Home » Inspirações » Entrevistas » O mercado de Fotografia Newborn pela visão de Jaiel Prado e Simone Silvério

O mercado de Fotografia Newborn pela visão de Jaiel Prado e Simone Silvério

- Última Atualização a: 22/03/2016

Jaiel Prado e Simone Silvério, são dos casais mais conhecidos dentro da fotografia. Ela formou-se em administração, ele em engenharia e juntos brilharam por mais de quinze anos no mercado financeiro. Quatro filhos e uma paixão em comum – além da que nutriam um pelo outro – a fotografia. Um dia decidiram o coração falar mais alto e abriram junto um estúdio fotográfico. Estarão, lado à lado, na 6ª edição do Newborn Photo Conference (19,21 e 21/04) com o tema da palestra O fotógrafo como empresário: fluxo de trabalho e produtividade.  

Compreendendo o mercado de Fotografia Newborn melhor que ninguém, ambos comentam, em entrevista cedida ao Fotografia-DG, porque é tão difícil hoje se destacar dentro deste meio, a credibilidade da profissão fotógrafo, o papel da Associação Brasileira de Fotógrafos de Recém-Nascidos e visão de cada um, sobre o outro. Confira agora:

Studio_Trend_9

Porque é tão difícil, hoje, se destacar no meio da fotografia newborn, comparado a época que vocês começaram?

Quando começamos a fotografar profissionalmente em 2010 praticamente não existia a fotografia de newborn como conhecemos hoje. Ao darmos um Google só achávamos, além da “mãe do todos” Anne Geddes, fotógrafos americanos, canadenses, australianos…etc. Nada do Brasil. Fomos então aprender com eles e começamos a fazer por aqui este tipo de fotografia. Tudo era novidade, chamou a atenção de muitos fotógrafos e acabou dando certo. Boa parte das fotógrafas que iniciaram nesta época acabaram formando a ABFRN. Hoje a fotografia de newborn já está estabelecida, ou seja, não é mais uma “moda” passageira. As famílias querem registrar esse momento da mesma forma que  casamento e aniversário. O mercado se desenvolveu, a quantidade e qualidade dos profissionais cresceu muito e por isso cada vez a exigência por qualidade é maior e torna-se mais difícil de se destacar do que era no início da década.

Ao ver de vocês, existe credibilidade na profissão de fotógrafo? Como seria isso?

Na prática qualquer um com uma câmera na mão pode se auto-intitular fotógrafo profissional. Embora haja projeto em discussão no Congresso Nacional ainda não há uma regulamentação oficial sobre a profissão e suas respectivas exigências. Como ter uma câmera é relativamente fácil há uma profusão de pseudo-profissionais com pouco ou nenhum conhecimento da atividade em si e isso prejudica toda a categoria. Obviamente há aqueles sérios, dedicados, que buscam aprender e que acabam construindo sua reputação individual.

Em profissões com mesmas características o mercado acaba ele próprio criando uma solução para separar o “joio do trigo” que é o processo de certificação feito por alguma entidade ou grupo de profissionais reconhecidos que estabelecem um processo de avaliação que atesta que, se o sujeito o concluiu satisfatoriamente, ele tem o reconhecimento dos pares de que é qualificado para exercer tal atividade e isso acaba se traduzindo em um “certificado de credibilidade” para clientes em geral. Isso existe nos EUA, Canadá, alguns países europeus mas ainda não aqui.

Studio_Trend_6

Simone, você é uma das mulheres mais respeitadas dentro da fotografia Newborn e muitas mulheres se inspiram em você. A que se deve este fato?

Isso é meio engraçado… Pensando do outro lado recentemente estive com a Anne Geddes, foi uma experiência inenarrável conversar com quem você sempre admirou. Quanto a mim acho que é porque fui uma das primeiras a aparecer por aqui, por ministrar cursos presenciais e on-line ou talvez porque sou falante, expansiva, sincera, sei lá, não me acho nada especial, sou mãe, mulher, filha, gente como qualquer um, cada pessoa tem sua história e deve se orgulhar dela. Tenho um carinho muito grande por todos que me admiram.

Qual o papel da ABFRN perante o crescimento do mercado e a democratização do ensino de fotografia principalmente no que toca o oferecimento de instruções de segurança no manejo dos bebês.

A ABFRN tem por missão difundir as boas práticas da fotografia de recém-nascidos tanto relativas às questões técnicas quanto – e especialmente – a segurança dos bebês. É importante que todos que trabalhem nesse ramo conheçam profundamente a anatomia e as especificidades dos bebês e procuramos reunir e disponibilizar tanto aos pais quanto aos fotógrafos todo conhecimento possível. Ao se associar o fotógrafo passa por um processo em que precisa demonstrar experiência e boas práticas assim ao receber o selo de associado mostra ao mercado que tem o reconhecimento dos pares para atuar como fotógrafo de recém-nascidos. É um diferencial de mercado, não tê-lo não significa que o fotógrafo não está apto mas tê-lo significa que definitivamente é.

Studio_Trend_8

Simone: Como você definiria o Jaiel. Jaiel: Como você definiria a Simone. Porque vocês acham que alguém não pode deixar de ver um e o outro, o que cada um tem de especial para oferecer aos congressistas?

Simone – É muito difícil para mim, Simone, definir o Jaiel em apenas 2 ou 3 linhas… eu poderia escrever um livro sobre ele! Mas para tentar resumir, ele é muito sensível e justo, sempre ligado aos sentimentos e emoções dos outros. Ele sempre ouve, observa, pesquisa, estuda, antes de falar, e não tem preguiça de pensar. E quando fala, é sempre com muita propriedade. Por isso é uma pessoa muito boa de ter por perto em qualquer situação, sempre disposto a ajudar e fazer o melhor pelos outros, sem medir esforços. Sei que sou suspeita para falar, afinal já são quase 20 anos de parceria, cumplicidade e muito amor, mas se eu tivesse que escolher alguém para começar tudo de novo, certamente seria ele!

Jaiel – Eu, Jaiel, definiria a Simone como sendo alguém cuja maior satisfação seja deixar uma marca legal nas pessoas. É gentil, alegre, trata a todos independentemente de gênero, condição social, econômica, status profissional ou seja lá o que for como se fossem especiais, sempre foi assim e sempre será. Além disso é alguém que busca a excelência em cada detalhe, aluna incansável e mestra generosa. É a pessoa que mais admiro e que tenho o privilégio de conviver diariamente.

O que nós podemos oferecer aos congressistas é a nossa trajetória – cheia de erros e acertos – nossa bagagem e nosso coração.

[divider style=”double” top=”20″ bottom=”20″]

Se o seu interesse é em melhorar o seu conhecimento a cerca da área de Newborn, você não pode deixar de se inscrever neste que é um dos maiores congressos do país, o Newborn Photo Conference (19,20 e 21 de Abril de 2016). Clique aqui neste link e realize já a sua inscrição presencial ou online.

 

Ajude-nos, avalie este artigo:

IIF

O Instituto Internacional de Fotografia (IIF) é uma escola moderna e dinâmica formada por fotógrafos profissionais e professores acadêmicos. Fotógrafos profissionais atuantes no mercado e com didática de ensino, e professores acadêmicos com paixão pela fotografia, todos com experiência na área de ensino e com profundo conhecimento de linguagem e comunicação visual. Unidos pelo prazer do ensino, nosso lema é ajudar a entender e aproveitar ao máximo o prazer de fotografar.

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

Carrinho