Home » Atualidade » Câmeras

Konost quer fazer a primeira câmera rangefinder digital

Uma startup americana chamada Konost quer trazer algo inovador para o mercado fotográfico: uma câmera rangefinder realmente digital

Você deve estar pensando que o título está errado, que eu esqueci a Leica (justamente a Leica?), mas não é nada disso. A Leica realmente já produziu inúmeras câmeras digital rangefinder ou telemétricas mas o sistema telemétrico das Leica M é mecânico, ou seja, o processo de captura de imagens das telemétricas Leica é mecânico e apenas o produto final é que é digital. O que a Konost pretende fazer é abandonar o sistema mecânico e tradicional de espelhos e prismas para utilizar um sistema telemétrico digital através de um sensor secundário de imagem, representado pela janelinha ao lado da lente.

O design está bem simplório e ainda não é definitivo
O design está bem simplório e ainda não é definitivo

 

A Konost afirma que este sistema é mais barato do que o mecânico reduzindo os custos das câmeras e também de uma eventual manutenção. Obviamente, para quem quer fazer câmeras telemétricas, a rival direta é a Leica e parece ser pretensão demais para uma empresa nova, mas o projeto parece ser bem sério:

  • São 3 modelos de câmeras (uma delas será uma compacta premium com lente fixa) e as especificações principais já foram definidas, inclusive a baioneta M da Leica em dois modelos
  • A fabricante dos sensores será a CMOSIS, e quem é essa? Uma empresa belga criada em 2007 que, entre outras coisas, é a fabricante do sensor de 24MP da Leica M-P (Typ 240)
  • A empresa parece ter um plano bem definido com uma câmera full frame (Konost FF com 20MP), outra com sensor APS-C (Konost AP com 12MP) e uma de lente fixa com sensor medindo 1 polegada (Konost Junior com 10.8MP)
  • O sensor da câmera full frame já está definido e será o CMV20000 da CMOSIS
  • Datas aproximadas dos lançamentos das câmeras já foram definidas, a começar pelo final de 2015 com a Konost Junior

konost-ff-rangefinder-5

Tudo leva a crer que é uma empresa séria, porém o time de desenvolvedores é bastante reduzido e ela admite que será um grande desafio terminar tudo a tempo, tanto que busca alguma parceria privada para algum investimento que possa viabilizar a produção em larga escala. E eu torço para que dê tudo certo, seria ótimo ter uma fabricante de câmeras telemétricas de baixo custo.

Via Gizmag

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar