Home » Atualidade » Câmeras

Anunciada a Leica Q (Typ 116) 5/5 (1)

Estilo, funcionalidade e modernidade são os motes da Leica Q, que chega para tirar o ranço de teimosia da sua marca

Pouco depois de anunciada uma  objetiva 28mm 1.4 e dos rumores quanto à nova câmera (vide posts relacionados), são anunciados novos modelos, tanto da esperada câmera quanto de objetiva. A câmera, a Leica Q, basicamente é o que esperava-se, uma compacta avançada de luxo; já a objetiva possui a mesma distância focal da lançada há pouco, mas com abertura menor, de ƒ/1.7.

Leica Q - de perto

Desenhada de modo considerado unanimemente belo em corpo metálico, e tendo em seu interior caracterísica de uma compacta topo de linha, a Leica Q é — segundo o gerente de produtos da marca na Alemanha, Peter Kruschewski — uma combinação da “qualidade e da funcionalidade da icônica linha M da marca com a conveniência e a agilidade de uma câmera compacta high end”. Obviamente não foi citado de que marca seria a compacta top na qual teriam inspirado-se, mas é evidente que foi em uma (ou mais de uma) da Sony, que, como já divulgamos, é a atual líder no mercado de câmeras mirrorless e tem provocado exclamações cada vez maiores (inclusive hoje saíram novos modelos, vejam nos links adicionais). Nenhum crime aqui, mas certamente muitos vão reparar no tempo que a Leica tardou para deixar de apenas polir seu pedestal de ouro e atender usuários abastados, mas que não pretendiam abrir mão de certas funcionalidades modernas — muitos dos quais certamente optaram por não esperar uma solução alemã e engrossaram as fileiras de consumidores da marca japonesa.

O mote para os alemães na produção desta Leica Q, oficialmente, foi um conceito antigo formulado por Oskar Barnack: “Combinar o que é tecnicamente possível com o que faz sentido fotograficamente.” Faz sentido,  embora seja questionável se a Leica manteve mesmo tal premissa em mente desde que lançaram as bases para a fotografia em filme 35mm, como dizem: as afamadas câmeras made in Germany há tempos parecem não serem disruptivas, nem sequer inovadoras em sua essência (para entender esses conceitos, tem link ao final).

Por exemplo, esta é uma rara câmera full-frame com uma objetiva fixa. Mas rara não significa única nem pioneira: a outra câmera que também tem essa combinação (como bem notado pelo Gizmodo) é justamente uma Sony, especificamente a RX1. Antes tarde que nunca, porém, ao menos a Leica deixou de ser rabugenta, tecnofóbica, mesmo que por força de concorrência de mercado.

Leica Q - visão de trás

Deixando as “amenidades” de lado, vejamos o que tem essa baiana alemã Leica Q:

Um belo corpo de liga de magnésio todo em preto (exceção da icônica marca vermelha), um pouco menor que os da linha M. Tem ainda um jeito bem mais moderno que o de todas suas “primas”, com autofoco, conexões sem fio, visor eletrônico, ISOs altíssimos, disparos superrápidos a 10 fotos/segundo, captação de vídeo em full HD, obturador eletrônico e até um monitor tátil.

A câmera de várias formas, como pode-se ver é um modelo pronto para ser o sonho de muitos, ainda que o preço de lançamento não seja tão convidativo quanto os de outras compactas tops. Porém, é um avanço uma Leica “de verdade” mais palpável, não uma Panasonic de selo rubro, como a Leica C. Assim como a Panasonic Leica C (Typ 112), a Leica Q também é uma compacta com alta tecnologia, incorporando viewfinder eletrônico (EVF) e conexões sem fio (tanto WiFi quanto NFC) — em outras palavras, o álibi para a Leica negar que sua Leica Q seja uma resposta direta a câmeras da Sony. A Leica C, no entanto, não poderia sustentar um ISO 50.000, ainda mais entregando imagens de 24 megapixels (a Leica C entrega 12MP e possui sensor de 1/1.7″).

Estão ainda presentes na Leica Q um sensor full-frame, que acompanhado do processador Maestro II (mesmo de sua linha S) e a nova objetiva 28mm ƒ/1.7, promete proporcionar imagens estupendas e com falhas virtualmente inexistentes. O foco automático, segundo teste do The Verge, é bem mais rápido que o de uma Sony RX1. A objetiva, por sinal, foi desenhada sob medida para a Q, e apesar de ser fixa, tem na câmera a possibilidade de “tornar-se” uma 35mm ou mesmo uma 50mm, através de zoom digital.

Para tirar mais ainda a preocupação dos consumidores, existem ainda os modos de cena e modos mais automáticos de disparo na câmera, assim como é de praxe em câmeras compactas e, diz o fotógrafo Eric Kim, não é incomum ver fotógrafos da Magnum clicando no P. Pode-se até criar panoramas e timelapses na Leica Q, se assim o seu dono quiser. Brincar de fazer macros? Também está lá essa possibilidade na objetiva da Leica Q.

Leica Q a 3/4

Definitivamente não é pouca coisa, e há que louvar-se o esforço dos alemães em modernizar-se com a Leica Q. Nós, do DG, assim como o pessoal do Gizmodo, evidentemente esperamos que tais esforços prossigam firmes, assim como todos fãs da marca.


Ficha técnica (resumo):

 Leica Q (Typ 116)

Sensor
Resolução máxima 6000 x 4000 px
Pixels efetivos 24 megapixels
Pixels detectados 26 megapixels
Tamanho e tipo de sensor Full frame (36 x 24 mm), CMOS
Processador Maestro II
Espaços de cor sRGB, Adobe RGB e ECI RGB
Arranjo de filtro de cores Filtro de cores primário
Imagem
ISO Auto, 100-50000
Estabilização de imagem Não
Formato sem compressão RAW
Formatos de arquivo
  • JPEG
  • DNG
Óptica & Foco
Distância focal (equiv.) 28 mm
Abertura máxima ƒ/1.7
Autofoco
  • Detecção de contraste (sensor)
  • Multi-área
  • Central
  • Seleção de ponto único
  • Single
  • Contínuo
  • Tátil (touch)
  • Detecção de rosto
  • Live View
Zoom digital Sim (1.2x [equiv. 35mm], 1.5x [equiv. 50mm])
Distância de foco normal 30 cm
Distância de foco macro 17 cm
Tela / visor
Monitor LCD Fixo, tipo TFT LCD, 1,040 milhão de pontos
Tamanho do monitor 3 polegadas
Tela tátil Sim
Live view Sim
Visor (viewfinder) Eletrônico, 3,680 milhões de pontos
Cobertura do visor 100%
Recursos de fotografia
Velocidade mínima de disparo 30 segundos
Velocidade máxima de cliques 1/16000 s (obturador eletrônico)
Velocidade de sincronismo de flash 1/500 s
Disparos contínuos 10 fotos/segundo
Compensação de exposição ±3 (a passos de 1/3 EV)
AE Bracketing ±3 (3 quadros a passos de 1/3 EV)
Recursos de vídeo
Resoluções 1920 x 1080 (60p, 30p), 1280 x 720 (30p)
Formato MPEG-4
Microfone Estéreo
Auto-falante Mono
Conectividade
USB USB 2.0 (480 Mbit/s)
HDMI Sim
Porta para microfone Não
Porta para headphone Não
Conexões sem fio WiFi, tipo 802.11b/g/n e NFC
Controle remoto Sim (via celular)
Físico
Vedação contra poeira e respingos Não
Peso (bateria inclusa) 640 g
Dimensões 130 x 80 x 93 mm
Outros recursos
Sensor de orientação Sim
Gravação de timelapse Sim
Geolocalização (GPS) Nenhum

O preço sugerido pela Leica para venda da Leica Q, que vem ainda com cópia gratuita do Adobe Lightroom 6 é de US$ 4250, e já encontra-se disponível em lojas próprias da marca. Também já existem acessórios para a câmera, que podem ser vistos no site da Leica US.

via Leica UKDpeview, Gizmodo, Engadget, The Verge

[divider style=”dotted” top=”20″ bottom=”20″]

Links adicionais:

Sony é líder no mercado de câmeras mirrorless, pelo 4º ano seguido
Câmeras da Sony anunciadas hoje: A7R mark II, RX100 IV e RX10 II
Nosso artigo com review básico da Sony RX1
Texto indicado: Ruptura e Inovação


#podesonhar

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar