Home » Resenhas » Livros » Review Luz, Ciência e Magia

Review Luz, Ciência e Magia 5/5 (1)

Depois de ler os livros Guia de Iluminação para Fotógrafos – A luz perfeita e  Iluminação em Estúdio, pensei que não encontraria informações muito diferentes no livro Luz, Ciência e MagiaGuia de Iluminação Fotográfica, afinal os princípios da física e da iluminação são exatamente os mesmos.

Engano meu! Já no começo do livro dá para entender por que o livro é um Best Seller mundial, com lançamento exclusivo no Brasil pela Editora Photos e que pode ser adquirido na Loja do Fotografia-DG por R$ 115,00 + Frete.

Luz,-Ciência-e-Magia

O livro escrito pelos experientes fotógrafos Fil Hunter, Steven Biver e Paul Fuqua é um verdadeiro manual sobre o comportamento da luz.

O livro divide-se em 10 capítulos, sendo:

Capítulo 1 – Como aprender a iluminar
Capítulo 2 – Luz: Matéria-prima da Fotografia
Capítulo 3 – O Controle da Reflexão e a Família de Ângulos
Capítulo 4 – Aparências de Superfície
Capítulo 5 – Revelando Forma e Contorno
Capítulo 6 – Metal
Capítulo 7 – O Caso do Vidro Desaparecido
Capítulo 8 – Um Arsenal de Luzes
Capítulo 9 – Os Extremos
Capítulo 10 – Traveling Light

Os dois primeiros capítulos são um estudo detalhado sobre a luz, seu comportamento e suas propriedades físicas. A partir do terceiro capítulo iniciam-se as lições mais práticas, trazendo conceitos de forma aprofundada,  sobre como a influência da aparência da superfície na reflexão e absorção da luz.

A maioria dos capítulos a seguir tratam a respeito da fotografia de objetos (conhecida como fotografia still), com análise de exemplos práticos clicados pelos autores do livro.

Dentre as superfícies citadas pelos fotógrafos estão aquelas de maior dificuldade encontradas pelos fotógrafos: vidro, metal, líquidos, objetos brancos sobre fundo branco, objetos pretos sobre fundo preto e superfícies brilhantes.

Os capítulos ainda destacam detalhadamente como iluminar corretamente para revelar forma e contorno, a diferença entre a iluminação Low-Key e High-Key, como aproveitar da iluminação ambiente para fotografar retratos, como escolher o flash certo, maneiras de melhorar a qualidade da luz e ainda sobre como fazer uma iluminação de estúdio numa locação.

Embora haja um capítulo específico para tratar da fotografia de retratos, os fotógrafos que forem em busca deste livro querendo aprender mais sobre estas técnicas talvez possam se decepcionar um pouco. Isso por que há pouco em todo livro abordando a fotografia de retrato, mas como este é um livro que fala sobre iluminação em geral, isso não chega a ser um problema.

E digo que não é um problema por que nós fotógrafos precisamos, antes de tudo, saber como a luz se comporta, precisamos dominá-la. E só saberemos isso se fizermos um estudo aplicado sobre iluminação. Aprendendo a iluminar bem qualquer superfície ou objeto, fica muito fácil aplicar os conceitos a qualquer tipo de fotografia, seja ela a própria fotografia publicitária, a fotografia de moda e até mesmo de casamento.

Portanto, quando digo que talvez os fotógrafos que buscam a fotografia de retratos como tema principal talvez possam se decepcionar, é que o livro não aborda qualquer conceito sobre direção ou conceito de retratos, e sim uma abordagem profunda sobre iluminação.

Para os fotógrafos iniciantes talvez o livro possa parecer um pouco complexo, devido à conceitos e termos que já são comuns a quem está um pouco mais de tempo estudando fotografia. Eu recomendo que, para estes fotógrafos,  comecem pelos outros livros que citei no começo do post, ou seja:  Guia de Iluminação para Fotógrafos – A luz perfeita e o livro Iluminação em Estúdio (que apesar do nome não se restringe à fotografia de estúdio, podendo ser os conceitos aplicados também à fotografia em locações externas).

Para os que buscam também aprender sobre fotografia de retrato, além da iluminação, recomendo os livros Fotografia de Retrato e o ótimo livro Book – Direção de Modelos (todos da Editora Photos que podem ser comprados na Loja Fotografia-DG). Estes livros complementam todas as informações contidas no livro em análise neste post.

Em suma, o livro Luz, Ciência e Magia, com suas 340 pagínas, é altamente recomendado e faz jus ao sucesso mundial entre os fotógrafos. Não é um livro para ser adquirido, lido e guardado na estante, mas sim um guia de estudos para consulta constante.

Para os fotógrafos mais experientes, e já acostumados com os conceitos, o livro também é uma ótima fonte de informação e referência, além de ser uma boa maneira de relembrar aprendizados as vezes esquecidos (ou não praticados, que também nos leva ao esquecimento).

A busca pelo aprendizado aliado com a prática faz com que possamos nos destacar no concorrido mercado de fotografia, portanto vale a pena cada centavo investido!

Abaixo um pouco de informação sobre os autores do livro:

Fill Hunter, Virginia, USA, é um fotógrafo comercial altamente respeitado especializado em still e fotografías com efeitos especiais para anúncios e ilustração de editorial em uma carreira que atravessa três décadas. Trabalhou para clientes como US News& World Report, Time Life Books e National Geographic. Leciona fotografía em Universidade e têm prestado consultoria técnica em varias publicações fotográficas. Recebeu por três vezes o premio Virginia Professional Photographer.

Steven Biver, Virginia, USA, tem mais de vinte anos de experiência como fotografo comercial especializado em still, retratos, fotomontagem e manipulação digital. Sua lista de clientes inclui DuPont, Johnson & Johnson, IBM, entre outros. Foi homenageado com prêmios do Communication Arts, Graphis, Addy, AR100, Print Magazine e Adobe, que incluiu seu trabalho em “extras” do Photoshop para inspirar outros fotógrafos.

Paul Fuqua, Virginia, USA, iniciou com sua empresa de produção audiovisual em 1970. Dedicação ao ensino através do visual, Fuqua escreveu e produziu material educacional e de treinamento em uma variedade de campos, incluindo direito, ciência e natureza. Sua fotografia o leva ao mundo todo.
Até a próxima! Boa sorte e muita luz para todos!

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Diogo Ramos

Diogo Ramos, 26 anos, é fotografo e advogado, especialista em Direito de Imagem e Autoral. Desde criança esteve envolvido com a fotografia, vendo os trabalhos da coleção de seu pai. O interesse em fotografar surgiu somente após concluir a faculdade de direito, há dois anos atrás, quando realizou uma pesquisa sobre o Direito a Imagem e a Liberdade de Imprensa. A paixão pela fotografia foi tamanha que hoje se sente mais fotógrafo do que advogado, e exerce ambas as profissões conjuntamente.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar