Home » Atualidade » Câmeras » A primeira fabricante de câmeras mirrorless chega à sua quinta geração

A primeira fabricante de câmeras mirrorless chega à sua quinta geração

A Panasonic tem seu nome marcado na história da fotografia digital como a primeira fabricante de câmeras digitais com lentes intercambiáveis, mas sem o uso do espelho que caracteriza as câmeras reflex, ou DSLR. E essa história que começou em 2008 com a série G e a luxuosa parceria com a Leica chega à sua quinta geração (provavelmente a Panasonic pula o número 4 por ser considerado maldito na cultura japonesa) e já existem outras 3 linhas oriundas da série original (GH, GF e GX), mostrando que a Panasonic possui uma linha completa de câmeras com lentes intercambiáveis para amadores e profissionais. Hoje falarei da Panasonic G6 lançada recentemente.

Panasonic G6

O sensor da Panasonic G6 possui 16.05 megapixels de resolução efetiva e 18.31 de resolução total em 4/3 de polegada e já vem sendo usado há muito tempo na maioria das mirrorless desta marca. Gera arquivos JPEG nas proporções 4:3, 3:2, 16:9 e 1:1 além de arquivos RAW e até fotos em 3D no formato MPO, este último necessita da objetiva 3D criada para este fim. Faz vídeos em Full HD com taxa de 60 fps tanto no formato AVCHD quanto no formato MP4 com som estéreo e ainda possui entrada para microfone externo com plugue de 3.5mm. Como vem se tornando uma tendência no mercado atual, é dotada de recepção wi-fi  com tecnologia NFC que permite a conexão da câmera com um dispositivo móvel ao simples toque de um com o outro.

O obturador permite tempo de exposição entre 1/4000 e 60 segundos incluindo modo bulb de até 120 segundos e sincronização de flash em 1/160; a sensibilidade ISO vai de 160 até 12800 expansível até 25600; e possui 23 pontos de autofoco; o modo contínuo pode ser de até 7 fps com autofoco ilimitado em JPEG e limitado a 9 imagens em RAW; seu flash pop-up possui número-guia 10.5 em ISO 160. O seu monitor LCD mede 3 polegadas, é totalmente móvel e sensível a toque (essencial para câmeras dotadas de recepção wi-fi), e também há a presença de um viewfinder eletrônico em OLED de altíssima resolução; e sua bateria é capaz de fazer até 350 imagens por carga.

Panasonic G6 Top

A Panasonic G6 estará disponível no exterior a partir de 28 de junho nas cores branca, prata e preta com kit incluindo sua objetiva básica 14-42mm II f/3.5-5.6 ao custo de 750 dólares e segue a linha mais profissional das mirrorless Panasonic até mesmo pelo seu grande porte e semelhança com as câmeras reflex digitais.

Aproveito esta minha primeira matéria no Fotografia-DG para agradecer ao Diogo Guerreiro por ter me dado a oportunidade de fazer parte da equipe de colaboradores do site.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Rodrigo Jordy

Fotógrafo amador que estuda muito sobre fotografia, principalmente equipamentos, e gosta de compartilhar o conhecimento que adquire.

5 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Trabalho com uma LUMIX G1 e a adoro pela simplicidade e leveza.

    O único porém é a dificuldade de comprar acessórios dela no Brasil, embora a Panasonic Brasil venda… o preço é exorbitante.

    • Pois é, aqui ficamos à mercê de loja oficial cobrando o que os impostos mandam. Mas se o povo brasileiro fosse mais atento às mirrorless, certamente teríamos mais gente vendendo as lentes e acessórios aqui e tudo seria mais fácil.

  • Rodrigo, seja bem vindo! =D

    Bom texto, como já habituei-me a ler de seus posts tanto em seu site quanto no nosso fórum: claro e completo. Muito bom!

    Quanto à notícia… bom, é uma pena que existam DSLRs mais baratas do que provavelmente será esta mirrorless, mas também há vantagens nela, como a melhor portabilidade (se bem que andaram reduzindo as DSLRs, basta ver as D5100 e D5200 da Nikon, a 100D da Canon…), o wifi (que até agora, salvo engano meu, só tem em compactas e uma ou outra DSLR (como a Canon 6D) e, putz!, um "burst" de 7fps! 0.o

    • Muito obrigado, Alexandre!

      Realmente poderiam ser mais baratas e, além das vantagens que você citou, tem o autofoco em live view que é muito mais rápido do que nas reflex. Mas no Brasil fica difícil competir com Canon e Nikon por causa da ausência de lentes e acessórios no mercado. Gostaria que isso mudasse um dia…

      • Disponha, você é imensamente bem vindo aqui!

        Quanto à vantagem que lembro, realmente me escapou! E, de fato, seria fabuloso contar com mais material à venda da Panasonic, da Pentax, da Olympus… que não fossem acessórios simples, e sim objetivas, câmeras compactas premium e DSLR, flashes. Eu só não abro uma loja credenciada para seguir por aí porque ia ser uma briga pra lá de arrastada pra manter até _começar_ a ter _algum_ renome no mercado!

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar