Home » Atualidade » A nova experiência do Flickr

A nova experiência do Flickr

Novas mudanças no site surgem no horizonte. Ajustes finais devem prosseguir ainda para serem repassadas a todos usuários

 

O Flickr passou por profundas modificações após ter ficado durante muitos anos completamente abandonado pelo Yahoo. O layout havia ficado completamente defasado e perdeu espaço para outros serviços de armazenamento e visualização de imagens, principalmente o Instagram nos últimos anos. Uma mudança radical chegou e os serviços do site ficaram muito mais funcionais e visualmente mais agradáveis, lógico que toda grande mudança sofre alguma resistência e até hoje alguns usuários queixam-se de alguma coisa, a maior reclamação é que o site ficou muito pesado, como um todo. Enfim, as mudanças não acabaram e junto a alterações visuais, o lado funcional não foi deixado de lado, a promessa é de um site mais leve e com navegação mais fácil.

Por enquanto parece que esta mudança está disponível apenas no idioma inglês, para mudar o idioma do seu Flickr é só acessar o seu perfil, clicar em <editar> e na última linha há os idiomas disponíveis. Agora, ao clicar em qualquer foto sua, a tela é ocupada pela imagem e um menu lateral com todas as informações sobre ela: link para o seu perfil, nome da foto (vocês dão um nome para a foto, né?), descrição, número de visualizações, data em que ela foi feita, etc. Tudo que já era visível antes, mas agora de uma forma mais organizada e cheia de inserções gráficas. Ao clicar no ícone <i> você tem acesso aos dados EXIF incluindo nome da câmera e lente usadas, tudo organizado em ícones (isso se você não elimina estes dados ao editar sua foto). Clicando no ícone da etiqueta você pode editar as tags da foto, também com inserções gráficas bem legais. Um detalhe interessante é a predominância da cor preta em vez dos tradicionais azul e rosa desde a grande mudança estética realizada em 2013.

Voltando à página inicial da sua galeria é possível ver uma nova aba chamada <Creations>. Nela é possível criar um fotolivro de 20 páginas ao custo de 34,95 dólares e 50 cents para cada página adicional. Este serviço, por enquanto, está disponível apenas para os EUA mas esperamos que, gradativamente, seja liberado para os outros países.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Rodrigo Jordy

Fotógrafo amador que estuda muito sobre fotografia, principalmente equipamentos, e gosta de compartilhar o conhecimento que adquire.

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar