fbpx

Como fazer ensaio fotográfico externo de bebês 4.76/5 (17)

Olá, me chamo Aline Amorim, sou mãe do Daniel e da Ariel. Depois que meu primeiro filho nasceu me interessei completamente pela fotografia infantil e de 2010 pra cá é a minha especialidade fotografar esses anjinhos.

Fotografar bebês é como uma caixinha de surpresas, nunca sabemos se a sessão vai ser tranquila ou se terá muitos choros, manhas e pirracinhas…  Essas sessões geralmente nos trazem dezenas de dúvidas e como dicas nunca são demais, vou passar algumas para realizar um lindo ensaio.

Toda vez que pensamos em fotografar bebês ou crianças pensamos em mil coisas: locação, cenário, acessórios, se o tempo vai estar bom, se terá sol, e tudo isso gera um enorme estresse e ansiedade…   São dúvidas frequentes e comuns para quem está iniciando no universo fotográfico. Então vamos lá!

Ensaio fotográfico externo de bebês

Não existe nada melhor que capturar os momentos dos bebês. Eles são lindos, fofos, espontâneos e nos rendem ótimas imagens. Mas eles têm mudanças de humor constantes, uma hora estão super bem, pulando, sorrindo, brincando, e quando você pisca os olhos, a criança muda de humor completamente, o sono e a fome vêm chegando, começam a ficar irritados e desconfortáveis, é incrível! A mudança de humor é rápida mesmo!  O importante é ter planejamento e paciência.

Antes do seu modelinho chegar, tente ter em mente o que irá fazer. Se puder chegar um pouquinho mais cedo e deixar o ambiente preparado para a sessão, já adiantará boa parte!

Deixe o bebê se socializar com o ambiente, interaja com ele e depois fotografe…  O que mais gosto na fotografia infantil é que bebês não fazem pose, então tente capturar ao máximo os momentos de descontração e naturalidade que eles têm. Não há nada mais lindo que um sorriso espontâneo, um olhar de curiosidade e de descoberta. Use e abuse desse momento.

Não deixe de registrar os pais e irmãos na sessão. O amor e carinho que eles transmitem um para o outro é tão verdadeiro e contagiante que esse momento não pode ficar fora de suas lentes…

Fotografar bebês

Evite chamar a criança todo o tempo, isso gera um estresse com o decorrer da sessão.

“-Fulanooo, Fulanooo…, olha pra cá fulano… olha aqui pra tia…” Isso estressa e cansa a criança.

Uma vez ou outra não tem problema algum chamar o bebê, até porque ficam muito bonitas as fotos as crianças olhando diretamente para a câmera.

Não estabeleça horários precisos para o fim da sessão, pode ser que você não consiga seguir o horário planejado…   Talvez 1 ou 2 horas sejam até pouco…  O importante é nunca marcar com menos de 1 hora, pois é praticamente impossível, até porque os bebês precisam trocar fralda, se alimentar, tem a hora do soninho, enfim…   Aqui quem faz o horário é o bebê, e devemos respeitá-los, precisamos ser muito pacientes…   Pacientes mesmo!

Planejamento

Procure dar um toque especial na composição, faça uso de cestas, mantas, brinquedos do bebê. Só tenha cuidado para não exagerar na produção, aqui o menos é mais! O foco principal é o bebê. Fique na mesma altura que o bebê na hora de clicá-lo, então agache, sente, ajoelhe e se precisar deite-se no chão. Fotografe de cima para baixo também, ficam lindas! Quem nunca ouviu: “não se deve fotografar criança de cima para baixo”? Eu já ouvi várias vezes e continuo fazendo, acho que fica legal sim! Você pode fazer o mesmo, mas não durante toda a sessão.

Composição Fotografia Bebês

Evite fazer muitas fotos centralizadas, use e abuse da regra dos terços, mexa-se! Teste vários ângulos, mude de posição no decorrer da sessão.  Fotografe os detalhes, mãos, pés, cabelos… Não tenha medo de se aproximar, chegue perto do bebê, faça close, detalhe suas expressões. Nisso eles dão um show. Acredite!

Regra dos terços fotografia infantil

Local e cenário

Na hora de escolher a locação, o mais importante é verificar se a mesma oferece segurança e conforto. Antes de colocar o bebê no chão certifique se não tem nenhum inseto ou algum objeto perigoso (vidros ou ferro enferrujado). Estando tudo certo, é só clicar!

Escolha lugares arborizados, gramados e floridos. Aproveite o que a natureza tem de melhor! Não há nada mais lindo que um pôr do sol, uma grama verdinha e flores. Até mesmo as folhas secas dão um resultado incrível nas fotos, experimente e terá um resultado incrivelmente lindo!

Local e cenário Fotografia Bebês

Para que não seja estressante para o bebê, converse com a mamãe e faça no máximo duas trocas de roupas, ou se puder faça com a mesma roupa em toda a sessão, assim poderá aproveitar melhor o tempo e o humor do bebê. Se por ventura não conseguir fazer a sessão, mesmo que tenha dado o tempo suficiente para ele se socializar com o ambiente, mesmo que tenho oferecido a pausa para a troca e alimentação, não se desespere! É normal o bebê ter dias em que fica mais choroso e sensível, o ideal nesse caso seria reagendar uma nova sessão. Não force! Nenhuma mãe quer receber um monte de fotos com seu bebê chorando, não é mesmo?  Então procure reagendar.

Fotografia bebê

Registro fotográfico

Procure realizar os ensaios quando o sol e o calor são mais leves. No início da manhã, ou no finalzinho da tarde. Nesses horários a luz sol é mais difusa e muito harmoniosa!

Nada de colocar a criança no calor insuportável de meio dia ou das 14 horas, até porque nem você e muito menos o bebê vai aguentar o calor…  E a luz que chega é tão dura e sem forma que irá comprometer todo seu trabalho. Você não quer que seu trabalho fique comprometido. Portanto, evite os horários de maior intensidade de sol e calor.

Registro fotográfico

Em todas minhas sessões ao ar livre, não faço o uso de flash ou rebatedor. Tudo que uso é uma Nikon D800, uma lente 50 mm 1.4, os acessórios para compor e só, mas nada!

Boas fotos!

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Aline Amorim

Me chamo Aline Amorim, sou mãe de duas crianças e iniciei meu trabalho depois que meu primeiro filho nasceu. Fiz vários cursos e me especializei em fotografia infantil. Esta é a área em que decidi me dedicar e dar total exclusividade.


Nós Ajudamos!