Sua lealdade à marca é uma mentira? 5/5 (1)

Nem sempre um lançamento é algo realmente novo, e as maiores marcas também enganam. Jaron Schneider comenta.

via FStoppers (texto original) / al.maia,Blog (tradução)

Quando a Nikon lançou a D610, eu tenho certeza que muitos de vocês (eu incluído) inicialmente reagiram com alegria. “Hooray!”, dissemos. “Eles já resolveram o problema da D600! A Nikon fez as coisas direito!” Mas daí deixei que as coisas se assentassem por algumas horas e percebi: a Nikon não fez tal coisa. Eles não corrigiram coisa alguma, não mais do que a Canon T5i “consertou” da T4i quando lançou a T5i. Hooray? Não, não hooray.

Como fotógrafos, muitos de nós têm um apego prejudicial às nossas câmeras, e com razão. Tenho certeza de que há muitos de vocês que têm uma prateleira pra câmeras, um lugar para você venerar as câmeras que você pode não usar, mas parece que não pode desfazer-se delas. Eles são parte de seu passado e sua dedicação ao seu ofício. Eles são uma extensão de quem você é.

Como tal, Canon e Nikon cada um tem seus fãs insanamente raivosos, os fãs que lutam furiosamente com unhas e dentes em seções de comentários, fóruns e no Reddit para reivindicar que sua pequena caixa preta é melhor do que a outra pequena caixa preta. Para aqueles de nós que mantêm a cabeça limpa, sabemos que não há realmente uma diferença enorme. No final, tudo se resume a preferência (mas, mesmo assim, ainda gostaria de reclamar por uma razão ou outra que a nossa preferência escolhida é a mais inteligente, a melhor preferência).

Então, nós lutamos, nós brigamos, e defendemos nossa câmera e o tempo do fabricante da câmera, e de novo. Alguns de nós podem até não saber por que somos tão ferozmente leais. Mas é hora de todos nós pararmos de nos iludir e reconhecer um fato grave: essa lealdade é completamente unilateral.

shutterstock_140439625

Canon e Nikon não nos amam de volta. Eles amam o nosso dinheiro e eles amam a publicidade gratuita e o alcance viral que começa quando discutimos. Eles querem que a gente liste os produtos que utilizamos e diga aos nossos amigos o quão grande é o seu mais recente produto. Eles querem ver “filmado em uma Canon 5D Mark III” listado na primeira frase de uma descrição no Vimeo. Mas não confunda o desejo de nos ver usar o seu equipamento com o seu desejo de nos fazer felizes.

Canon e Nikon são culpados de exatamente a mesma coisa. Quando a T4i da Canon apresentou problemas com a empunhadura de borracha, ao invés de fazer recall das câmeras, corrigir cada exemplar quebrado e devolvê-los aos usuários, apenas relançou a câmera com um novo nome. Dentro de seis meses, tudo foi perdoado e esquecido. Mancada? Que mancada?

Mesmo eu, que sou um usuário de Canon, ainda me encontro respeitando a Nikon um pouco mais por prenderem-se a suas raízes. A Canon tem uma tonelada a mais de produtos através de um grande número de mercados, por isso para mim eles são a grande besta desmedida. Então, por essa razão, eu encontrei-me segurando uma Nikon no maior respeito. “A Nikon nunca faria o que a Canon fez”, peguei-me admitindo. “Eles têm muito respeito pela sua base de clientes muito menor.”

Eu estava errado. A Nikon, em vez de emitir um recall e substituir as peças defeituosas para todos aqueles orgulhosos compradores da D600, ignorou seus clientes e liberou uma câmera “nova” com a funcionalidade ligeiramente expandida. O que dizer de todas aqueles D600s que já estão lá fora?  E aqueles que juntaram dinheiro por 6 meses e, finalmente, foram capazes de compra-la justamente uma semana antes [do anúncio da D610]? Difícil. A Nikon não se importa com você. Eles se preocupam com o dinheiro. Corrigir sua câmera não gera mais dinheiro para eles.

Talvez seja a hora de um olhar duro sobre como falamos e nos sentimos em relação às duas grandes. Eu penso ou considero a possibilidade de mudar para um fabricante diferente? Não, porque o triste fato é que todos iriam agir dessa maneira. Por quê? Porque eles são empresas cujo único objetivo é ganhar dinheiro. Isso é um fato. Não é um fato triste, não é uma decepção, apenas um fato. Mas é importante para nós, hoje em dia, reconhecê-lo mentalmente, porque a nossa lealdade cega para estas marcas só está beneficiando os dólares nos traseiros deles, não a nossa experiência como consumidores.

Agradecimentos a
Lamartiny Sales, por compartilhar o texto
e a Cristiano Freitas por ajuda na tradução

Fonte da imagem: www.shutterstock.com

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Alexandre Maia

Clico, viajo, olho, analiso, converso, e repito — em qualquer ordem!


Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar