fbpx

Paulo Vilela – Um dos maiores nomes do mercado de banco de imagens do Brasil

Esse pode ser um negócio rentável de verdade, vários fotógrafos têm investido nesse mercado e muitos estão tendo grande sucesso, você pode ser um deles e aqui vai uma grande inspiração:

Conversei como Paulo Vilela, um dos maiores nomes do mercado de banco de imagens do Brasil. Seu portfólio conta com mais de 20 mil fotos e vídeos. Trabalhando com os bancos de imagem do mundo, incluindo o Adobe Stock (veja aqui seu portfólio), seu faturamento anual chega a 48 mil dólares.

Paulo você tem um sucesso extraordinário, a que você atribui esse sucesso?

A minha história com os bancos de imagens começou a mais de 15 anos, quando tinha o meu próprio banco de imagens. Com a entrada dos grandes bancos no mercado, vi que não era possível concorrer com eles e depois de organizar os meus arquivos, comecei efetivamente em janeiro de 2014 e já no meu primeiro ano, vendi quase 7.000 fotos e aí percebi o grande potencial desse mercado e produzi cada vez mais e com melhor qualidade.

O sucesso em qualquer carreira, só acontece com muita dedicação, trabalho e perseverança, e esse mercado não é diferente. Achar que vai subir 1.000 imagens e ganhar um bom dinheiro, não é verdade. Para um fotógrafo ter um bom rendimento, ele terá de produzir incansávelmente, analisando o mercado e produzindo fotos que vendem mais.

Qual seria a dica mais importante para quem está começando?

A dica é começar da forma correta e estudar este mercado antes de iniciar as suas produções. Vejo muitos fotógrafos que dizem que seus conteúdos não vendem e acabam desanimando. Primeiramente temos de encontrar nichos mais vendáveis e comerciais e produzir pensando em quem compraria a sua foto.

Teu portfólio tem vários vídeos, o que é uma coisa bem recente, não é mesmo? Isso já é tão rentável quanto fotografia?

Produção de vídeos é uma das formas de aumentar o rendimento nos bancos. A rentabilidade dos vídeos é muito maior que os valores pagos por imagens, mas também são mais complexas de produzir.

Hoje os smartphones mais modernos já produzem vídeos em 4K, o que pode gerar rendimentos de até 150,00 dólares por download. Os drones também podem gerar material de qualidade para os bancos de imagens e hoje são muito procurados por clientes no mundo todo.

O fotógrafo ou cinegrafista, para se dar bem nesse mercado, tem de ter um portfólio diversificado e criativo, assim as possibilidades de vendas são maiores, pois tem a possibilidade de atender clientes de diversos segmentos, tanto para fotos, quanto para vídeos.

Gostaria que você compartilhasse duas fotos com nossos leitores: Uma que te surpreendeu em termos de vendas e a sua fotografia mais rentável. A que você atribui o sucesso destas duas fotografias?

A minha foto mais vendida é uma foto de um cenário de natal, com desfoque de lente. Já vendeu mais de 7.000 x e rendeu mais de $6.000. Acredito, que o sucesso dessa imagem seja pelo potencial de atender clientes no mundo todo.

Enquanto a imagem desfocada vendeu 7000 x, o mesmo cenário com foco, vendeu 50 x. Daí podemos começar a perceber, que fotos que a princípio podem parecer sem valor comercial pode se tornar a sua campeã de vendas.

A segunda foto mais vendida é a foto de uma banana com pedaços cortados. Já vendeu mais de 3000 x com rendimento de mais de $2.000. O interessante dessa imagem, é que tenho mais de 100 fotos de banana, mas nenhuma chega perto desses números. Talvez o ângulo dessa imagem seja mais atrativo ao olhar dos compradores.

Uma mesma foto, com um ângulo um pouco mais de cima, vendeu somente 100 x. Então acho que esse é o caminho, produzir melhor e dentro dos padrões visuais que o mercado procura.

Como vê, caro leitor: essa não é uma receita milagrosa, é preciso estudo, dedicação e perceverança. Tudo tem um início e o primeiro passo é se cadastrar no contributor.stock.adobe.com.

Esta publicação é uma parceria com Adobe Stock.

Você quer deixar suas Fotos mais INCRÍVEIS de forma Prática e Fácil?
Saber Mais ➜
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies