Câmaras

Sony RX100 Mark II e RX1R melhorando o que já era bom

A Sony demorou muito a entrar no mercado das compactas premium, foi uma das últimas grandes fabricantes a se aventurar nesta categoria, mas valeu a pena pois ela veio com tudo e em dose dupla, as duas câmeras lançadas em 2012 são dignas de presença na nata da fotografia digital, falando apenas em compactas, é claro. Este ano a Sony fez mais uma aposta acertada, em minha opinião, fazendo pouquíssimas alterações usando o dito popular “em time que está ganhando não se mexe”: anunciou de uma só vez, Sony RX100 Mark II e Sony RX1R.

Sony RX1R e Sony RX100 Mark II

Primeiro a irmã menor, se é que podemos chamar de “menor” uma câmera que possui um sensor medindo 1 polegada. A Sony RX100 Mark II, como sugere seu próprio nome, é apenas uma atualização da sua antecessora RX100, houve apenas a adição de alguns itens que vem sendo utilizados com frequência em outros modelos. Um destes itens é a sapata para flash externo e era um contrassenso uma compacta premium do quilate da RX100 não possuir um item quase obrigatório nesta categoria. Enfim, isto foi corrigido e dá um ar mais “profissional” a esta câmera que, só para efeitos de comparação, possui um sensor do mesmo tamanho do sistema mirrorless da Nikon. Outro item que se fazia necessário era a inclusão de um monitor LCD articulável de 3 polegadas e isto também foi feito. Por fim, a inclusão de conectividade wi-fi com tecnologia NFC para dispositivos móveis dotados de sistema Android.

Fora estas três providenciais inclusões citadas no parágrafo acima, a RX100 Mark II é praticamente idêntica à sua antecessora: sensor de 1 polegada com resolução efetiva de 20.2 megapixels (20.9 megapixels de resolução total); objetiva Carl Zeiss Vario Tessar T*com 3.6x de zoom (28-100mm f/1.8-4.9) e macro de 5cm; sensibilidade ISO 100-25600; produz arquivos RAW; modo contínuo de 10fps; flash com alcance de até 15 metros em ISO AUTO; e bateria com duração para até 350 fotos.

Sony RX100 Mark II

Já a Sony RX1R teve menos modificações ainda e realmente poucas mudanças eram necessárias em uma câmera que ainda não possui concorrência, pois é a única compacta de fato (com objetiva fixa) que possui sensor Full-frame. E a única grande mudança foi a retirada do já famoso filtro anti-aliasing e testes práticos iniciais mostram que a nitidez foi realmente aumentada em relação à sua antecessora que já possuía uma nitidez absurda. Esta não possui os “penduricalhos” monitor LCD móvel e conexão wi-fi, mas como possui um perfil de câmera mais séria, é totalmente perdoável.

A Sony RX1R é equipada com sensor Full-frame de 24.3 megapixels de resolução efetiva (24.7 megapixels de resolução total); sua objetiva Carl Zeiss Vario Tessar T*com distância focal fixa de 35mm e abertura f/2.0; um absurdo ISO que vai de 100 a 102400; o alcance do flash é de até 6 metros; faz vídeos Full HD com som estéreo; produz arquivos RAW; seu monitor mede 3 polegadas; e a bateria faz cerca de 270 fotos.

Sony RX1R

As duas câmeras possuem previsão de disponibilidade nas lojas a partir do final de julho ao custo de 750 dólares/650 libras/750 euros para a Sony RX100 II e 2800 dólares/2600 libras/3100 euros para a Sony RX1R.

Rodrigo Jordy

Fotógrafo amador que estuda muito sobre fotografia, principalmente equipamentos, e gosta de compartilhar o conhecimento que adquire.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • Eu utilizo atualmente a sony Rx1. Como fotografo em RAW, parece que praticamente não existem diferenças na qualidade de imagem entre o modelo RX1 e o RX1R. Deixei de usar DSLR por serem grandes e chamarem a atenção. É ótimo estar no meio das pessoas fotografando e ninguém fica te reparando ou atrapalhando seu trabalho. Recomendo.

Receba 15 livros de fotografia

Aprenda DE GRAÇA os principais segredos dos experts em fotografia com os nossos livros digitais.
Insira aqui o seu melhor email

Aprenda DE GRAÇA os principais segredos dos experts em fotografia

Insira aqui o seu melhor email