o mesmo em JPG, teoricamente não deveriam ser parecidos?

    Abs.,

    Daniel

  9. Obrigado a todos os comentários, ainda tem muita coisa interessante pela frente, é assunto bastante polêmico e com mitos…

    [Daniel]

    Durante o Arquivo eu explico um pouco sobre esse detalhe que você menciona. Mas já afirmo que é assim mesmo, mas que tem alguns detalhes que vão lhe ajudar…

    Fique ligado no Artigo… :)

    Desculpe não poder falar mais, é que esta tudo no artigo… rsss

  10. Eu só fotografo em RAW por causa das inúmeras possibilidades de controle, principalmente da temperatura de cor, nitidez, matiz/ saturação de cada canal RGB. Apesar de “comer” cartão de memória, pois o tamanho do arquivo (no meu caso NEF) é o dobro do JPEG L/Fine. Abraços a todos os colegas.

  11. excelente introdução ao assunto.

  12. Carlos H. A. Barreto

    Faltou um link para a próxima matéria. Bom, pelo menos eu não estou encontrando. Sobre o começo dessa matéria, estou muito satisfeito.

    Att,
    Carlo H. A. Barreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>