Home » Atualidade » Câmeras » Fujifilm anuncia sua aguardada X-T1

Fujifilm anuncia sua aguardada X-T1 4.5/5 (2)

Após rumores e mais rumores, a Fujifilm revelou a câmera que guardava para o dia de hoje: a X-T1, sua high-end top de linha

via FujiRumors (aqui e aqui)
 

 

Assim como a marca já havia mostrando com um teaser em seu site (imagem abaixo), hoje foi dia de lançamento da marca. Um lançamento aguardadíssimo, bastante envolto em rumores/vazamentos de informações — quase todos confirmados, por sinal. E, convenhamos, os rumores eram bastante animadores, “prometendo” uma câmera que prossegue com a evolução da linha X, herdando características interessantes dos modelos anteriores e melhorando outras.

Teaser da Fujifilm para o dia 28/01/14

 

De cara nota-se o design diferente das outras Fuji X — um design que já há quem chame de “mini-DSLR”, claramente seguindo a linha da Nikon Df e da Olympus OM-D E-M1, e inspirada ainda na antiga Nikon FM2, lembrando até minha velha Canon A-1. Mas quem estava atento atento aos rumores percebeu que o desenho retrô presente na X-W1 — que parecia ser um protótipo da X-T1 — não era como uma reencarnação do estilo de antigas câmeras de outras marcas, mas também um revival das Fujica.

Como quem vê cara não vê sensor, vejamos o que tem dentro dela…

Fujifilm X-T1 – principais especificações

(selecionadas/traduzidas do site da Fuji)

Pixels efetivos16.3 milhões (16.3 MP)
Sensor de imagem23.6mm x 15.6mm (APS-C) X-Trans CMOS II com filtro de cores primárias (16.7 MP)

Sistema de limpeza do sensor: Ultra Sonic Vibration
Mídia de armazenamentoCartões SD / SDHC / SDXC (UHS-II)*1
Formato de arquivo
Imagem still
JPEG (Exif Ver 2.3)*2, RAW (RAF format), RAW+JPEG (Design rule for Camera File system compliant / DPOF-compatible)
Filme
Formato: MOV
Compressão: H.264
Áudio: Linear PCM Stereo
Mount de lentesFujifilm X mount
SensibilidadeAuto (controle disponível até ISO 6400)
ISOs equivalentes: 200 – 6400 (sensibilidade padrão de saída)
Sensibilidade de saída estendida: ISO equivalente a 100, 12800, 25600 e 51200
Controle de exposiçãoMedição TTL por 256 zonas, Multi / Pontual / Média
Modos de exposiçãoProgrammed AE / Prioridade de velocidade do obturador / Prioridade de abertura do diafragma / Manual
Compensação de exposição-3.0EV a +3.0EV, passos de 1/3EV
(gravação de filme:: -2.0EV a +2.0EV)
Detecção de faceSim
Velocidade do obturador1/4000s a 30s (60s em modo Burst)
Disparo contínuoAprox. 8 fps (JPEG : máximo aprox. 47 quadros)
Aprox. 3.0 fps (JPEG : até a capacidade do cartão)
Auto bracketingAE Bracketing (±1/3EV, ±2/3EV, ±1EV)
Bracketing com simulação de filme (selecionável qualquer dos 3 tipos de simulação de filme)
Bracketing da gama dinâmica (100% · 200% · 400%)
Bracketing da sensibilidade ISO (±1/3EV, ±2/3EV, ±1EV)
Bracketing do balanço de branco (±1, ±2, ±3)
Foco
modo:
AF Único / AF Contínuo / Indicador de Distância MF
tipo:
AF Híbrido Inteligente (AF TTL por contraste / AF TTL por detecção de fase), iluminação de assistência de AF disponível
AF frame selection
Area (EVF / LCD : 49 areas with 7 x 7) / Multi

  • * Tamanho do quadro de AF modificável entre 5 tipos
Intervalo de disparosSim (configura-se: Intervalo, Número de disparos, Hora de início)
Hot shoeSim (compatível com flash TTL dedicado)
FlashFlash externo EF-X8 (incluso) (Super Intelligent Flash)
Número-guia: aprox. 8 (ISO100 · m) / aprox. 11 (ISO200 · m)
Visor0,5″, aprox. viewfinder OLED de aprox. 2.360K pontos
Eye point : aprox. 23mm (a contar do fim da traseira do ocular da câmera)
Ajuste de dioptria: -4m-1 a +2m-1
Magnificação: 0.77x com objetiva 50mm (equivalente em formato 35mm) no infinito e dioptria ajustada para – 1.0m-1
Monitor LCD3 polegadas, proporções em 3:2, aprox. 1.040K pontos, monitor LCD tipo tilt (cobertura próxima a 100%)
Gravação de filmeFull HD 1920 x 1080 60p / 30p, gravação contínua: até aprox. 14 min.
HD 1280 x 720 60p / 30p, gravação contínua: até aprox. 27 min.

  • * Use cartão com velocidade de classe 10 ou maior
Modos de simulação de filme10 tipos (Provia/Standard, Velvia/Vivid, Astia/Soft, PRO Neg Hi, PRO Neg. Std, Monocromático, Monocromático+filtro amarelo, Monocromático+filtro vermelho, Monocromático+filtro verde, Sépia)
Gama dinâmicaAuto (100-400%), 100%, 200%, 400%
Outras funções de fotografiaRemoção automárica de olhos vermelhos
Configurações de cor, nitidez, gama dinâmica (D-range), gradação
Panorama de vídeo
Color space
Linhas-guia de enquadramento
Tela do histograma
Pré-viasualização de profundidade de campo
Otimizador de modulação de objetivas
Pré-AF, Focus check, Focus Peak Highlight, Digital Split Image™*3
Nível Eletrônico
Exposição múltipla
Release priority / Focus priority selection
Configuração de botão Fn (RAW, Filme, etc.)
Controle de ISO auto
Configuração de AF instantâneo(AF-S / AF-C)
Função wirelessGeotagging,
Comunicação wireless (transferência de imagem),
Visualizar & Obter Imagens,
Disparo remoto de câmera,
PC Autosave
Terminais
Saída de vídeo
Interface digital
USB 2.0 de alta velocidade / terminal micro USB

  • * conectável com Remote Release RR-90 (vendido separadamente)
Saída HDMI
Mini conector HDMI (Tipo C)
Outros
Microfone / shutter release input: ø2.5mm, stereo mini connector
Dimensões129.0mm (L) x 89.8mm (A) x 46.7mm (P) (profundidade mínima: 33.4mm)
PesoAprox. 440g (incluindo bateria e cartão de memória)
Vida útil da bateria para imagens still*4Aprox. 350 frames (usando XF 35mm f/1.4 R, com monitor LCD e viewfinder ligados, e flash EF-X8 não encaixado)
Vida útil da bateria para vídeos*4Gravações consecutivas de vídeos: aprox. 103 min. (com detecção de face desligada)

  • * Filmes individuais não podem ultrapassar duração de aprox. 14 min em modo Full HD, e 27 min em modo HD
Tempo de inicializaçãoAprox. 0,5s. com modo Alta Performance ligado
Aprox. 1s, com modo Alta Performance desligado

  • * pesquisa da Fujifilm
Accessórios inclusosBateria de íon-lítio NP-W126
Carregador de bateria BC-W126
Unidade de flash externo EF-X8
Correia para ombro
Tampas e capinhas para corpo, sapata hot shoe, conexão do grip, terminal de sincronização
CD-ROM (Software de visualização, Conversor de arquivos RAW, etc.*5)
Manual do usuário

*1 – Favor ver no website da Fujifilm a compatibilidade de cartões.

*2 – Exif 2.3 é um formato de arquivo de câmera digital que contém uma variedade de informações acerca dos disparos para melhor impressão

*3 – Digital Split Image é uma marca registrada da FUJIFILM Corporation.

*4 – Número aproximado de quadros /tempo que podem ser captados com uma bateria completamente carregada, baseado no padrão CIPA.

*5 – Compatibilidade de SO
Programa de visualização: Windows 8 / 7 / Vista / XP
Conversor de arquivos RAW: Windows 8 / 7 / Vista / XP, Mac OS X 10.6 – OS X 10.9

 

[divider]

[update – 21h]

É um maquinão! Para a perfeição só faltava  ter o dual slot, para alocar dois cartões de memória simultaneamente, mas esse rumor, pelo que vi, foi o único que não se confirmou — se bem que os rumores nesse sentido deram uma virada e esfriaram os ânimos, então a decepção terminou não sendo tão brusca assim…

A X-T1, em resumo, é uma X-E2 com melhorias e um corpo diferente, vindo, como já dito, das antigas Fujica, e semelhante a outras câmeras antigas ou retrôs. Não sei se será o caso de criar uma categoria nova por causa dela, que tem jeito de miniatura de DSLR, mas é uma mirrorless (diferente da Nikon Df, que parece ser do mesmo tipo, mas é uma reflex de fato), mas no final das contas isso não importa, pois a Fujifilm X-T1 é uma mistura bacana entre os dois universos.

Fujifilm X-T1

 

O que está lá, afinal? Vejamos:

Temos ums boa continuidade do modo de disparo contínuo da X-E2, com um pequeno incremento no modo mais rápido, que dos 7 da X-E2 passa a ser de 8fps na X-T1. Da X-E2 também temos uma similaridade interessante em suas dimensões, que podem ser vistas lado a lado no CameraSize. O mesmo pode ser feito com outras câmeras da mesma linha e outros modelos da Fujifilm além de outras marcas.

Alguém pode dizer que a X-E2 serviu de base para a X-T1, mas há uma “pitada” de X-Pro1 também, ainda que com uma modificação (como talvez tudo que a X-T1 herdou): o topo, com seus botões e dials. São bem semelhantes, embora seja evidente o dial extra na X-T1, de controle do ISO. Outra característica que não veio da X-E2 — e nem da X-Pro1 — foi a tilt screen vinda da X-M1, que rumores chegaram a desmentir que estaria presente. Como usuário da X-M1, da qual já fiz review, devo dizer que em certas situações, é bem útil um monitor desses, e é um plus bacana para esta nova câmera, embora ela seja nitidamente mais voltada a quem exige mais de uma câmera em horas cruciais (leia-se, fotojornalismo e afins), e monitor articulado é sempre mais atraente para amadores do que para quem fotografa mais “a sério”.

Fujifilm X-T1 - frente e trás

 

Falando em monitor, ele possui os mesmos 1.040.000 pontos da X-E2, e, portanto, não possui exatamente o mesmo LCD da X-M1, que tem 920 mil pontos). O outro monitor, o do viewfinder (que assim como nas outras Fuji que posuem VF é um electronic viewfinder (EVF) também manteve sua resolução de 2.360.000 pontos. Porém aqui vem uma ressalva: o EVF da X-T1, segundo é informado nas especificações oficiais, tem um retardo consideravelmente menor na exibição das imagens, de 0,005s (menos de 1/10 do lag da X-E2). Considerando que este é um ponto bem criticado em relação às mirrorless, é muito gratificante ver que o problema já foi solucionado (ao menos oficialmente) e de hoje em diante as outras marcas devem correr nessa área para não ficarem no prejuízo (que já deve bater às suas portas, sendo já a X-T1 a 2ª câmera mais pedida de todas na Amazon).

Mesma agilidade a Fujifilm afirma estar presente na inicialização da câmera (0,5s, com modo de alta performance ligado), e também no suporte, novo, a cartões SDXC tipo UHS-II, o que aliado aos disparos contínuos ligeiros como os de uma Canon 7D certamente será algo usado e abusado por fotojornalistas que venham a usar esta máquina.

E o flash? Está lá, mas não como pop-up, e sim como externo. Sim, a Fujifilm incluiu um flash externo no pacote da X-T1. Obviamente não é um senhor flash externo, tanto que o número-guia é 8, mas para quem pretendia usar um pop-up até que está de bom tamanho, penso eu. A maioria das pessoas nem deve tocá-lo, já que a câmera possui altas sensibilidades ISO, podendo ser expandida até 51.200 — talvez sirva mais para as tiazonas que não aceitam a existência possível de fotografias sem flash e reclamam quando o seu não disparou ao dar seu clique.

Fujifilm X-T1 e objetivas Fujinon XC e XF

Algo que certamente é mais que digno de nota é o corpo selado, que certamente será muito útil para fotógrafos que cobrem protestos, por exemplo, e assim poderão preocupar-se menos com respingos e outros fatores que costumem deixar fotógrafos tensos em relação aos equipamentos em seus ambientes de trabalho. Para não apresentar uma solução meia-boca para os que fazem uso de suas Fuji X, a Fujifilm ainda anunciou duas objetivas também seladas: a XF 16-55mm f/2.8 R OIS WR e a XF 50-140mm f/2.8 R OIS WR (o “WR” no final de ambas refere-se à resistência contra poeira e respingos).

O GPS, para minha decepção pessoal, não é embutido. Não entendo ainda o porquê da Fujfilm não aplicar GPS embutido na sua linha X, que tem nisso, a meu ver, quase seu calcanhar-de-aquiles. Fazer geotagging com o smartphone é bastante ineficiente, além de ser um processo chato.

Eu disse que o GPS embutido é quase o calcanhar-de-aquiles das Fuji X? Bom, existe um que é de fato o grande calo não apenas das Fuji X, mas das mirrorless em geral, é a vida útil da bateria. Na X-T1 ela prossegue a mesma da X-M1 e da X-E2: 350 fotos por carga completa. Ela foi lançada com um grip, que pode ser adquirido à parte, mas, como bem disse o fotógrafo Fernando Siqueira num comentário sobre esta nova câmera, um grip para um equipamento que se presta a ser pequeno é um pecado.

Em resumo:

Acho digna de compra, desde que não espere-se uma 8ª maravilha do mundo fotográfico. Ou talvez até o seja, apesar de seus defeitos — opinem nos comentários, digam o que acharam da câmera, suas especificações… estamos abertos a discuti-la!

[divider]

[update 30/01]

A Fuji lançou uma página toda dedicada ao seu novo modelo. Algumas parte, hoje, estão ainda para serem preenchidas com informações (e assim constam com avisos de coming soon), mas é bacana ver que já podemos dar uma passeada em aspectos básicos da câmra, além de galerias de fotógrafos escolhidos pela marca para testar a X-T1. Dêem uma olhada lá:

http://fujifilm-xt1.com/xt1.html

Ajude-nos, avalie este artigo:

Alexandre Maia

Clico, viajo, olho, analiso, converso, e repito — em qualquer ordem!

Também estou no blog da D&M Photo.

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

  • 30 fotos grátis na 1a compra