Home » Artigos » Artigos de opinião

Não ao Óbvio

“Se você quer que as pessoas prestem atenção à sua fotografia e a apreciem, tem que dar a elas uma razão para ficar olhando por mais do que um breve instante”, Michael Freeman no livro “A Mente do Fotógrafo“.

Como não se tornar um artista pré-fabricado e óbvio com a enorme gama de “facilidades” que temos em nossas mãos?

É só acessar as redes sociais para encontrar mais um conhecido ou amigo que se tornou fotógrafo recentemente. Vivemos em um tempo, que ao contrário de anos atrás, comprar equipamento e virar “fotógrafo” é simples, um tanto quanto barato, e parece que tá na moda. Não tenho absolutamente nada contra a galera que quer ingressar na profissão. Eu mesma ainda sou nova na área, com apenas dois anos de carreira e muito chão pela frente. A questão é: o que eu tenho de novo a oferecer? Entrarei no mercado para ser apenas mais um na multidão? E como trazer novidade em uma área tão saturada?

Impossível responder amplamente estas questões em apenas um artigo. Isso é assunto para longos debates. Mas tentaremos aqui colocar o tema em pauta, nos fazer pensar e quem sabe influenciar atitudes que gerem mudanças.

É importante percebermos que as mesmas facilidades que podem abrir a mente, podem nos tornar profissionais engessados. Um exemplo clássico é a própria internet, que se usada da maneira correta pode agregar novas idéias e conhecimento. Porém se mal utilizada nos leva a copiar idéias prontas e continuar sempre na mesma zona de conforto. Penso eu que como fotógrafos, devemos arriscar mais, voar longe! Buscar inspirações (que sempre serão necessárias) em lugares menos óbvios, como na fotografia cinematográfica; design; grandes fotógrafos da história; e nas cenas do nosso próprio cotidiano.

No processo criativo é fundamental a análise de seus pontos fortes e fracos. Trabalhe em cima dos pontos fortes e de alguma forma busque a inovação. E quando falo em inovação é em todos os aspectos do nosso trabalho, desde o atendimento até a pós-produção. O fotógrafo é um artista, e não deve copiar idéias prontas e tratamento de nenhum outro profissional. Cada artista precisa encontrar seu estilo próprio, ou teremos uma multidão de fotógrafos imitando uns aos outros em um círculo vicioso de “mesmice”.

Leia mais! Revistas sobre o assunto, artigos no Fotografia DG, livros de fotografia; marketing; administração; histórias… etc. Viaje, saia de casa e do comum, fotografe muito e qualquer coisa, e nunca deixe de estudar e investir em conhecimento na área. Nunca vamos saber tudo e sempre temos o que aprender! Enfim, abra a cabeça para novas idéias e aprendizado!

Confie no seu olhar, deixe sua visão te levar por caminhos desconhecidos. Solte a imaginação!

Espero ter fomentado na cabeça de muita gente, a vontade de ir além. De fazer diferente!

Abraço e até o próximo artigo!

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • Géssica

    Olá Milena… Meu nome é Géssica e adorei seu artigo!! Estou entrando na área de fotografia, já fiz alguns cursos, estou batalhando para comprar um,equipamento legal… Confesso que é bastante difícil, mas é um sonho que sempre tive, apesar das circunstâncias não vou desistir… Engraçado que quando estou fotografando, não vejo o tempo passar e quero continuar mais e mais… Infelizmente, existe muito preconceito com os iniciantes, por isso gostei tanto do seu artigo, pois vc usou a criatividade pra nos despertar… Parabéns pelo trabalho!!!

  • Deivid Jardim

    Parabéns pelo artigo!!!!!

  • André

    Ótimas palavras!!! Vamos criar e não copiar. Só achei chato por um motivo: Foi falado aqui e fala-se sempre de que a fotografia está caindo na prostituição, por cada vez mais gente que, para tirar um "troco" a mais, compra uma máquina e vira fotógrafo. Daí termino de ler o artigo e logo abaixo qual banner de propaganda surge? CURSO ONLINE DE FOTOGRAFIA POR 29,90! Seria esse o valor do aprendizado do verdadeiro fotógrafo? Na minha opnião o site deveria rever a quem dar espaço para propaganda.

  • Milena, vi uma chamada ao seu artigo pelo facebook e realmente gostei, mas queria só discordar do ponto que nem todo mundo quer ingressar na profissão. Eu mesmo tiro minhas fotos por muitos anos mas as guardava para mim. No máximo mostrava para um amigo ou outro de vez em quando. Recentemente resolvi abri um pouco mais. Já tinha uma conta no Flickr e criei uma no Instagram. e também no Facebook. Afinal é o meu Hobby. Não quero me profissionalizar nunca. É como aquelas senhoras que fazem seus casaquinhos de trico e centros de mesa de croche: não querem vender. Muitas dão seus presentinhos feios para os amigos que por educação agradecem. Mas elas fazem aquilo por alegria pura. É o meu caso ao tirar minhas fotos de pássaros, flores, lua, gotas, e outras coias que as vezes são óbvias as vezes não… tudo depende de como eu olho… Descobri que a fotografia é uma das minhas formas de fazer uma meditação. Me ajuda a me ligar ao momento presente. Profissional não pode ser óbvio.. que faz por hobby as vezes pode, pois o prazer esta em ficar alí parado… Eita.. falei muito e coisas óbvias :) grande abraço!!!

  • Vitor Barboni

    Ola Milena, boa tarde, eu sempre estou procurando na Net assuntos sobre sair do óbvio, sigo alguns fotografos em redese sociais, a qual eu procuro por trabalhos diferenciados, mas eu ter como base, sem copias claro, mas sempre a fim de buscar uma forma de olhar diferente sobre fazer a foto.
    Eu também estou na área a muito pouco tempo, o primeiro casamento que eu fiz não faz 1 ano, mas estou naquela faze de postar uma foto nova e ter varias curtidas e comentários, e não só de amigos, to curtindo demais, pois sei o quanto estou estudando, e na pratica, abaixando, subindo em árvores, desligando flashm investindo em programas em cursos e tentando achar uma linguagem que identifique a minha foto, pelo menos para eu não ser só mais um…senão não vale a pena!,
    Adorei seu post, visitei seu site tamb'ém, lindas fotos, pelas cores, lindas composiçòes e com certeza vc ganhou mais um fã e seguidor.
    Obrigado pelo dividir!
    Vitor Barboni

    • Oi Vitor! Fico muito feliz que tenha gostado do artigo e do meu trabalho. Sucesso pra você na sua carreira!

  • Osmar

    Nossa me deu até uma emoção!!! Muito bom esse texto e é o que a maioria dos estudantes de fotografia da minha sala não entendem…ele sempre querem sentar na sala de aula da faculdade abrir os braços e esperam que o professor jogue a informação pra eles… nenhum deles entende que o diferencial faz toda a diferença e que a inspiração é super importante…mas o que me alivia é que enquanto houver fotografos que fazem sempre os mesmos clichês e coisas chatas eu vou estar bem e trabalhando muito pois não fiquei na mesmice

    • Poxa Osmar! Fico feliz que tenha gostado tanto do artigo! E concordo com você, enquanto uma enorme massa de fotógrafos continuam nesse círculo vicioso de cópias e clichês.. há sempre alguns que se destacam, por dar um passo além e fazer diferente! Parabéns por pensar assim!

  • Rafael

    Olá, Milena. Parabéns pelo artigo! Faz um bem enorme ler um texto desses, em meio a tantos mini-cursos e tutoriais sobre splashs, flashs dedicados, DOF, etc, e quaisquer outros tipos de texto que se relacionam exclusivamente com técnica. Nos prendemos tanto a técnica que deixamos de lado o assunto. É como se estivéssemos o tempo inteiro fazendo um exercício… um exercício de clique de botões, mas a fotografia não é isso. Como você bem diz, o óbvio cansa, não segura a atenção, não interessa. Então, gostaria de aproveitar a sua deixa para divulgar um blog que comecei a poucos dias. Cansado do óbvio, decidi que iria estudar história da arte e analisar obras dos grandes mestres que se tornam mais vivos com o passar do tempo. Este é um exemplo do que estamos produzindo por lá, e gostaria de te convidar (bem como quem estiver interessado) a visitar o blog e compor as nossas discussões: http://abstracaocoletiva.com.br/2012/11/05/analis… Abraços!

    • Oi Rafael! Obrigada por compartilhar sua opinião. Acabo de favoritar o blog Abstração Coletiva, gostei bastante! Seja sempre bem-vindo por aqui!!!

      Abraço! :)

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar