Silhueta, nem muito simples assim5/5(2)

 

O tema abordado é fundamental para obter um bom resultado em sua fotografia. Claro, aliado com uma boa técnica. Me refiro a composição, temida por alguns e dominada por outros. No dicionário o seu significado real quer dizer: ato ou efeito de compor (se), coordenação…

Ou seja, “montar” e saber  compor a cena que você crê como ideal. Mas neste ponto que está o “xis” da questão, pois não se trata de algo exato como um cálculo. É algo muito subjetivo e relativo. Envolve o conhecimento geral de cada um, gosto, cultura, valores… e para cada vez mais diminuir a sua  margem de erro neste sentido é necessário muito estudo, treino e acerto e erro. Assim seu feeling para uma boa composição vai ser tornando algo natural.

Duas frases de dois grandes nomes da fotografia explicam bem isso.

“Não fazemos uma foto apenas com uma câmera; ao ato de fotografar trazemos todos os livros que lemos, os filmes que vimos, a música que ouvimos, as pessoas que amamos.” Ansel Adams

“Você não fotografa com a sua câmera. Você fotografa com toda a sua cultura.” Sebastião Salgado

Uma outra dica que gosto e uso bastante é fotografar sem a câmera. Sim, isso mesmo. Ande pelas ruas enquadrando movimentos, pessoas, texturas e etc… Assim você também irá percebendo qual tipo de composição lhe agrada mais.

Silhueta Pescador 619x412 Silhueta, nem muito simples assim

Afinal podemos basear o sentido estético da nossa imagem seja  em forma, simetria, profundidade de campo, cor, textura, sombra, sobreposição, silhueta…entre outras. Podemos perceber a quantidade de possibilidade e que o assunto é extenso. Foco, literalmente, no que você deseja, é o primeiro passo. Lembre-se que o menos é mais, uma composição limpa sem muitos elementos “brigando” por atenção dentro da imagem sempre gera bons resultados.

Uma vez perguntaram para um grande escultor qual era o segredo por trás da sublimidade de suas obras. Simples assim, respondeu. “Eu só tiro o que está sobrando”.

Baseado nisso vou me prender apenas a um entre um dos  tipos que me agradam: a silhueta. Conceito que fotografado desta forma dá total atenção à forma. Seja um objeto, uma paisagem ou um casal de namorado. Para isso fotografe em contraluz. Pode parecer simples fazer “apenas” isso, mas cuidado.

Fotografar contornos requer atenção redobrada. Considero um tipo de fotografia mais artística. Você passa um tipo de sentimento sem revelar e mostrar a informação concreta e a percebe somente pela forma. Aliás, a forma, outro ponto importante. Cuidado para a sua silhueta em questão não se tornar um borrão e algo indecifrável, principalmente se estiver em movimento.

Então escolha objetos definidos, faça a fotometria certa, não tenha medo de inovar, realize ajuste posterior se necessário e bons cliques!!!

... e agora ajude-nos e compartilhe com os seus amigos.


     

 

Sobre Dennis Calçada

Fotógrafo, designer, jornalista e natural de Santos/SP. 1998, ano que começou o amor pela fotografia na faculdade de jornalismo, concluída em 2001. Registrar e criar imagens definitivamente são minhas paixões. Na graduação em Produção Multimídia me especializei em design gráfico e criação de logotipos. Adepto e cada vez mais ciente que menos é mais. Me fascina também a mistura entre os opostos: imagem e texto; rústico e moderno; colorido e preto e branco; retas e curvas.

3 comentários

  1. Adorei o título "Nem muito simples assim". Quando você estuda mais a fundo, ver a necessidade de dar os espaços corretos, principalmente me formas humanas, além da composição como citou e por aí vários outros conceitos.

    Novamente um post rápido, conciso e interessante.

  2. Adorei o título "Nem muito simples assim". Quando você estuda mais a fundo, ver a necessidade de dar os espaços corretos, principalmente me formas humanas, além da composição como citou e por aí vários outros conceitos.

  3. excelente articulo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>