7 dicas para captar a emoção na fotografia de casal 4.79/5 (82)

Durante minha carreira fotográfica diversos profissionais me relataram uma grande dificuldade em dirigir casais. Na maioria das vezes essa dificuldade surgia por dois fatores:

  1. Pela timidez: muitos fotógrafos relatam sentir vergonha na hora da direção;
  2. Dificuldade na captação da emoção do casal;

Por isso, procurei listar nesse artigo 7 dicas que os ajudarão à superar essas dificuldades:

Conversem antes do ensaio

Costumo dizer, que a direção na fotografia de casais começa antes do ensaio fotográfico. Imagine você, fotógrafo, do outro lado da câmera diante de uma pessoa que você não conhece. Nossa primeira reação diante de uma situação como essa é “travar”.  Isso acontece em ambos os lados. A tendência quando não conhecemos nossos clientes é sentir um pouco de vergonha em relação a eles e vice versa. Portanto, antes do ensaio tenha uma conversa com eles. Essa conversa não precisa ser necessariamente sobre as fotos. Isso ajuda a “quebrar o gelo” entre vocês fazendo com que ambas as partes se sintam mais relaxadas ao começar a sessão fotográfica.

Conheça o casal

Seguindo a mesma linha da primeira dica, conhecer o casal é imprescindível para um ensaio espontâneo. Ter uma conversa com o casal e saber identificar seus gostos e suas características, nos ajuda a seguir uma linha de ensaio onde o casal se sinta mais à vontade, podendo inclusive incluir elementos de sua história e de sua rotina. Exemplo: Se um dos noivos toca violão, podemos incluir isso na sessão fotográfica. Esse contato com elementos do dia a dia fazem também com que eles se sintam mais à vontade diante da câmera.

Fuja das fotos posadas e dos comandos mecanizados

Na maioria dos casos, os casais não são modelos ou atores. Um erro muito comum para quem está em busca de fotos com emoção é trata-los como tal. Um modelo ou um ator treinado responde a comandos como: “Faz uma cara de apaixonado”. “dá um sorriso”, “fica sério” e etc, mas uma pessoa comum não.

Faça o teste com você mesmo. Nesse momento fique de frente para um espelho e tente fazer uma cara de apaixonado, uma cara de feliz, dê um sorriso e veja como ficou super mecânico. Então por que damos comandos assim quando estamos fotografando?

Opte por comandos que um casal está acostumado a ouvir como: “dá um beijinho”, “faz um carinho nele (a)”, “dá um abraço nele(a)” e etc. Diante disso as expressões surgem naturalmente como consequência.

Opte por movimentos

Não deixe o casal parado. Outro erro muito comum de quem está em busca de fotos com emoção é colocar o casal em determinada posição e deixá-los parados.

Como resultado disso é normal que depois de 5 segundos o casal olhe para o fotógrafo e pergunte se a mão está correta daquele jeito, se o braço tem que ir à cintura e etc, acabando com toda emoção do momento. Portanto, engane a mente deles mantendo-a sempre ocupada.

Em uma mesma “pose”, por exemplo, com o casal posicionado de frente um para o outro, estabeleça vários comandos. Peça eles para darem um selinho, fazer um carinho, olha para um lado, olhar um para o outro, dar um beijo na bochecha, ficar conversando e etc.

Fazendo isso eles ficarão tão “ocupados” processando seus comandos que não se preocuparão em relação à posição de mãos e outros fatores.

Abuse do lúdico

As brincadeiras são uma grande aliada para quem quer seguir uma linha mais espontânea na fotografia. Quem não gosta de brincar né? Inclua movimentos como correr, pular na corcunda, rodar, fazer cosquinha um no outro e etc. Isso tornará o ensaio mais divertido e toda brincadeira gera uma reação espontânea, esteja pronto para captá-la.

Esqueça as palavras negativas

Na hora da direção nada de palavras negativas como:

“Não ficou legal”
“Ih apareceu sua papada”
“Ficou ruim” e etc.

Não importa o quanto você se empenhou para manter o ensaio com um clima agradável, ao usar palavras assim isso acabará com todo clima do ensaio gerando desconforto e preocupação aos noivos.

Opte por frases como:

“Ficou lindo!”
“muito bom”
E etc.

Se algo ficar ruim, disfarce dizendo: “Continue assim”, “muito bom, vamos fazer só mais uma vez” […]

Não olhe para a câmera

Quem aí nunca pegou um álbum de fotografia antigo e viu aquela famosa foto assinando os papéis e olhando para a câmera? Não tem nada de natural nelas né? Afinal ninguém assina um papel olhando para a câmera. O princípio é o mesmo. Se você quer fotos espontâneas, nada de olhar para o fotógrafo.

Exemplo: Peça o casal para andar de mãos dadas, peça para ora olhar um para o outro, ora olhar para a paisagem, fazer um carinho e etc.

Agora que você já chegou ao final desse artigo e leu todas essas 7 dicas para uma direção de casal mais dinâmica, chegou à hora de colocar a câmera na mochila, ir para um lugar bem legal e captar vários sorrisos e olhares cheios de amor.

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Andreza Ferreira

Andreza Ferreira, 28 anos, fotógrafa de família e eventos sociais, apaixonada por captar e eternizar histórias.

Siga-nos nas Redes Sociais

Não perca nenhum conteúdo nosso ;)

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar