Home » Artigos » Dicas

10 dicas para fotografar aniversário infantil 5/5 (5)

1 – Ame as crianças

A dica mais valiosa que dou para você fotografar um aniversário infantil é a mais simples de todas: ame crianças.

Adore esse mundinho encantado delas, divertido, novo e infantil. Pode parecer uma dica boba, mas se você quiser ter sucesso fotografando crianças e não tiver a mínima conexão com elas, não será fácil. Criança chora, criança grita, criança dorme e FAZ SÓ O QUE QUER. Ou seja, se você não amá-las com todo esse pacote incluso será no mínimo muito difícil fotografá-las. Ela simplesmente não vai sorrir pra você ou vai sair séria em todas as fotos, a menos que ela seja uma criança muito boazinha e de riso solto.

Nas experiências que tive, mesmo eu A-M-A-N-D-O crianças, já sai muito frustrada de festas, porque simplesmente a criança não sorriu pra mim, não facilitou de jeito nenhum. Sai com a mandíbula doendo e com o dobro de cansaço tentando fazer sair um sorriso espontâneo da sua boca e mesmo assim, quase não tive sucesso. Ou seja, se você não tolerar isso, caia fora, esse jogo não é para você.

Aniversario Benicio 1 ano-163

2 – Chegue antes

Essa é uma dica que praticamente vale para todo tipo de fotografia de evento. Chegar antes faz parte. Fotografar detalhes, decoração e o espaço. Na fotografia de aniversários infantis isso é especialmente importante, pois as mamães tem caprichado cada vez mais na decoração, contratando serviços especializados na área e, às vezes, até bem caros, ou seja, elas vão querer TUDO registrado, sem faltar nada.

Por isso, nada de chegar no horário marcado para começar a festa, CHEGUE CEDO, se não você não vai conseguir pegar todos os detalhes. Além disso, essa é uma grande oportunidade de você fazer contatos, encontrar com o decorador(a) da festa, apresentar seu trabalho e prometer enviar fotos para ele(a) da sua decoração magnífica.

Aniversario Felipe-5

3 – Registre o primeiro momento

Essa dica está quase junto com a anterior. Você chegando cedo permite que você esteja pronto para pegar o primeiro encontro da criança com sua festa. O momento encantador de ver que tudo que ela sonhou está ali. Essa hora pode render bons cliques, que você não vai querer perder de jeito algum.

4 – Velocidade

Bom, isso aqui é muito pessoal. Depende da sua linguagem e de como você fotografa. Basicamente, você precisa entender uma coisa: CRIANÇA NÃO PARA. Só os bebezinhos mais novos talvez, mas a maioria tá sempre pulando, correndo ou andando da maneira que sabem. Tudo é muito novo para eles ficarem parados. Nesse caso, você vai precisar fotografar com uma velocidade razoavelmente rápida. Não precisa colocar a velocidade ultra rápida como se fosse registrar água caindo.

Eu, como fotografo com o flash, pois  geralmente as festas são pela noite,  dependendo do caso, uso entre 1/80s e 1/250s, na hora do pula pula. Criança não repete momento, você precisa estar sempre de olho. Eu estou sempre com o dedo em cima do botão, no ponto de clicar. Você não vai querer perder aquele amiguinho que chegou abraçando o aniversariante, não é?

Aniversario Benicio 1 ano-98

5 – Equipamento

Esse aqui é outro assunto de gosto pessoal. Não vou ficar aqui falando de Nikon ou Canon ou qualquer outra coisa. A questão é só o que pode te ajudar a fazer um registro mais legal. Para decoração, uma cinquentinha fica ótima para pegar os detalhes. Para as fotos amplas da mesa do bolo, uma grande angular e até olho de peixe são ótimas, pois registram toda a mesa em uma só imagem.

Para as fotos dos convidados e dos pais é bom uma lente versátil, que permita ângulos mais abertos e mais fechados, pois se a família toda se juntar, você não vai ficar no aperreio.  Uma 24-70mm seria ideal, mas é um sonho de consumo, não precisa se desesperar porque não tem dinheiro no bolso para ela, você pode comprar uma sigma ou outra marca sem ser a oficial e conseguir um resultado parecido.

Eu estou muito feliz com uma 17-50mm da sigma. Fora isso, se você quiser e tiver espaço, pode usar uma 70-200mm para pegar flagras à distancia. Fica lindo! À noite, no breu, não tem jeito, sem luz não tem foto, você vai precisar de um flash, de um led, ou qualquer coisa que ponha luz onde não tem. Não esqueça de direcionar bem a luz, luz direta e dura não fica legal. Se possível, sempre rebata o flash em algo. E viva aos tetos baixos!

6 – Converse com os pais

Pergunte a eles como pretendem que o registro da festa seja feito, mesmo eles conhecendo o seu estilo de fotos é importante que você entenda o que eles esperam ser registrado. Tem pais que  fazem questão de sair nas fotos com todos os convidados, já outros não. Se quiserem as fotos com todos convidados, você vai poupar tempo ficando preparado para fotografar os convidados e os donos da festa logo na entrada. Fotografar depois, de mesa em mesa, é algo extremamente cansativo e não tem a emoção do primeiro encontro.

7 – Vá preparado fisicamente

Antes de sair, não esqueça de estar bem alimentado, isso também serve para maioria dos casos, mas vale sempre lembrar: fotografar crianças requer que você esteja inteiro ou não vai aguentar o abaixa e levanta para fotografar na altura dos olhos delas, fotografar crianças de cima para baixo (se não for uma linguagem diferente) não é nada legal.

Nos dias que faço aniversários infantis já me preparo física e psicologicamente para isso. Sei que tenho que estar bem descasada para aguentar a maratona. Além disso, use roupas confortáveis e que te deem uma boa mobilidade para abaixar e levantar. Eu sempre me preocupo em evitar duas coisas, calças que fiquem me apertando demais e não me permitam dobrar os joelhos direito e blusas que sejam muito folgadas no decote e que quando me movimente para frente, apareça tudo. Você não vai querer constranger os pais da festa, não é? Vale o cuidado.

8 – Marketing

Um aniversário infantil é uma possibilidade imensa de você se vender. Lá tem todo o público que você precisa, mãe e pais cheios de vontade de fotografar seus filhos. Nessas horas aproveito para clicar outras crianças também, ainda mais se ver que os pais estão discretamente pedindo por isso. Aproveito para mostrar a foto para eles e dizer como o filho ficou lindo.

Não estou mentindo, eu acho eles todos lindos mesmo, rsrsrsrs. Então, ofereço a foto para eles, que eles podem entrar em contato para pedir. E eles realmente pedem e eu entrego sem problemas nenhum. Pra mim é uma ótima oportunidade de mais pais conhecerem meu trabalho. E digo, já fiz clientes por conta disso.

Aniversario Felipe-26

9 – Hora do parabéns

Essa hora é a hora mais importante, então revise T-U-D-O! Está com bateria suficiente? A lente é a mais adequada para o momento? O flash está com pilhas? O cartão de memória está cheio? A luz está boa? Nunca cometa o vacilo de não perceber isso. A hora do parabéns é uma hora especial e você não pode estar despreparado. Você não pode perder o sopro das velinhas, PELA AMOR DE DEUS. Então, se concentre nisso. Rsrsrsr! Se for possível, tenha sempre uma segunda câmera colada com você, qualquer erro, você tem outra na hora!

Hellena 1 ano-194

10 – Brinque

Por último e igualmente importante, uma dica simples: Divirta-se! Aproveita e vire criança um pouco, também! Recentemente tive experiências desafiadoras fotografando crianças. Como eu gosto do mais espontâneo possível, dificilmente vou pedir para uma criança posar pra mim. Eu quero vê-la brincando, como seu eu não estivesse lá.

Às vezes, o primeiro contato com a criança não é muito legal, ela fica desconfiada e não ri para você de jeito nenhum. O que você vai fazer? Ficar tirando fotos dela séria a noite toda? Claro que não! Aqui vale a criatividade. Para você fotografar criança, inevitavelmente você precisa compreender um pouco do universo dela. As brincadeiras, os desenhos animados, os super heróis e músicas infantis. Geralmente quando percebo que a criança não é aquela que ri fácil, eu logo entendo que vou precisar de estratégias bem definidas.

Então começo a, em vez de fotografar, brincar com elas. Enquanto eu não pegar um sorriso sequer, não vou ficar satisfeita. Em geral, nas festinhas, tem brinquedos para as crianças, então eu logo falo: Pais, vamos levar ela no pula-pula? Ou na piscina de bolinhas? Essa última eu adoro, geralmente consigo obter bons resultados nela. Mas não fico lá, só clicando, eu jogo a bolinha pra cima, digo pra jogarem em mim… É, tem que estar ciente que você pode levar umas bolinhas na cara, rsrsrs. Faço inúmeras brincadeiras, escondo elas nas bolinhas, peço para fazerem cosquinha umas nas outras, enfim… O céu é o limite e o sorriso é gratificante!

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • Simone Reis

    Excelentes dicas. Obrigada por compartilhar.

  • Jardellstudio

    Fiz meu Primeiro Aniversario antes de Ler esse Artigo, e Perdi o Sopro das Velinhas :/ Mesmo assim me Rendeu 2 Ensaios externos que Vou fazer nesse fim de semana, adorei as dicas e com Certeza vou aplicar nas proximas oportunidades.

  • Renata Souza

    Olá Carla, parabéns pelo artigo, ótimas dicas!

    Tenho uma dúvida quanto ao diafragma, é legal ter sempre pelo menos um pouco de desfoque no fundo, certo? Qual o diafragma próximo do ideal pra não desfocar também a criança, já que elas não param?
    Obrigada!!

    • carlapedraca

      Olá, Renata! Fico feliz que tenha gostado das dicas. Boa pergunta essa sua.
      Então, na verdade isso é uma questão de gosto. Eu gosto do desfoque, mas não é somente fotos assim que são legais. Mas se você quiser fazer assim, acho que 2.8 de abertura é uma boa abertura para garantir o foco na criança, isso se ela estiver só. Se estiver com outras pessoas, que podem estar um pouco mais atrás ou na frente da criança, elas ficaram um pouco desfocadas. Então, nesse caso, você pode tentar o 3.2, 3.5, ou algo assim. Como a minha lente é sigma, eu sinto que ela deixa a desejar um pouco em 2.8, então às vezes para ser mais seguro, fotografo com o 3.2 e já fica um desfoque bem legal. Mas lembre-se, não é somente isso que altera a profundidade de campo, também deve-se levar em consideração o zoom da câmera, a distância entre você e o objeto. Enfim, existe um mundo de detalhes quando o assunto é desfoque.

  • Deixa eu perguntar, eu nunca entrei dentro da piscina de bolinhas ou nos outros brinquedos tipo o escorregador, eu posso entrar de boa?

    • carlapedraca

      rsrsrs. Essa foi a melhor pergunta. Olha, eu sou pequena, então sempre que dá eu peço pra entrar. Na piscina de bolinhas, não costumo entrar, fotografo pelo lado de fora mesmo. Já entrei em escorregador e outros rsrsrs. Você precisa perguntar para a pessoa responsável, às vezes tem um limite de peso ou tamanho. Pra mim, facilita, pois sou pequena. Mas eu converso com eles, às vezes o meu peso já passou do limite, mas dá pra negociar, quando você só quer tirar umas fotinhas rsrsrs.

  • Sérgio L. Santos

    Olá! Correção de meu nome: Sérgio L. Santos.

  • Sérgio L.Santoa

    Olá Carla! Assim como vc, também fotografo eventos. Pratico todas as suas dicas, apenas, se me permite, gostaria de fazer uma observação: a dica 6 é relativa. Se preferirmos fotografar os convidados na chegada, com certeza perderemos momentos únicos da criança enquanto estamos recepcionando convidados. Fotógrafo sempre nas mesas, na maioria das vezes, mas também a chegada de convidados. Nas mesas geralmente os convidados já chegaram. Na entrada sempre tem aquele que ainda vai chegar ou foi estacionar o carro entende. Já nas mesas, no meio do evento, não chega mais ninguém. O time ta completo. Obrigada!

    • carlapedraca

      Olá, Sérgio, verdade! Obrigada por essa dica. Então, é que estou sempre passeando no local da festa. Não paro um minuto. Meu foco sempre é a criança em primeiro lugar, fico colada nela o tempo todo. Então, estou sempre indo e vindo. Fico fotografando a criança, mas se chegam convidados vou até eles e por aí vai. Geralmente nesse início, os pais estão o tempo todo com a criança e recebendo os convidados, assim não perco nenhum dos dois. Mas isso depende muito, aí vale fazer uma escolha na hora e levar em consideração isso que você disse.

  • Roberto Machado

    Valeu muito. O aniversário de um ano do meu neto está próximo e pretendo usar essas dicas. Obrigado.

    • carlapedraca

      Que legal, Roberto! Tomara que dê certo!

  • Cleo

    Muito obrigada por todas as dicas! São sempre bem vindas, pois são muito práticas e objetivas! Valeu!!!

    • carlapedraca

      Obrigada, Cleo

  • Muito boas dicas!!! Algumas já executo, mas é sempre bom reler para aperfeiçoar, estou precisando de uma maquina reserva!

    Parabéns pelo seu trabalho!!!!

    • carlapedraca

      Olá, Josair! Fico feliz que tenha gostado e em poder contribuir em algo!

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar