fbpx

Apps para fotógrafos fora dos cliques 4.75/5 (12)

Não só de câmeras e lentes vive um fotógrafo, e quando não se está clicando, nada melhor que bons aplicativos

foto: Bruce Mars /Pexels

 

Como fotógrafos, amadores ou profissionais, temos nossas ferramentas óbvias para produzir, organizar e tratar as imagens que produzimos. Como bem sabemos, no entanto, existem outras tarefas/ações que fazem parte da vida do fotógrafo, porém não estão nos períodos de tempo em que se está clicando ou tratando suas fotos. E para tudo… há um aplicativo!

Temos aqui então apps para conversar melhor com seus clientes ou colegas, coletar referências, fazer anotações… Enfim, tudo o mais que nossos clientes e admiradores por vezes esquecem que também faz (grande) parte da vida dos fotógrafos.

Evernote 

Esse é daqueles apps que basicamente fazem a função de um bom e velho bloquinho de notas no seu dispositivo móvel. Porém como nossos celulares e tablets são bem mais espertos que um mero bloquinho, o Evernote tira proveito e nos permite incluir imagens, links, diferentes fontes e estilos nas anotações, além de listas, tabelas — tudo isso podendo compartilhar entre colegas e amigos e escrever junto (tem até bate-papo lá!), apresentar em tela cheia, transformar em PDF (e fazer anotações e desenhos em cima). Basicamente tudo. 

Somado a isso tudo, temos a possibilidade de não apenas criar mais de um caderno de anotações, como também ter mais de uma conta ligada ao seu Evernote, caso precise. Para completar, o app do elefante possui a perfeita sincronia entre seus aparelhos e a imensa versatilidade entre sistemas que se espera de um aplicativo de primeira categoria. Muito difícil não gostar do Evernote. Único defeito que vi até agora, após anos de uso, é não ter um dark mode, o que pode ser incômodo para alguns.

Telegram 

O Telegram ficou especialmente conhecido quando polêmicas quanto a privacidade começaram a afetar o WhatsApp, seu maior concorrente. Quem já o utilizava antes porém sabe que o aplicativo sempre apresentou uma interface mais completa e interessante, além de recursos extras — que aos poucos vão sendo copiados (ainda que não muito bem) por seu rival.

Através do Telegram podemos, por exemplo, conversar no notebook  com o celular desconectado, através de uma conta com nome de usuário sem revelar seu número pessoal e trocar informações sigilosas que se apagam automaticamente num chat secreto (que avisa se ocorrer captura de tela). Se quiser completar o estilo diferentão de trocar mensagem ainda tem um modo noturno. Criptografia? Tem também.

Aos que querem apenas conversar, o que temos? Chamadas, stickers variados, limites bastante largos para grupos (com direito a configurações mais interessantes para moderadores e admins), envio de (grandes) arquivos variados, edição de mensagem (quem nunca teve raiva do corretor?), gravação longa de áudio sem complicação, player independente de mídias e leitor rápido de artigos e afins. 

‘Embalando’ todo o pacote há uma interface bacana e fácil de usar (de visual personalizável), seja qual for seu celular, tablet ou estação de trabalho. Tudo sem anúncios e independente de seu celular: se você perdê-lo pode fazer um logout remoto no seu notebook, e suas conversas seguem intactas. Falando nisso, também tem opção de criar senha de acesso, caso alguém descubra a senha do seu telefone.

Enfim, uma opção bastante completa para manter contato rápido via mensagens com seus clientes e amigos, parentes ou colegas, permitindo ainda chamadas e até compras e pagamentos diretamente no aplicativo. Como não amar?

Pinterest 

Tirando o relacionamento com clientes uma das coisas que mais podem ocupar o tempo de um fotógrafo fora dos cliques é a busca por referências. Sendo o mundo moderno como é hoje em dia, temos uma imensa abundância de imagens, e elas são a grande estrela no Pinterest. Em outras palavras, nesse aplicativo, que pode ser utilizado via extensão ou stand-alone, não há espaço para reclamar de um post que ficou bem maior por ter uma imagem.

Democrático como é, o Pinterest tem praticamente de tudo: de imagens de fotos clássicas a pinturas obscuras, passando por inúmeras categorias, inclusive não relacionadas ao mundo das imagens. Pensem no Pinterest como um grande agregador de links de referências baseado em imagens e onde a viagem através das infinitas similaridades tende a não acabar. Por sinal, fica desde já o alerta: uma busca sem foco pode lhe levar a resultados bastante improdutivos e sugadores do seu tempo — use então o algoritmo a seu favor.

O Pinterest permite criar pastas e subpastas em sua conta, incluindo pastas privadas. E por falar em conta, você pode ter uma conta verificada (com selo de oficial) e usá-la para divulgar suas fotos e jogá-las no grande universo de referências que é este site/aplicativo. Que tal?

Pocket 

Curte salvar links para ler mais tarde? O Pocket é sem dúvida uma belíssima opção. Assim como os outros indicados aqui, ele é multiplataforma, podendo ser utilizado em basicamente qualquer celular ou computador/navegador, e até e-readers. E ao contrário do que ocorre quando separamos um link nos favoritos de um navegador ele não salva apenas o endereço, e sim todo o texto, convertendo a página para um ‘modo artigo’ que fica disponível para todos seus aparelhos logados em sua conta. A propósito, quem preferir pode ler no modo web, assim como em modo claro ou escuro, e ajustar tipo e/ou tamanho do texto.

Os artigos, que podem ser salvos através de extensão ou diretamente no programa, ficam divididos em três categorias básicas: Artigos, Vídeos e Imagens. Como auxílio extra na divisão dos itens pode-se favoritar itens específicos de sua lista e ainda adicionar marcadores — esses ajudam a buscar entre os links, indo além da busca geral, também presente.

Fechando com chave de ouro, temos o compartilhamento por e-mail, Twitter, Facebook, Buffer ou o próprio Evernote citado no começo desta lista, além de outros meios facilmente ativáveis.

If This Then That

…ou resumindo: IFTTT. 

Se não conhece essa sigla, guarde-a como guarda marcas com propagandas grudentas. O motivo é muito simples: a imensa utilidade deste serviço, que simplesmente facilita tudo. Ou quase tudo em termos de postagens na web e cópia/repasse de uma rede para outra. Aliás, você pode usar o IFTTT até para regular a cor de uma luz do seu escritório de acordo com a música que está tocando (se você tiver uma lâmpada conectada e uma conta em streaming de música). A palavra-chave, como deve ter percebido é automatizar.

Se um serviço está no IFTTT e você o utiliza, cheque já quais opções estão disponíveis: todos os principais estão lá, e muitos outros também, a começar pelos outros quatro citados aqui. Quer repassar suas fotos do Instagram no Twitter sem fazer mais nada a não ser postar no Insta? Dá pra fazer. Quer que todos seus tweets com #fotografia sigam para sua fanpage no Facebook (ou o contrário)? É fácil! Tem um Tumblr e quer ver as imagens seguirem do FB para lá? Também pode! 

Se você sempre quis clones ou samambaias treinadas para ficar repetindo posts nas tantas redes sociais, está aqui uma bela ajuda. Utilizando o IFTTT estou certo que terá um bom ganho de produtividade, então mãos à obra!

 

Gostaram das indicações?

Queria aproveitar para indicar nosso grupo de leitores no Telegram… lá estamos abertos a trocar experiências, dicas, notícias, o que mais envolver fotografia! Sejam bem-vindos: https://t.me/dgfotografia

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Alexandre Maia

Clico, viajo, olho, analiso, converso, e repito — em qualquer ordem!


Nós Ajudamos!

O nosso site armazena cookies no seu equipamento que são utilizados para assegurar funcionalidades que lhe permitem uma melhor experiência de navegação e utilização. Ao clicar no botão "ACEITAR" está a consentir a sua utilização.