fbpx

Já ouviu falar de Personal Organizer? 5/5 (4)

Olá leitor do DG, eu estava com saudades suas!

Primeiro de tudo quero desejar que o ano de 2018 seja repleto de novos desafios e muitas realizações. E como quero muitos desafios para todos nós eu pesquisei novidades no mercado que pudessem agregar novas possibilidades de trabalho para nós fotógrafos.

Pois bem: já ouviu falar de Personal Organizer?
É uma profissão bem nova e promissora.

O Personal Organizer é o profissional que possui habilidades para ajudar/assessorar pessoas que não têm tempo ou paciência para organizar seus ambientes sejam pessoais ou profissionais.

Tá eu sei que você deve estar se perguntando: “E  o que isso tem haver com nós fotógrafos?”.

Vou explicar: se uma pessoa contrata outra pessoa para ajudar na organização de sua casa você acha que essa mesma pessoa tem suas fotos organizadas? Bingo!

No mercado de organização eu descobri o Personal Photo Organizer. E meu amigo fotografo, acredite: tem um espaço bem interessante para nós nesse mercado. Eu fiz o WS e me surpreendi.

No último dia 23 de fevereiro estive com uma turma entendida de organização e que queria saber mais sobre a organização de fotografia. O ponto alto desse negócio em ascensão é a organização das fotos físicas ou digitais dos clientes.

Nesse WS (vou contar tudo) tive acesso á uma informação impressionante: temos em torno de 1,7 trilhões de fotos em papel que precisam ser organizadas ou que estão em álbuns mas sem a devida conservação.

O Personal Photo Organizer (PPO) é o profissional especializado em organizar, preservar, compartilhar e materializar memórias.

Zezé Zimerman é a pioneira nesse assunto aqui no Brasil. A sua empresa foi a primeira a se associar a APPO – Associação de Photo Organizers fundada nos EUA.

O WS abordou várias vertentes desse novo serviço, vou destacar os que considero mais relevantes:

  1. Mercado promissor: muitas pessoas ainda não conhecem esse tipo de serviço e acredito que muitas delas necessitam dele. Eu pelo menos estou precisando… rs
  2. Público Alvo: não temos um público alvo definido, visto que o orçamento é gerado sobre a quantidade de fotos a ser organizada, logo qualquer pessoa se torna cliente potencial.
  3. Cliente se tornando cliente: o seu cliente de fotografia pode ser o seu cliente para organização.  No WS identificamos que uma pessoa (que pode ser o seu cliente de serviços fotográficos) pode gerar mais de 10.000 fotos digitais durante um ano.

E como ela mantém isso organizado? Esse é o nosso foco!

O item três, a meu ver, é o mais relevante para nós fotógrafos pois pode ser oferecido como um serviço adicional ao que já praticado.

Dentre os serviços que podemos oferecer aos clientes quanto PPO temos:

  • organização de fotos impressas
  • digitalização de fotos impressas
  • organização de fotos digitais
  • elaboração de álbuns ou foto livros

Você não precisa, necessariamente fazer ou oferecer todos os serviços, mas você pode gerar parcerias, aliás, parceria foi a palavra chave desse WS.

O WS explora os meios de organização através de sugestões de programas que auxiliam na identificação de arquivos duplicados, tipos de pastas, álbuns ou caixas para armazenamentos físicos e a construção de álbuns no estilo fotolivro utilizando a técnica de scrapbook digital tornando aquele álbum único e exclusivo.  A exclusividade e personalização valorizam e engrandecem o trabalho do PPO.

De uma simpatia ímpar Zezé fala com clareza sobre a profissão promissora. Ela acredita que o mercado tem potencial para receber esse tipo de trabalho e sabe que o aprendizado precoce dos profissionais vai possibilitar um espaço e uma rentabilidade interessante para o profissional.

Só para termos uma ideia o cliente investe o valor de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) para receber uma visita técnica para identificar as suas necessidades e a média do valor de investimento para o projeto é de aproximadamente R$ 120,00 (cento e vinte reais) a cada 500 fotos digitais.

IMPORTANTE: o valor da visita técnica é abatido do valor total do projeto quando fechado.

Outro ponto que me chamou a atenção é a possibilidade de se trabalhar em casa e com horários flexíveis.  Para os fotógrafos que possuem a semana mais livre é uma boa opção.

A Zezé tem um espaço super acolhedor e lindo para ministrar o WS, o que torna tudo leve e gostoso!

As próximas turmas acontecerão mensalmente e vocês podem conferir no site: www.zezezimerman.com.br, lá além das turmas tem outros detalhes dessa profissão promissora!

E aí, gostaram? Eu adorei e já estou colocando em prática tudo o que aprendi!

Deixe seu comentário e sugestão para os próximos artigos.

Até breve.

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Dani Carreira

Dani Carreira é uma fotógrafa que se dedica a registrar os momentos em família. Mãe de 01 lindo menino, administradora de empresas com experiência de 10 anos no mercado financeiro/tributário, terapeuta corporal, deixou o mundo corporativo para se dedicar a sua paixão: fotografar!


Nós Ajudamos!