Home » Atualidade » Wedding Brasil 2011 – Dia 2

Wedding Brasil 2011 – Dia 2

- Última Atualização a: 13/06/2014

Olá pessoal. Estão gostando da cobertura que eu e o Diogo Ramos estamos fazendo do Wedding Brasil no twitter? Espero que estejam nos acompanhando e curtindo as atualizações.

Bom, chegamos ao segundo dia do Wedding Brasil 2011, com muita coisa legal acontecendo.

Hoje todos estavam descansados e mais a vontade. Bastante gente já tinha feito amizade com a galera (eu, inclusive, que conheci muita gente bacana). Vários leitores do DG vieram elogiar o site e os artigos publicados. Super legal.

O twitter está tendo uma participação enorme no congresso. Várias pessoas twittando do mesmo local, combinando de se encontrar e trocar ideias por ali. Excelente ferramenta que o pessoal está sabendo aproveitar.

No segundo dia tivemos 5 palestras, sendo 3 delas internacionais, com tradução simultânea. Todos os congressistas puderam pegar seus fones de ouvido e ouvir as palestras em Portugues, Espanhol e Inglês. Na minha opinião, funcionou muito bem.

Quem abriu a fala do dia foi o Jared Windmuller, numa verdadeira aula de Pre-Wedding. Jared nos mostrou algumas fotos de seu portfólio e deu show demonstrando a união da boa fotografia de paisagem, com a fotografia dos noivos. Ele comenta que não é só em lindas locações que se faz fotografia de qualidade e que o fotógrafo deve tirar o melhor proveito de locais inusitados, trabalhando ângulos e a luz para inovar na fotografia pre-wedding.

Mais tarde, às 11h da manhã, quem assumiu o palco foi Daniel Torraca, com uma palestra que acabou surpreendendo a todos. O tema era Vídeo com DSLRs na fotografia de casamento. Após toda a explicação técnica (até um tanto monótona, confesso), apresentou alguns acessórios imprescindíveis, que em sua maioria nem eram conhecidos do público.

Mas o ponto alto mesmo foi a aula prática. O Daniel chamou dois voluntários no palco, para que representassem os noivos e ele pudesse mostrar os acessórios de vídeo em funcionamento. Quem subiu ao palco foi nada mais, nada menos que eu e o Diogo Ramos. Fizemos o papel de casal de noivos e foi bem legal. Deu o que falar.

Foto: Priscilla Martins

No período da tarde, tiveram início as palestras internacionais, a começar pelo fotógrafo mexicano, Fer Juaristi. Na minha opinião, esta foi a melhor palestra do dia, quiçá a melhor que já vi até agora. O cara é de uma ousadia, uma irreverência quase indescritível. Sua criatividade é tamanha, que surpreende até o não entendedor da arte de fotografar. Me identifiquei demais com a defesa que ele faz da simplicidade, da fotografia descomplicada, onde o foco está totalmente no olhar do fotógrafo, quase que ignorando a importância do equipamento e das regras que aprendemos e decoramos.

Na prática foi quando ele mostrou que é um fotógrafo fenomenal, um verdadeiro pintor com a luz. Fez fotos maravilhosas, no ambiente simplíssimo que era o auditorio do Memorial.

Na sequência, tivemos a palestra do americano Riccis Valladares, que tratou da fotografia como Fine Art. Riccis nos mostrou a maneira como fotografa casamentos, de forma documental, apresentando fotografias e explicando como foram feitas. Explicou como seu trabalho é entregue de forma diferenciada, dispensando os álbuns convencionais e revelando as imagens em seu laboratório analógico.

E para encerrar o dia, pelo menos na parte dos estudos, tivemos a presença de Joseph Victor Stefanik com uma palestra encantadora sobre Flash e inovação na fotografia de casamento. O engraçado é que, enquanto o Fer Juaristi diz não usar flash em 95% de suas fotografias, Stefanik afirma que usa flash em 99% de seus cliques. O conhecimento e domínio completo da luz que ele tem é inimaginável. Começou apresentando seu trabalho como fotojornalista fazendo um paralelo do momento em que passo ua fotografar casamentos. Cheguei a ficar perdida com tanta informação. Ficamos maravilhados com seu portfólio, tanto que ao final de cada vídeo-apresentação, era aplaudido de pé. Na aula prática, conseguiu nos mostrar técnicas com equipamentos de estúdio, que não descrevo tudo para vocês porque eu mesma não consegui acompanhar. Sei que foi show de bola e aposto que não houve uma pessoa que não saiu inspirada de lá.

No núcleo de tecnologia – que é aberto ao público, não só aos congressistas – tivemos além de várias aulas interessantes, a presença do Clico Barroso, que estava autografando seu novo livro Lightroom 3. Infelizmente nem conversei com ele.

No início da noite, tivemos o happy hour. Choppe e refrigerante (para os mais conservadores – eu inclusive) à vontade. Foi excelente poder conversar abertamente com tanta gente fera. Troquei ideia com o Jared, o Julio Trindade, com o Evandro, vi o Vinicius Mattos brincando com a galera. Encontrei a Fernanda Sá, as meninas queridinhas da Editora Photos, alguns leitores meus que eu nem conhecia. Muito legal. Só não consegui encontrar ainda a Erika Verginelli, apesar de termos combinado tanto via twitter, não nos esbarramos.

De modo geral, foi divertidíssimo. Adorei  o segundo dia e espero que o terceiro e último seja ainda melhor. A quantidade de contatos e de conhecimento adquirido nesses dois dias não tem preço.

Continuem ligados e nos acompanhando no twitter para saber primeiro tudo o que acontece no Wedding Brasil 2011. Siga-nos @fotografiadg @huaine @diogoframos.

Ajude-nos, avalie este artigo:

Huaine Nunes

Vinda de uma família de fotógrafos, a fotógrafa Huaíne Nunes já nasceu em meio às câmeras fotográficas. Em 1999 ganhou sua primeira câmera de visor direto, tinha apenas 10 anos de idade. Com 16 anos começou a se interessar pelas técnicas, sempre tendo seu pai como principal instrutor. Com 19 comprou sua primeira reflex digital e agora, aos 21 atua como fotógrafa infantil. Perfeccionista e dedicada, é aficionada por livros de técnicas fotográficas e está sempre procurando aperfeiçoar-se. É formada em Design de Moda e ainda persiste em aprender a fotografar o mundo fashion. Mantêm também um blog com dicas para fotografia de bebês e crianças, que tem trazido um aprendizado constante.

4 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Hahaha, a Huaíne fica escondendo o jogo aí mas eu roubei um beijo sim (tenho até foto pra provar, hahaha)

    Foi tudo muito bom, agregar conhecimento é sempre excelente, e a troca de experiência com outros fotógrafos é incrível!

    Em breve farei um post especial sobre alguns ensinamentos captados lá…

    Ahh, fiz alguns vídeos tbm, vou tentar editar logo

    abraços!

  • Ora, ora, se era pra representar noivos, tinha que rolar beijo sim! Huaíne, confirma isso? =P

    Diogão: aaaah moleque!

    Pessoal, tô gostando muito dessa cobertura, e olha que nem estou vendo as coisas rolarem pelo twitter, só por aqui mesmo. E tenho tanta água na boca já que daqui a pouco tô que nem aqueles anjinhos gordos que ficam cuspindo em fontes de água!

    Estou certo de que se eu decidir definitivamente por fotografia de evento (ando meio na dúvida), estarei lá ano que vem!

  • Ótima cobertura do DG, fiquei sabendo que rolou um beijo lá Huaine,é verdade? rsrsrs

    Parabéns pela cobertura…