Home » Atualidade

Annie Leibovitz vai expor novos retratos femininos em Londres

Mostra-surpresa viajará por capitais variadas do mundo e fará parte do projeto Women da fotógrafa

de Maev Kennedy

 

Uma exposição-surpresa de novos retratos de mulheres pela renomada fotógrafa norte-americana Annie Leibovitz será aberta em Londres no mês de janeiro. A exibição deve viajar pelo mundo 2016 afora para locais como Tóquio, Hong Kong, Cingapura, México, Istambul e Nova Iorque.

A exposição, a maior apresentação itinerante montada pela UBS (empresa de serviços financeiros), e será aberta ao público gratuitamente, mas os locais não revelados não serão museus ou galerias de arte: os lugares serão escolhidos a dedo, dizem os organizadores, “pelas possibilidades que oferecem para encontros originais e inesperados.”

Os retratos, nos quais Leibovitz ainda encontra-se trabalhando, feitos sob seu mais famoso projeto — Women —, uma exposição e um livro de retratos criado há 15 anos em colaboração com a autora Susan Sontag. As duas tiveram um longo relacionamento, até a morte de Sontag em 2004, e Leibovitz documentou seus últimos meses em retratos ternos.

Leibovitz diz que pretende que os novos retratos reflitam as mudanças nos papéis femininos hoje. Os trabalhos serão parte  da extensa coleção de arte contemporânea da UBS.

Doutzen Kroes, por Annie Leibovitz
Doutzen Kroes, por Annie Leibovitz para a revista Vogue

 

Considerada uma “lenda viva” pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, Annie Leibovitz vem sendo uma das mais celebradas e colecionadas fotógrafas desde que seus retratos — frequentemente espirituosos e extremamente teatrais — apareceram primeiramente na Rolling Stone nos primórdios da década de 1970. Sua carreira foi muito marcada pela controvérsia: Em 2007 a BBC teve que desculpar-se após um documentário editado pela rede mostrar a rainha Elizabeth virar a cara num ensaio com Leibovitz após discordar sobre se ela poderia colocar ou não sua tiara. No ano seguinte ela fotografou Miley Cyrus para a Vanity Fair, quando a cantora e atriz tinha 15 anos, aparentemente nua por baixo de um lençol. Cyrus, depois melhor conhecida por seu clipe muito mais revelador Wrecking ball [dirigido, por sinal, por outro fotógrafo conhecido, Terry Richardson] afirmou depois que as fotos a constrangeram. Leibovitz descreveu a imagem como “um retrato simples, clássico, feito com muito pouca maquiagem.”

via The Guardian (texto), Vogue (foto)

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar