Home » Atualidade

Vai sair? Não esqueça a máscara!

Quão difícil é ficar anônimo em meio à multidão? De acordo com Yegor Tsvetkov, mais do que parece

 

Não adiantar ir ao mercado comprar papel-alumínio e fazer seu chapéu protetor: de acordo com a experiência do fotógrafo russo Yegor Tsvetkov, sair à rua com o rosto descoberto já pode tornar-se — na mente de mal-intencionados, claro — um convite para a perseguição online, possivelmente acrescida de más consequências no mundo não-virtual. Embora este pensamento já rondasse a cabeça de futurólogos há algum tempo, com a outrora incipiente difusão de câmeras de vigilância, o experimento realizado por Tsvetkov demonstra o flagrante aumento na facilidade de seguir alguém pelas ruas — e isso sem que o perseguidor seja membro de grupo policial ou vigilância em geral. Andar incógnito por aí é cada vez mais difícil

© withGod / Shutterstock
Operador no metrô de São Petersburgo — © withGod / Shutterstock

A experiência foi a seguinte: Tsvetkov tirou fotos de transeuntes que passavam pelo metrô de São Petersburgo e, com o auxílio de um aplicativo de reconhecimento facial, que percorreu perfis do VKontakte, a maior rede social na Rússia, para encontrar seus perfis online. E assim o fotógrafo produziu uma série de fotos em que um completo desconhecido é captado no mundo offline e revelado por entre a multidão digital, demonstrando, como bem dito pelo The Guardian, “o quão poderoso tornou-se o programa de reconhecimento facial”.

O projeto chama-se apropriadamente Your face is big data, numa clara alusão aos dados massivos coletados por empresas, especialmente as donas de redes sociais (a exemplo do Facebook), que são considerado o ouro cibernético. A intenção do fotógrafo russo, no entanto não simplesmente atacar as empresas, e sim alertar para os devidos cuidados que devemos ter, ficando alertas para as configurações de privacidade que estiverem à mão. Ele acrescentou ainda ao Guardian que o projeto também realçou as diferenças entre nossas personas online e na ‘vida real’ (e pode-se sentir bem isso nas fotos, que poderão ver no link ao final).

FindFace - aplicativo de reconhecimento facial
Imagem do site do FindFace, que busca pessoas em perfis na VKontakte

OK, isso lá na Rússia, numa rede da região, mas… e quanto ao Facebook? Segundo lembra o The Guardian, o site comandado por Mark Zuckerberg já passou por problemas na questão, tendo seu compromisso com a privacidade questionado, quando passou a identificar pessoas automaticamente pessoas nas fotos — chegando a sofrer ação legal na Alemanha por violação de leis pró-privacidade. E ao que parece não existe algum aplicativo equivalente ao FindFace para perfis no FB. Os temor de muitos, então, ainda será a família descobrir seu Twitter.

via The Guardian
i
magem via Shutterstock

[divider style=”dashed” top=”20″ bottom=”20″]

Links adicionais:

Imagens do projeto Your face is big data no Bird in Flight
Site do FindFace, aplicativo da N-Tech.Lab utilizado por Tsvetkov

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar