fbpx

Cobertura do Newborn and Family Photo Conference 5/5 (2)

Dias 8, 9 e 10 de maio de 2018, em São Paulo, no teatro Gamaro aconteceu o Newborn and Family Photo Conference.

Em sua 8ª edição contou com 16 palestrantes, entre nacionais e internacionais, que abordaram os temas: fotografia newborn, pós-produção de imagem, iluminação, marketing entre outros. Além das palestras diárias houve a exposição e venda de produtos e serviços na feira que aconteceu no anexo ao teatro.

Dani Bertolucci abriu a semana do Conference e foi nossa mestre de cerimônias! Falou sobre inspiração, criatividade e esforço. Esses são os ingredientes para uma receita fotográfica de sucesso.

Erin Elizabet

Erin Elizabet

A primeira palestra foi da fotografa australiana Erin Elizabeth, que trouxe na prática como conduz o seu ensaio newborn. Em apenas um prop consegue usar a versatilidade e ter nove imagens diferentes e para isso utiliza as suas lentes 35 mm, 50 mm e a macro. Famosa por retratar quíntuplos e uma das mais reconhecidas na Austrália era aguardada com ansiedade pelo público.

O ensaio foi conduzido, em termos de posicionamento e acessórios, utilizados de forma natural mas observei alguns pontos que considero essenciais para a segurança e bem estar do recém-nascido: não foi utilizado álcool gel durante o ensaio e a manta utilizada no puff de posicionamento estava manchada. Muitas pessoas da plateia fizeram comentários sobre higiene quando a própria Erin declarou: “essa mancha é do ensaio de ontem, mas nós lavamos…”.

As fotos finais do ensaio realmente são lindas e perfeitas, mas deixou uma “pitada” de decepção pela falta de atenção aos detalhes.

Priscilla Felix

Felix trouxe em seu tema a segurança e fisiologia do bebê. Destacou que nós brasileiros somos referência na segurança que proporcionamos em nossos ensaios newborn. O tema é bem pertinente, pois estamos lidando com a vida de um ser tão pequeno e indefeso que o cuidado é essencial para o resultado ser lindo e seguro.

Petit Studio

Com Israel e Mariah, nos mostrou como podemos elaborar a composição e assim encontrar um estilo na hora de fotografar. O bebê desse ensaio mostrou, ao vivo, como é difícil a fotografia newborn, pois não “permitiu” algumas poses e colocou a habilidade de adaptação dos fotógrafos em “cheque”. No final o ensaio foi lindo e tudo terminou bem!

Hayaks Winter

Em minha opinião o grande destaque do dia foi para Hayaks Winter. De uma simpatia impar explicou detalhadamente alguns dos passos para edição de fotografia newborn. Você sabia que ele é especialista em tratamento de imagens newborn?

Sim! E a sua palestra foi leve, muito instrutiva e produtiva. Editou algumas fotos ao vivo e com muita paciência explicou o passo a passo de alguns comandos do photoshop. Também nos falou que ter objetivos nos traz mais efetividade naquilo que queremos fazer.

Eu vou fazer o WS de Edição de Imagens dele e depois volto aqui para contar tudinho para vocês.

Joanne Widart

Diretamente da Bélgica, trouxe a arte da fotografia de gestante fine-art. A sua primeira pergunta para nós foi: “o que faz o seu coração cantar?”. Mostrou a beleza da composição de sua foto e afirma que a nossa intenção tem que fazer parte do contexto da história contada. Explorando as paisagens externas que tem disponível em seu país, transforma suas gestantes em verdadeiras pinturas. Um trabalho delicado e detalhado foi o que ela compartilhou conosco.

Stephanie Robin

Abriu o segundo dia do evento e nos trouxe a necessidade da iluminação correta para a foto perfeita. Falou sobre vários tipos de luz e de como consegui-la. A iluminação é composta por: quantidade, qualidade, cor e direção da luz. Todos esses elementos precisam ser levados em consideração no momento do click. Uma mudança e todo o restante também serão afetados. A iluminação natural interfere bastante no resultado final, pois se tivermos uma nuvem no meio do caminho os ajustes de equipamento e o posicionamento precisam ser modificados.

Danilo Russo

Idealizador do IIF e do Neborn and Family Conference trouxe toda sua simpatia e experiência para os palcos do evento. O tema carreira e desenvolvimento é algo de extrema importância na vida profissional de todos nós fotógrafos.

Ter um organograma e um fluxo de trabalho nos dá a dimensão do que estamos planejando bem como o direcionamento para alcançar nossas metas. Sabe aquela expressão que está sendo muito usada ultimamente: expectativa x realidade?

Abaixo um gráfico que mostra que o fotografo é muito mais que apenas o “cara que aperta o botão”. Essa outra imagem mostra o organograma que o Danilo desenvolveu no IIF – Instituto Internacional de Fotografia.

Thalita Castanha

Thalita veio para falar sobre fotografia de parto. Reforçou a importância de se prestar os serviços fotográficos desde a gestação até o primeiro ano de vida da criança possibilitando fidelizar esse cliente. Cliente fidelizado faz novas compras e novas indicações. Em minha opinião, faltou detalhar mais sobre a fotografia de parto em si.

Thalita nos falou sobre a opção de fotografar partos cesareas ou normais e também de parcerias com médicos para indicação, porém não detalhou o processo de captar a cliente gestante, de conseguir autorização para entrada no centro cirúrgico, etc. Gostei, mas esperava um bocadinho mais já que atuo nessa área também.

Irmãos Vanassi

Vieram cheio de energia e vontade de ensinar! A primeira pergunta para a plateia foi: “Porque o problema é vender?”.

E o silencio tomou conta do público!

Com muito bom humor e vitalidade nos mostraram que vender deve ser a solução. Que precisamos agir e vencer nossos bloqueios e que para vender é preciso acreditar no que vendemos. Perder o medo de ouvir o não é uma das chaves do negócio. Ofertas certas com argumentos certos geram desejo no cliente de comprar o que você vende!

O tempo passou como um raio na palestra dos irmãos que interagiam e complementavam os assuntos um do outro. Em minha opinião eles precisavam de umas três horas de palestra só para começar o assunto… rs

Essa frase, dita pela mãe dos Vanassi, marcou a palestra e já adotei para meu trabalho: “A razão enxerga o preço, o coração enxerga valor.” Rose Vanassi.

Ana Brandt

A americana queridinha por nós, trouxe a prática do ensaio gestante. Muito crítica aos detalhes nos mostrou seu processo de criação e revelou que nem sempre sabe ao certo que tipo de fotografia quer fazer.

Trabalha na linha de fotografia artística com suas gestantes então o desafio é maior, pois não quer que as gestantes tenham fotos parecidas umas com as outras, deve ter o toque individual e de personalidade de cada uma. Usa composições simples e minimalistas em suas fotos, mas busca a perfeição entre a pose e o sentimento.

Renato DPaula

Renato deixou meu coração cheio de emoção e com muita vontade de modificar algumas áreas do meu trabalho. A fotografia documental de família ganhou forma e força sob o olhar atendo do Renato. Ao acompanhar as famílias ele aguarda com paciência que todas as “máscaras” sejam retiradas e que o mais espontâneo daqueles momentos vividos aconteça para ser registrado.

Afirmou por diversas vezes: “não fotografo para os pais, fotografo para os filhos”.

Em sua foto tem emoção, tem sentimento, tem textura e tem muita sensibilidade. Ele considera o fotografo como um herói de memórias.

Essa palestra me fez ter dois novos objetivos: entender e praticar a fotografia documental e ter um ensaio tão cheio de amor da minha família! Depois conto para vocês se der tudo certo.

Ah tem algo muito legal para vocês nos próximos dias: o Renato gentilmente autografou um livro para que possamos sortear para a galera do DG, aguarde!

Juliana Brandão

Agora pensem numa criança cheia de energia e de vontade de realizar? Foi assim a Juliana Brandão em sua palestra divertida e prática. Ela é bem falante e muito simpática e atenciosa, uma pessoa que mostra de verdade como faz seu trabalho.

Trouxe uma pergunta que deixou o público bem dividido: “você fotografa por amor ou fotografa por dinheiro?”.

Defendeu que temos que ter amor pelo que fazemos, pois isso nos ajuda a criar e dar os próximos passos, mas reforçou que só o amor não paga as nossas contas no final do mês.

Ela trabalha com fotografia de estúdio e utiliza muito os cenários interativos porque geram fotos mais espontâneas. Também falou das regras de seu estúdio e como isso é importante para ter ensaios produtivos.

Conclusão

Foram 3 dias muito intensos e tenho algumas observações pessoais para fazer:

– Palestras iniciando às 8h da manhã e finalizando às 20h da noite: extremamente cansativo o que diminui a absorção de conhecimento, em São Paulo as distâncias se tornam enormes devido ao caos do trânsito.

– Faltou uma sequencia de palestras. Quero dizer que os temas abordados poderiam ter seguido uma linha “cronológica” de assuntos.

– A feira estava bem “devagar” sem muitos expositores e os poucos que havia tinham material escasso e com valores bem elevados.

– Muitas “propagandas” durante o evento para venda de produtos e serviços, se tornando repetitivos.

Eu gostei do evento no geral, pois sempre fazemos novas amizades e eu particularmente fiz excelentes contatos, mas por se tratar de um evento anual e com tantos investimentos precisa melhorar os aspectos já citados.

Eu espero ter colaborado com vocês.

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Dani Carreira

Dani Carreira é uma fotógrafa que se dedica a registrar os momentos em família. Mãe de 01 lindo menino, administradora de empresas com experiência de 10 anos no mercado financeiro/tributário, terapeuta corporal, deixou o mundo corporativo para se dedicar a sua paixão: fotografar!

Chat
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies