Home » Atualidade » Câmeras » Sony lança sua ágil e precisa SLT A99

Sony lança sua ágil e precisa SLT A99

- Última Atualização a: 13/06/2014

via PetaPixel e Gizmodo Brasil (adaptados)

Antes de ver as últimas notícias da Sony que me repassaram eu já tinha a impressão de que ela anda aprendendo cada vez mais como fazer bons equipamentos. Há quem diga que ainda falta ela investir em suas lentes, mas por outro lado é louvável que ela mantenha sua atenção primeiramente nas câmeras em si, já que com corpos mais promissores é mais fácil atrair fabricantes de objetivas para criarem modelos compatíveis com seu(s) sistema(s). Essa estratégia certamente também é utilizada para manter a marca como alternativa às dominantes do mercado (Nikon e Canon), mas ainda assim uma das principais a considerar na hora de investir num equipamento fotográfico, já que pode contar com o apoio nas lentes de uma marca respeitada de objetivas como a Zeiss.

E vamos às novidades:

Saiu a aguardada Sony SLT A99, que andava envolta em rumores já há duas semanas. Isso por ela não apenas ser a resposta às impressionantes Canon 5D mark III e Nikon D800, mas também por ser a primeira que a Sony lança que é não apenas de espelho translúcido (como já vinham sendo os últimos lançamentos da marca), mas também uma full-size (ou full-frame, como é predominante no mercado).

A Sony SLT A99 é agora o novo modelo topo de linha (flagship), substituindo a A900 e a A850. É também a primeira no mundo com espelho de película, o que faz dela uma combinação da qualidade do supracitado grande sensor (35,8 x 23,9mm) de 24.3MP com os benefícios na velocidade pelo uso de um espelho semi-transparente: ela faz 6 fotos por segundo em disparos contínuos gravando arquivos RAW 14-bit, e ainda possui faixa de ISO de 50 a 25.600. Para ser bastante precisa, ela conta ainda com um viewfinder com cobertura de 100% e um sistema duplo de foco, que acrescenta 102 pontos de autofoco aos 19 “normais” – estes 102 pontos de AF ficam sobrepostos ao sensor, num sistema duplo de detecção de fase que é utilizado para manter a velocidade ideal e a precisão. Conta também com um monitor OLED EVF de alta resolução (mesmo presente nas A77, NEX-7 e NEX-6).

Na área de vídeos a Sony SLT A99 é também é bem ágil: permite uso contínuo de autofoco em tempo integral, gravação em full HD a 60fps, saída em tempo real de filmes em full HD (via HDMI) e gravação em dois cartões de memória ao mesmo tempo, aproveitando bem seu slot duplo. Para os cineastas ainda possui um dial na frente do corpo, especialmente para facilitar o ajuste rápido de configurações como ISO, compensação e etc. Outra característica muito boa que deve animar o pessoal que gosta de fazer ou trabalha com vídeos é o peso, que é cerca de 200g menor que as já citadas 5D mark III e D800: apenas 733g, ainda que ao preço de parecer menos sólida que as suas concorrentes. Por outro lado, tem vedação contra intempéries (weather-sealing) e obturador com vida útil estimada em 200 mil cliques.

De minha parte acho que a Canon agora deve tomar cuidado para não levar uma bela mordida de seu mercado conquistado em produção de vídeos com DSLR. O que é muito bom, já que concorrência nivelando-se por cima é sempre saudável.

(agradecimentos a Helvio Silva)

Ajude-nos, avalie este artigo:

Alexandre Maia

Clico, viajo, olho, analiso, converso, e repito — em qualquer ordem!

Também estou no Atelliê Fotografia.

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Olá Alexandre , estou pesquisando uma canon profissional , mas quando vi sua matéria falando da nova sony, e olha que já sou fã a bastante tempo no quesito amador, agora já sou um profisional mas aida uso uma sem- a hx100, fiquei na dúvida de uma 5d mark III e agora com a SLT A99 , vc pode me ajudar, uma amiga vai trazer dos estados unidos, obrigado

  • A Sony (sou fã dela de longa data) trouxe toda a tecnologia e experiência da Minolta, com a parceira de longa data da Zeiss e agora comprando parte da Olympus e parte da tecnologia de lentes e corpo vai dar uma chacoalhada no mercado.
    Não que ache que ela precise, principalmente porque um bom fotógrafo está na sua técnica e o equipamento é só um acessório.
    No quesito corpo eu penso diferente, já que corpo vai e as lentes ficam.

Carrinho