Review do livro Fotojornalismo em Casamento 5/5 (2)

Review do livro Fotojornalismo em Casamento
de Fernanda Marques e Reinaldo Martins

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR – R$ 115,00

Recebi há algum tempo o livro da iPhoto Editora, Fotojornalismo em Casamento – inspiração e informação, escrito por Fernanda Marques e Reinaldo Martins. Desde o início a impressão que tive do livro foi boa, pois o livro é muito bem ilustrado e conteúdo bem didático e, isso me garantiu que eu estava com um bom produto em mãos.

Como fotógrafo de casamentos, há algum tempo eu estava interessado em ler este livro. Na minha área foi mais do que interessante absorver o conteúdo deste livro, pois foi uma fonte de inspiração.

Um pouco sobre os autores

O casal Fernanda Marques e Reinaldo Martins são profissionais em fotografia de casamento, tanto na captação, como na diagramação e edição de álbuns, com mais de 20 anos de experiência no ramo. Eles percorrem o Brasil ministrando cursos e ensinando as principais técnicas neste segmento. Tiveram destaque nos eventos de fotografia Wedding Brasil e PhotoShow. Além disso, são autores dos DVDs Diagramação de Álbuns de Casamento e Lightroom 3 para Fotógrafos de Casamento que formam um kit de grande qualidade e que pode ser adquirido por um preço mais baixo, clique aqui para mais informações.

Sobre o livro

Uma das coisas que mais me chamou a atenção no livro, é que os autores compreendem que cada fotógrafo tem o seu olhar fotográfico, e não pense que você vai abandonar esse olhar só porque vai aprender fotojornalismo. Este livro foi além do que eu imaginei, os autores expõem suas experiências e exibem técnicas de como desenvolver o seu estilo fotojornalistico e como introduzir o fotojornalismo em suas fotografias.

O conteúdo é dividido em 8 grandes capítulos. Vamos a eles:

1 – Fotojornalismo

Em minha opinião foi o mais importante porque logo no início, Fernanda e Reinaldo faz um breve relato sobre o fotojornalismo através dos tempos, e como eles introduziram o fotojornalismo em casamentos. Também é abordado sobre elementos da linguagem fotográfica, ou seja, os planos, focos, movimentos, ângulos, cores, texturas, iluminação, perspectiva e equilíbrio. Esses são os elementos de comunicação que Fernanda e Reinaldo expõem com criatividade para conseguirmos informações necessárias para transmitir uma mensagem de alegria, emoção e sentimento entre os noivos. O domínio dessa técnica coloca à disposição do fotógrafo diversos recursos que permitem que isso aconteça. SEN-SA-CIO-NAL.

Nada de: ‘’Olha pra ele! Vai, vai!’’, ‘’Dá um sorriso’’, ‘’Isso!’’, ‘’Agora beija ele!’’. CHATO, CHATO e CHATO!

Por incrível que pareça nesse termo penso a mesma coisa que Fernanda e Reinaldo; nada de sinais ou poses solicitadas, porque o fotojornalista não tá ali pra chamar a atenção dos noivos ou dos convidados. Ele tá ali pra O-B-SER-VAR – grave bem isso – de forma original cada movimento, cada olhar da cena, e clicar tudo aquilo que sente e que é importante ser registrado.

Se você é daqueles que gosta de abusar de ISO altos e aberturas como 1.2 a 2.8 e considera que o ruído provocado por ISO altos não seja um crime, não deveria de deixar de ler sobre o tema que os autores abordam, até mesmo porque muitas vezes o casal gasta uma grana e tanta na iluminação do casamento, e se você jogar um flash de frente, o que vai acontecer? Sua foto vai perder toda essa iluminação que o casal escolheu.

2 – Making of

O principal tema desse capítulo é o uso do flash no making-of – eu particularmente não uso o flash em making-of, pois os salões de beleza têm uma boa iluminação e as fotos acontecem à tarde, proporcionando uma boa luz natural – e os autores também defendem a idéia.

Atualmente os salões de beleza estão cada vez mais preparados para receber fotógrafos e cinegrafistas no dia da noiva, e os autores explicam detalhadamente como se comportar dentro de um salão de beleza. A maquiadora e a cabeleireira estão ali para fazer o trabalho mais importante naquele momento – e não dá para trabalhar esbarrando no fotógrafo o tempo todo. É aí que os autores exibem suas técnicas com lentes zoom para fazer a foto desejada sem atrapalhar ninguém.

Aí vem uma parte em que eu já não me importava muito e comecei a valorizar depois que li o livro: O making-of do noivo – que geralmente fica em segundo plano em comparação à noiva. Por incrível que pareça apesar de ser mais rápido e com menos detalhes, exige ainda mais dedicação do fotógrafo, pois momentos interessantes acontecem no making-of do noivo, e todos devem ser valorizados.

A hora de colocar o vestido da noiva é muito aguardado, e é obrigação do fotógrafo – ou fotógrafa – registrar o momento. E também os autores ensinam com detalhes e criatividade como aproveitar o instante em que os sapatos são calçados – interessante.

3 – A Cerimônia

No capítulo 3, os autores abordam um tema para quem trabalha em equipe – que foi muito útil pra mim. Eles dão ótimas dicas de como organizar a equipe de forma produtiva dentro da igreja ou no local da cerimônia, porque nada adianta 3 fotógrafos em um casamento, se eles ocupam o mesma posição, e disparam o flash em todos os cliques mesmo em uma igreja super iluminada. E este é principal tema que os autores abordam sobre o uso do flash e dão Ó-TI-MAS dicas de como aproveitar a luz natural/ambiente. E este capítulo também é enriquecido com imagens de casamentos que ilustram perfeitamente desde a chegada da noiva na igreja até a saída dos noivos e não faltam técnicas para capturar com rapidez e precisão – e com criatividade é claro – todo esse momento cercado de emoções.

4 – A festa

Outro lugar onde podemos capturar momentos extremamente espontâneos é na festa. Casal apaixonado, música, a dança, a alegria dos convidados, a chegada na recepção… Em fim. São muitos os motivos a ser fotografado e abusar dos enquadramentos e focos criativos. E o mais legal do capitulo é como você aprende a desenvolver certas habilidades como uma boa comunicação porque numa festa não faltam pessoas para opinar sobre tudo – e as fotos não ficam de fora. E os tão queridos flagrantes de bom gosto – eu que gosto muito – não pode ficar fora dessa também, lembrando que flagrantes de bom gosto têm seus limites.

Certa vez eu e mais 2 fotógrafos fomos fazer a cobertura de um casamento, e o chão do salão estava muito escorregadio. E um dos meus parceiros de trabalho curtia uma sacanagem. Ele viu a florista da cerimônia correndo pelo salão e já ficou com sua câmera preparada para o que podia acontecer. E aconteceu. No momento exato da queda da florista ele fez uma foto, sem contar que durante a festa, as fotografias da cerimônia passaram em um slide em um telão a pedido do noivo, e a dita cuja foto do tombo da florista também entrou na dança. Resultado: O salão inteiro riu da foto e a mãe da própria foi tirar satisfação com nós 3 – os fotógrafos – quem era o responsável por aquela fotografia. E ainda bem que o fotógrafo assumiu que tinha sido ele. E isso serviu de experiência para todos nós naquele dia. E que sirvam pra vocês também.

5 – Ensaios fotográficos

O fotojornalismo na produção dos ensaios gerou muita discussão entre os profissionais, já que a razão que leva muitos casais contratarem um fotojornalista são as fotos espontâneas e não pousadas. E as dicas dos autores de como dirigir um ensaio se tornou um ‘’clichê’’ pra mim, já que um fotojornalista está acostumado a clicar sem interferir nos acontecimentos, e os ensaios dirigidos por um fotojornalista costumam ser leves e as fotos – mesma que dirigida – são descontraídas.

Eles explicam que com tempo e experiência – e dedicação – é possível conseguir fotos descontraídas mesmo em um ensaio dirigido, mesmo sabendo que é um desafio para o fotojornalista, fazer fotos dirigidas.

6 – Detalhes

Chegou a hora de valorizar os detalhes. Pra mim foi uma das partes do livro em que você desenvolve mais a criatividade e o poder de observar do que qualquer outra coisa. Seja o momento da noiva jogar seu bouquet, seja o vestido da noiva em cima da cama… Em fim. Outro lugar que não falta detalhe pra um fotojornalista é na festa. Normalmente a própria decoração do casamento se encarrega de dispor de maneira esteticamente agradável taças, copos, garrafas e drinques. E nessa parte os autores dão dicas para valorizar momentos interessantes como a preparação de um drinque, apesar de ser um momento com luz escassa e ritmo frenético dificultar o trabalho. Mas o sacrifício é bem valorizado. São muitos os detalhes em uma cerimônia ou na festa que não podem passar despercebidos. Você como fotojornalista, basta observar.

7 – Pós produção

Pós produção é um tema que varia de fotógrafo para fotógrafo. Um gosta de fotos mais contrastadas, outros curtem a foto com as cores um pouquinho mais fortes ou com um pouquinho mais de brilho… Mas para um fotojornalista o principal tema abordado pelos autores em termos de pós produção são as fotografias em P&B. Uma porque é das antigas a fotografia em P&B no fotojornalismo, outra porque nada adianta o fotógrafo fazer um bom clique, se a fotografia não for valorizada no pós processamento.

A diagramação de álbum no fotojornalismo é um fator que vai depender também de fotógrafo para fotógrafo. Mas os autores comentam com criatividade sobre as fotografias que devem ser PRI-O-RI-DA-DES em um álbum e as que não vão fazer diferença se a foto no canto esquerdo do álbum ou se vai um pouco maior que a outra – truques legais para não deixar a página super carregada são discutidos também. Vai depender do bom uso da criatividade.

8 – Inspiração

Este capítulo foi o mais interessante de ser lido até porque não tem parágrafo algum. É simplesmente RE-CHE-A-DO de fotografias feitas pelo casal em suas coberturas de casamento. E o legal, todas contém informações técnicas de como foram feitas, tipo:

Exposição: 1/30
Abertura: 2.8
ISO: 400
Distância Focal: 18mm
Flash: não/sim/rebatido

Foi uma alegria só viajar por esse capítulo, pois foi uma fonte de inspiração sobre o emprego do fotojornalismo na cobertura de casamentos.

Conclusão

Você fotógrafo que quer conhecer um pouco mais sobre o fotojornalismo, o livro é uma boa referência para quem está começando a se aventurar em fotografia de casamentos, e para os mais experientes no ramo que desejam ter um diferencial em suas fotografias. Ou seja, não existe restrição alguma independente no nível de conhecimento do fotógrafo, pois é muito bem ilustrado e o conteúdo técnico é criativo. Recomendo.

É isso aí pessoal. Espero que tenham gostado, e até mais.

  • Livro Fotojornalismo em Casamentos – 196 páginas | Colorido – 17x24cm – R$ 115,00
  • DVD Diagramação de Álbuns de Casamento – 2 horas de duração – R$ 79,00
  • DVD Lightroom 3 para fotógrafos de casamento – 2 horas de duração – R$ 79,00

Todas as fotografias publicadas na review do livro Fotojornalismo em Casamento são da autoria do casal Fernanda Marques e Reinaldo Martins.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

  • Akwarystyka morska

    I wish to voice my appreciation for your generosity supporting folks who must have help on that topic. Your real dedication to passing the solution up and down was quite important and have usually encouraged women much like me to realize their targets. Your amazing interesting key points entails much a person like me and somewhat more to my office workers. Thanks a ton; from everyone of us.

  • Muito bom o review Ricardo!!! Esse livro tá na minha lista de futuras aquisições, rs
    abraço!!

  • alequissander

    Muito bom o trabalho, ótimas dicas !

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar