O Segredo das fotografias noturnas3.33/5(6)

 

Paisagens noturnas são para muitos, encantadoras. Registrar uma paisagem durante a noite pode ser um desafio, mas sabendo as técnicas é possível conseguir um resultado muito bonito.

Apresento a seguir, meu pequeno passo a passo para realizar paisagens noturnas com qualidade.

1 – Tripé sempre. É possível sim, se você for mão-firme realizar uma paisagem com pouca luz, segurando a câmera na mão. Mas se a intenção é uma fotografia realmente nítida, o ideal é usar um tripé, que manterá a câmera firme (por isso é importante que ele seja relativamente pesado) durante toda a exposição.

2 – Controle remoto da câmera. Mesmo que a sua câmera esteja firme e forte em cima de um tripé, nada disso adianta se durante o apertar do obturador, você movê-la um pouquinho. A foto poderá ficar um pouco borrada, ainda que quase imperceptível. O resultado pode ser muito melhor se você utilizar um controle remoto para acionar o obturador, assim a câmera ficará com toda certeza imóvel.

foto nocturna O Segredo das fotografias noturnas

Dica: Não tem um controle remoto? Não tem problema, você pode usar o timer! Componha a foto, regule velocidade e abertura e então programe para câmera disparar em 5seg. Assim há tempo para você se distanciar do tripé e impedir que a câmera balance.

3 – Desligue o estabilizador de imagem. Sabe essa função de evitar tremidos da mão do fotógrafo? Ao fotografar no tripé, essa função fica confusa, pois a câmera já estará 100% imóvel. O resultado, com o estabilizador ligado, pode ser justamente o oposto. Fiz o teste há um tempo. Fotografei com o VR (sistema de estabilização de imagem da Nikon) ligado usando tripé. Depois reproduzi a imagem com o mesmo desligado.

Veja a diferença:

fotografia nocturna O Segredo das fotografias noturnas

4 – Pequenas aberturas e foco infinito. Em fotografia de paisagens de modo geral, essa dica se aplica muito bem. Em fotografias noturnas, a pequena abertura dá um efeito muito bacana. Além da profundidade de campo aumentar, os pontos de luz na foto, devido à aberturinha, ficam muito bonitos. Às vezes ficam assim, parecendo estrelinhas. Nessa foto usei abertura f/22 para conseguir este efeito.

fotografia noturna O Segredo das fotografias noturnas

5 – ISO baixo e longa exposição. Vamos pensar bem, se sua câmera está paradinha, não existe nenhum motivo para que essa exposição tenha que ser rápida. Pensando melhor, não há nenhum motivo para aumentarmos o ISO, então!

Sempre que faço fotos no tripé, de motivos imóveis (paisagens são um exemplo, mas poderia ser still também), uso o menor ISO disponível, normalmente o 100. Assim terei o máximo de nitidez em minhas fotos. A longa exposição (que nesse caso será regra, conseqüente do ISO baixo), só dará um efeito ainda mais legal, como as luzes ‘riscadas’ dos carros, por exemplo.

foto noturna O Segredo das fotografias noturnas

Por ultimo, mas não menos importante…

6 – Nem pensar em usar configurações automáticas. Sou uma grande defensora de sistemas facilitadores, como os modos pré-programados. Mas no caso da fotografia noturna, a sua câmera não é tão inteligente assim, para saber o que você pretende registrar. O mais provável é que ela dispare o flash, aumente o ISO e consiga um resultado que certamente não é o que você espera.

Para os menos experientes, sugiro o seguinte:

  • coloque no tripé e componha a imagem;
  • ajuste o ISO para o mais baixo possível;
  • use prioridade de abertura e diminua o f/stop;
  • deixe o tempo por conta do fotômetro, que diante dessa configuração usada, aumentará bastante o tempo de exposição;

... e agora ajude-nos e compartilhe com os seus amigos.


     

 

Sobre Huaine Nunes

Vinda de uma família de fotógrafos, a fotógrafa Huaíne Nunes já nasceu em meio às câmeras fotográficas. Em 1999 ganhou sua primeira câmera de visor direto, tinha apenas 10 anos de idade. Com 16 anos começou a se interessar pelas técnicas, sempre tendo seu pai como principal instrutor. Com 19 comprou sua primeira reflex digital e agora, aos 21 atua como fotógrafa infantil. Perfeccionista e dedicada, é aficionada por livros de técnicas fotográficas e está sempre procurando aperfeiçoar-se. É formada em Design de Moda e ainda persiste em aprender a fotografar o mundo fashion. Mantêm também um blog com dicas para fotografia de bebês e crianças, que tem trazido um aprendizado constante.

53 comentários

  1. Huaine, que bom te ver por aqui!

    Muito bacana o artigo. Adorei a dica sobre o estabilizador de imagem. Eu não imaginava que ele funcionaria de maneira oposta ao desejado.

    bjs

  2. Parabens Hua ! Belo artigo, muito esclarecedor !

  3. Legal!Acompanho seu blog e agora + um local para ler seus artigos.Eu já utilizava as técnicas demonstradas exceto a do estabilizador, vou esperar anoitecer para testar.Parabéns!

  4. Adorei esse post, já faço o que foi dito a cima mas não tinha conhecimento da dica do estabilizador de imagem, próxima fotografia noturna farei esse teste.

  5. Hua, voce eh demais!
    Thanks for sharing your knowledge!

  6. Ownn, que legal, até meus amigos vieram comentar aqui. Valeu kau e Lu hehe.
    Que bom que gostaram, galera. Continuem lendo as outras postagens do blog.
    Abraço a todos.

  7. Muito bom o artigo, Hua. Adorei essa dica de desligar o VR! Sempre digo isso, mas #yourock!

  8. Olá, eu gostei muito do texto, porém no item 5 teria uma pequena nota. Ao aumentar o ISO da câmera você pode sim perder qualidade, porém você ganha contraste, então se o objetivo for uma fotografia com contrastes acentuados o ISO deve ser o mais alto possível que sua câmera permitir sem apresentar um ruído grande

  9. Obrigada pela dica, Adriano.
    Pra ser sincera, eu não sabia que o ISO maior aumentava o contraste hehehe.

  10. Ótimas dicas, ainda estou engatinhando na técnica de fotografia noturna, mas estou gostando muito!

    Até agora a melhorzinha que consegui foi essa: http://flic.kr/p/7UH4M5

  11. Uuh, la-láááá!!

    Eu também nem desconfiava dessa história do estabilizador ficando confuso com a câmera já imóvel! E acho que a dica do Adriano de Almeida de aumentar o ISO para obter maior contraste também é interessante… vou experimentar ambas, logo que puder!

  12. Huaíne … vc é uma jovem fotógrafa extremamente talentosa e vê-se que tem o dna da (boa) fotografia no sangue. Gosto muito de encontrar gente como você que faz da partilha uma característica no convívio aqui no site onde somos colunistas. Parabéns ao Diogo Guerreiro por estar apostando em gente tão jovem e tão capaz!!! Bem vinda ao time fotodgniano! :)

  13. Esqueci de dizer que tenho um artigo aqui "Fotografia Noturna, sem segredos" (hehe) que se for juntado com o seu dá mesmo tudo o que alguém interessado no assunto precisa para começar a se lançar nesse assunto. Espero que goste …

  14. Olá Fernando.

    Muito obrigada pelos elogios. Eu li há um tempo atrás o seu artigo sobre fotografias noturnas (nao me lembro se comentei). Gostei muito.

    Achei legal que um completa o outro, com informações distintas, porém juntas formam um guia bem completo.

  15. Parabéns pelo tópico!

    Gostei muito mesmo!

    São dicas valiosas!!

    Parabéns!

    Grande abraço!

    Celso

  16. Muito boa as dicas sobre fotografia noturna, super úteis.

    Reconheci o local da última imagem – foi na praia do Pântano do Sul, na frente do bar do Arante, em Floripa, né?

    Adoro essa praia, vila de pescadores. Tenho casa ai bem pertinho!

    Parabéns pelo texto e pelas fotos.

  17. Muito legal, já tirei boas fotografias no modo automático, mas agora comprando uma que posso controlar no manual, vou fazer uns testes para ver como fica.

    • Usar uma câmera (SLR ou não) em modo automático é como andar de táxi: vc até diz onde quer ir, mas não tem nenhum controle de "COMO" vc vai ir, se o taxista é um bom motorista ou não, se vai ir devagar ou rápido, etc… Depois que a gente começa a usar o modo manual de uma SLR, ou os modos criativos (prioridade de abertura ou obturador, etc), é praticamente impossível suportar a idéia de usá-la em modo automático.

  18. puxa gostei do artigo ,sabe as estrelinhas sempre fiz isso e não entendia posque do tremor,agora que sei farei fotos noturnas melhores,já que trabalho com eventos noturnos e que usamuita iluminação

    valeu ,cléo

  19. Muito bacana as dicas sobre fotografia noturna. Comprei recentemente uma Canon Powershot SX130 IS e com essa máquina consigo brincar um pouco a noite, variando ISO, tempo de abertura do obturador e abertura. Também desconhecia sobre esse 'negócio' de desligar o estabilizador de imagem qdo a câmera está no tripé. Eu queria uma dica para quando eu for tirar foto em dias nublados não ficar uma coisa só toda branca como as vezes acontece. Vou tirar de uma pessoa por exemplo, e atras dela fica uma massa branca só… Eu queria uma dica para fazer fotos melhores em dias nublados. Obrigado

  20. O que é aquela terceira foto? Uma plantação de postes? kkkk…

    Mas brincadeiras a parte, muito legal o seu guia e bem coerente. Tem muita gente que compra uma DSLR e sai usando no automático. Não custa nada ler e aprender um pouco, né.

  21. Muito bom, Huaíne.

    A dica do estabilizador de imagem foi 10!

    Parabéns.

  22. Opa Gostei muito deste artigo

    Eu Tambem estava tendo este resultado com a camera no tripé

    e não sabia o motivo ,valeu pela dica :arrow:

  23. Olá, gostei muito das suas dicas e tenho algumas dúvidas, ficaria grata se pudesse esclarecer. Gosto de tirar fotografia de shows de Rock, tanto em casas noturnas, festivais em locai abertos e casas de shows. Minhas fotos não saem tão nítidas e a luminosidade fica muito alta ou escura demais. Como posso fazer fotos nítidas em locais como estes. Tenho uma Cano 7D 18-135. Obrigada

    • velocidade entre . 1/125 ou 1/250 …abertura F5,6 …ISO entre iso1600 ou iso 2500… isso na Canon EOS 7D mas voce tem que deixar o redutor de ruido no forte …sempre faz o teste ate de fotografar para não perder as fotos…assim não se esqueça do flash …se possivel não usar o flash da maquina sempre usar o flash externo …

    • Cristina, não faça o que o companheiro ded disse!!! Velocidade 1/250 em f/5.6??? Nem com ISO 6400 vai prestar… P/ fotografia de shows noturnos, a melhor coisa são lentes prime, com f/stop começando em no mínimo 1.8. O ideal, se for falar de Canon, é ter 3 lentes à mão: uma 28mm 1.8, uma 50mm 1.8 e uma 85mm 1.8. Deixe a 7D em modo Av (prioridade de abertura), em f/2.5 ou f/2.8 (não mais, p/ não perder velocidade de obturador, e nem menos, p/ não perder nitidez nas bordas da imagem), deixa o ISO em 1600 ou "NO MÁXIMO" em 3200 (pode e deve ser menos, se a luz ambiente assim permitir, mas não mais de 3200, pois perderá muita qualidade devido ao ruído). Pode ir mudando o ISO ou a abertura até conseguir que o obturador jogue uma velocidade em torno de 1/100 ou 1/125. Não precisa ser mais rápido que isso, pois qualquer coisa acima de 1/100 vai congelar perfeitamente a imagem. Dessa forma, terá imagens perfeitamente nítidas, e sem nenhuma variação drástica de exposição entre elas, e o pouco ruído que terá pode ser perfeitamente tratado no Lightroom depois, pois a 7D é excelente mesmo em ISO 1600.

      • Esqueci de dizer… Deixe o redutor de ruído da câmera em OFF, pois se deixar ligado, ele vai reduzir (MUUIITTOO) a nitidez das fotos. É melhor tratar o ruído no pós processamento do que ter imagens que saíram originalmente sem ruído da câmera, mas que perderam toda a nitidez por causa disso. No Lightroom, vc consegue diminuir o ruído a níveis aceitáveis, mas não consegue o mesmo resultado adicionando nitidez a uma foto ruim… Outra coisa, é ÓBVIO que vc não pode usar flash, acho que nem preciso dizer mais nada sobre isso, né, e um flah externo (como o ded recomenda) não vai ajudar nada, pois p/ a foto ficar minimamente decente vc precisaria usá-lo rebatido no teto, mas se fizer isso, vai estragar a magia das luzes do show contrastando com o escuro nas imagens, e se o teto for muito alto, não vai fazer diferença nenhuma usar ou não um flash rebatido, por isso, em shows noturnos, nada de flash, ok?

  24. Desculpe os erros de digitação. rs
    locais abertos – Canon

  25. Essa dica vou anotar e testar assim que tiver oportunidade.
    Obrigado pelo ótimo artigo.

  26. Aumentando o coro,valeu a dica sobre o estabilizador na foto noturna.
    Vou testar logo mais…obrigado.

  27. victor sosa manrique

    Olá Huaine Nunes.
    Parabens pelo post, realmente fotografia noturna é fascinante, poder roubar ou captar luz que nossos olhos não conseguem.
    Poderia acrescentar…duas coisas.
    – Bloquear o espelho, (para evitar tremer)
    – Cobrir o viewfinder, (para evitar a pasagem de luz inversa).

  28. Excelente artigo!
    Recentemente tinha lido a respeito de desligar o estabilizador da lente ao utilizar um tripé, mas não tinha idéia do porquê.

  29. Ótimo post, só discordo de uma parte, vc diz pra colocar no tripé e compor a foto. E sugiro compor a foto depois colocar o tripé. O tripé é grande e desajeitado, por isso atrapalha na hora na criatividade.

    • Claro, e isso faz muito sentido… Se vc mexer meio centímetro a câmera, após compor e focar a cena, terá que compor novamente, isso é obvio!! Imagine, compor primeiro e depois colocar colocar o tripé, por essa eu não esperava… Não se deve falar daquilo que não se sabe…

  30. Show..Suas dicas estou virando seu fã, existe algum site seu para que eu possa acompanhá-le e assim poder aproveitar mais o qeu vc tem a oferece….Parabéns.

  31. Bacanas as dicas. Uma das fotos mais bonitas que ja´ fiz foi noturna. A dica do estabilizador foi boa. Não conhecia.
    Uma dica que vale também pra quem não tem um tripé pesado: os tripés que possuem a barra central têm, no final delas, um gancho; ele serve para se pendurar uma pequena carga (meio ou 1kg, p.e.) e deixar o tripé mais firme.

  32. Ivo Enio Skolaude

    Olá
    Interessante a dica do estabilizador.
    Para contribuir eu tenho usado uma Nikon, no modo manual, deixando somente o iso no modo livre e sempre fotografando ao escurecer, antes que escureça totalmente, tenho feito ótimas fotos.

  33. Fotos noturnas são realmente demais, quando eu comprar uma lente com estabilizador de imagem, com certeza vou me lembrar do seu artigo, hehe valeu!

  34. se a função do estabilizador é não tremer a imagem, faz sentido não usa-lo quando a camera estiver em um tripé, aliais ele só deve ser usado em velocidades abaixo de 140 ou 150 e se ficar ligado direto quando não necessario, ele pode parar de funcionar e tera que troca-lo.

  35. desligar o estabilizador de imagem na nikon, blz mas na CANON não se deve porque o IS da CANON é diferente da nikon, a nikon não tem um estabilizador calibrado igual da CANON. porque qualquer movimento que se fizer como um passo ou um carro passando vai comprometer a imagem. ate o vento pode atrapalhar as fotos, então voce deve fazer Experiência com as duas lentes com a nikon é com a CANON é depois voce posta novamente com tirar fotos a noite…

  36. Huaine, parabéns pelos post, obrigaduuu valeu.

  37. Abubacar Abdul Latif

    Huaíne.
    Cumprimentada.
    Você não é egoísta. Partilha com outros os seus conhecimentos. Parabéns.
    Não tinha conhecimento relativamente ao estabilizador de imagens. Um bom conselho.
    Ainda não cheguei ao patamar de amador: sou curioso de fotografia. Aprendi muito com este artigo.
    Obrigado

  38. Parabéns, Huaíne, excelentes dicas. Aliás, sou uma leitura assídua de seus textos sobre fotografia infantil, fiquei muito feliz com esse post. Bjs

  39. Ola Huaíne, vou começar estudos na area e aqui estou muito fascinado por tudo, deixo meu muito obrigado!

  40. Parabéns belo artigo. Suas dicas sem comentários. Show

  41. estou gostando dos post e dos comentários , que também são muito bom .

  42. Bom post e bos dicas. Eu costumo tambem colocar o "mirror lock-up" na minha velhinha Canon 400D e obtenho bons resultados. Sempre minimiza o movimento indesejado da câmara, por muito pouco que seja, e mesmo asim uso um controlo remoto por infravermelhos.
    Continue o bom trabalho. Parabéns.

  43. Gostei do artigo,e vi também alguns comentários,o primeiro foi do ""aumentando o ISO vc ganha contraste"",bem,, contraste como nitidez isso vc pode fazer na própria maquina,,assim vc não vai arriscar perder uma foto,,dependendo de quanto vai aumentar vc vai perder qualidade,vai granular,depois vc já está usando tripé,claro que já desligou o estabilizador,ou VR como é o da Nikon,,ou OS da sigma,,depois acredito que vai usar no manual e não foco automático,,acredito eu que vc também que é a parte mais importante que não vi ninguém comentar,,é a temperatura de cor,de quanto seria essa temperatura já que temos vários tipos de iluminação,como nessa ultima foto,que parece estar em torno de 2700 a 3000 que é luz de vela,,, ,,depois o F///,começaria com quanto,F/8 até F/16,,,,isso estou falando em termo de se fazer uma foto totalmente no manual e não usar alguma função automática da maquina,,isso tudo são detalhes,mais detalhes que vão fazer certas diferenças,,,acredito eu,,,valeu pelo post e pelas resposta,,assim que aprendemos e estamos sempre aprendendo,,,abraços garotinha.

  44. Adorei as dicas!!
    Alguém tem alguma dica apara fotografia noturna em eventos?

    Obrigada

  45. Não existe configuração certa, ou melhor configuração . Existe saber o que fazer com ajuste de diafragma, velocidade de diafragma e iso. A configuração certa vai depender de como quer deixar a imagem.

  46. Eu gostaria de fotografar uma praia com um grupo de pessoas à volta da fogueira tocando violão. Qual seria a configuração?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>