Canon anuncia sua compacta sem espelho, a EOS M

Acredito eu que depois dos rumores quanto à sucessora da mítica 5D mark II, a maior fonte de teorias, devaneios e comentários no mundo canonzeiro eram sobre o lançamento, ou não, de uma câmera compacta do tipo mirrorless por parte da Canon.

E eis que os rumores começaram a se concretizar por estes recentes dias, e hoje já é definitivamente realidade: a câmera, chamada EOS M, já tem suas imagens e especificações confirmados, mais de um review online e está em pré-venda, assim como seus acessórios. E ela é, sim, tudo de bom – para quem se dispor a pagá-la (tem o mesmo preço básico de pré-venda da recente e muito elogiada, inclusive por mim, PowerShot G1 X).

Vejamos o que ela tem de anunciado, em termos de recursos:

  • Sensor de 18MP, tipo CMOS híbrido, em proporções APS-C;
  • Múltiplas resoluções selecionáveis;
  • Controles para exposição manual;
  • Monitor de 3”, de toque (touch screen) – Clear View LCD Monitor II (1.040k pontos), com película anti-sujeira e suporte a gestos como pinch-to-zoom e swiping;
  • ISO de 100 a 6400, expansível para 12.800 em vídeo;
  • ISO 100-12.800 expansível a 25.600 para fotos;
  • Processador Digic 5 (mesmo da G1 X e da 1D X);
  • Ajuste manual do nível de  áudio;
  • Modo Video Snapshot com edição por toque (touch screen editing);
  • Modo EOS Full HD Movie com Movie Servo AF;
  • Modo inteligente para quem usa no automático, filtros criativos e etc.

O sensor é maior que o da recente G1 X, que é bastante conhecida pro possibilitar ótimas imagens mesmo em ISO alto, devido ao fator de corte de aproximadamente 1,82 (enquanto que o crop factor das DSLR Canon é de 1,6). Com um sensor maior, as imagens tendem a melhorar. Isso, claro, se os megapixels se mantiverem os mesmos – o que não é o caso: ela tem basicamente os mesmos 18MP da EOS 7D, da 60D e da Rebel T4i/650D (a G1 X tem 14.3 MP). Só isto não é prova de qualidade exemplar, claro, a arquitetura do sensor e os materiais envolvidos também influenciam, mas nào dá para negar que esse é um ótimo indício.

Já os recursos relativos a foco são uma ótima notícia para quem tinha ficado decepcionado com o sistema de foco da G1 X e esperava que a próxima compacta da marca tivesse um desempenho ao menos próximo do bom, preferencialmente algo do nível das últimas DSLRs (e mais ainda da T4i, com suas objetivas STM). Pois bem, a EOS M também segue o sistema STM, e com isto a Canon procura dar por finados quaisquer temores quanto ao AF de seu mais novo lançamento (se não o for, logo saberemos). No teste divulgado pelo Tech Radar ao menos parece ser bem ágil mesmo.

Assomando-se a isso temos um recurso chamado Multi-shot noise reduction que, presumo eu, deve ser bem interessante, se for o que estou pensando (combinação de mais de um clique em que as áreas mais negras seriam “limpas” e as claras mantidas). Além das imagens em geral em ISO alto, espero ver amostras disso, que deve consolidar, mais uma vez, o nível de qualidade em imagens feitas por compactas premium da Canon – e deixando mais para trás as premium de poucos anos atrás, que já não são tão premium assim…

E aí vem uma cereja para o bolo: ela é compatível com todos cartões SD (SD, SDHC e SDXC), incluindo os Ultra High Speed (UHS-I – que por sinal devem estar muito bem, obrigado, ao contrário dos XQD), com todos acessórios Speedlite da marca (incluindo o flash 600EX e o transmissor ST-E3-RT) e ainda com o GPS Receiver GP-E2.

E ela veio sozinha? Não. Além da 40mm STM anunciada em conjunto com a EOS T4i, que eu já tinha como prova de que sairia uma mirrorless, surgiram na cena:

  • Uma 22mm f/2 STM, que é a “lente de kit” da nova câmera;
  • Uma nova 18-55mm com IS, mas esta menor (e, claro, EF-M);
  • Um flash ultracompacto, o 90EX (menor até que os 270EX);
  • Nova bateria, a LP-E12 (que deve ser utilizada numa próxima câmera SX, a exemplo da LP-10L para a G1X e a SX40);
  • E a melhor parte, outra deliciosa cereja: um adaptador para objetivas EF! Sim, com ele o dono de uma EOS M poderá usar suas objetivas EF em sua compacta, não deixando na mão quem investiu tanto, especialmente nas amadas L (como eu e minha 70-200).

Só o que “amarga” um pouco a notícia é a tabela de preços de pré-venda. Apesar da câmera custar o mesmo que a Canon G1 X (o que é bom, tendo em vista as vantagens da EOS M), os acessórios não são de preços tão convidativos, eu diria (vide links aqui) – porém estou certo que terão seu público, que não será pequeno. Há também quem seja muito fã de clicar sem zoom, logo uma EOS M com a 22mm está muito boa para isso.

Nota:Canon EOS M pode ser adquirida nas cores preto, branco e vermelho.

fonte: Canon Rumors e Comunicado de imprensa da Canon

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Alexandre Maia

Clico, viajo, olho, analiso, converso, e repito — em qualquer ordem!

Também estou no blog da D&M Photo.

Siga-nos nas Redes Sociais

Não perca nenhum conteúdo nosso ;)

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar