fbpx

15 sites para vender fotos e ganhar dinheiro com sua fotografia 5/5 (2)

Existem uma série de dúvidas que passam pela cabeça de quem está começando a dar os primeiros passos na direção de se tornar um profissional da fotografia. Além das dúvidas técnicas, uma questão bastante pertinente é a de onde vender as fotos que tirou. Existe uma séries de sites para vender fotos que oferecem o acervo para produtores de conteúdo na web e, para alimentar esse acervo, compram suas fotografias. Conheça 15 desses sites e veja qual deles oferece mais vantagens na hora de vender seu trabalho!

Leia também: 15 melhores aplicativos para editar fotos no Android

1. Getty Images / iStock

Apesar de serem dois sites diferentes, o Getty Images e o iStock fazem parte da mesma empresa e, ao se cadastrar, você pode escolher para qual site irá oferecer seu trabalho. Ao enviar fotos ou vídeos para os sites, eles ficarão disponíveis para compra de outros usuários e, cada vez que alguém comprar sua foto, você receberá uma comissão.

No gettyimages.com, a comissão é de 20% para fotos e 25% para vídeos. Já no istock.com a comissão é de 15% para fotos e 20% para vídeos e ilustrações. Porém, ao decidir contribuir exclusivamente para o iStock, as comissões aumentam de 25% a 45%, dependendo do uso. Clique no link para conhecer a política completa para venda de fotos nos sites.

2. Alamy

Uma das melhores opções entre os sites para vender fotos. Com uma das melhores comissões, o Alamy oferece aos seus fotógrafas 50% dos royalties para cada vez que uma foto sua é vendida. Também é possível enviar vetores e vídeos, sob o mesmo regime de royalties. Outra vantagem do Alamy é que ele não o obriga a trabalhar exclusivamente para ele, permitindo que venda seu material em outras páginas. Acesse o link para conhecer o Alamy.

3. Bigstock Photos

Disponível em português, o Bigstock Photos também é um site fácil de enviar suas fotos para vender, bastando se cadastrar e fazer um tutorial interno para começar a vender suas imagens, que passam por um processo de revisão antes de serem publicadas. Por outro lado, sua política de pagamentos é uma das mais complexas.

Eles levam em consideração o tamanho da imagem ou vídeo que enviou, se a compra foi feita com créditos pelo usuário e o plano que ele assinou. Além disso, as comissões aumentam de acordo com sua performance, ou seja, além desses critérios, caso tenha um número alto de downloads nos últimos 12 meses, sua comissão aumenta. Acesse a página para entender mais sobre o Bigstock Photos.

4. Shutterstock

Talvez o mais famoso entre o sites para vender fotos, o acervo da Shutterstock ultrapassa os 350 milhões de fotos desde seu lançamento. Sua proposta de pagamento dos royalties segue uma premissa semelhante a do Bigstock Photos, mas é consideravelmente mais simples.

Colaboradores ganham até 30% de royalties das fotos, dependendo de seu histórico de downloads das suas imagens e do tipo de compra – se foi de uma imagem comprada singularmente ou se foi baixada por um assinante. Veja no link como se tornar um colaborador da Shutterstock.

5. Dreamstime

Um site multimídia, ele serve tanto para vender suas fotos quanto para imagens vetoriais, vídeos e até arquivos de áudio. Também possui uma tabela imensa, com diversas variáveis para o pagamento de royalties, que vão dos 20% aos 60%.

Quanto mais sua foto for baixada, maior o aumento na comissão. Outro fator que aumenta seu pagamento é a exclusividade: se vender uma foto exclusivamente pelo Dreamstime, você ganha uma fatia maior. Se for um usuário exclusivo, todas suas comissões aumentam em 10%. O Dreamstime também é um dos poucos com app mobile exclusivo para os fotógrafos. Acesse o site para conhecer mais.

6. PhotoShelter

Diferente dos sites para vender fotos citados até aqui, o PhotoShelter é uma plataforma de ecommerce que facilita a venda de suas fotografias. Isso significa que, através dele, pode montar um site facilmente, vendendo suas fotos sem a necessidade de dividir royalties, por exemplo.

O PhotoShelter conta com teste gratuito e planos de assinatura que vão desde os 10 dólares mensais a 50 dólares mensais, de acordo com sua necessidade. Veja mais sobre a plataforma acessando o link.

Veja também: Top 11 melhores sites de chat online para ecommerce

7. Fotolia

Site de imagens da Adobe, o Fotolia conta com um acervo de quase 120 milhões de imagens, enviadas por fotógrafos do mundo todo. Os usuários podem comprar fotos individualmente ou assinar pacotes mensais ou uma assinatura que dá acesso completo.

Como fotógrafo, você pode disponibilizar seu trabalho e vendê-lo pelo Fotolia, recebendo 33% de comissão para fotos ou imagens vetoriais e 35% caso envie vídeos. Clique no link para saber como pode ingressar ao Fotolia.

8. 123RF

Outro banco de imagens, o 123RF – sigla para Royalty Free – premia seus colaboradores oferecendo de 30% a 60% de royalties nas imagens que publicar no site. O percentual da comissão é calculado de acordo com o número de material que já enviou ao site. Confira a tabela completa através do link.

9. PhotoMoolah

O PhotoMoolah é um site para vender fotos que trabalha com o conceito de competitividade. Qualquer um pode se registrar e demonstrar seu portfólio na página. A partir daí, você pode procurar pelas competições de melhor fotografia que estão ocorrendo no site, entender suas regras e enviar seu material.

Cada vez que vencer, você receberá um prêmio em dinheiro, enquanto mantém a propriedade intelectual das fotos que tirou. Conheça mais sobre o PhotoMooolah acessando seu site.

10. CanStock Photo

Um dos poucos bancos de imagem a oferecer um modelo diferente de pagamento, trocando as comissões por percentual por um valor fixo, determinado pelo tamanho da foto e o tipo de pagamento que o usuário do site usa – se por dinheiro ou com créditos do site. O site aceita o envio de fotos, imagens vetoriais e vídeos em todo tipo de qualidade. Clique no link para conhecer mais sobre o CanStock Photo.

11. FineArt America

Seguindo uma linha um pouco diferente, o FineArt America é um site que vende fotografias físicas, sejam elas impressas ou em molduras, como quadros ou porta-retratos, por exemplo. Porém, o trabalho da impressão e arrumação não ficam sob sua responsabilidade, ficando a FineArt America com o “serviço sujo”. Porém, o site não especifica qual o valor de comissão pago pela venda. Veja mais sobre a FineArtAmerica acessando sua página.

12. SmugMug

Uma alternativa ao PhotoShelter, o SmugMug também é uma plataforma de ecommerce que permite a venda de suas fotografias online sem que necessite dividir os royalties com a plataforma. Cobrada através de assinatura mensal ou anual, a plataforma possui um sistema integrado de carrinho de compras e checkout e a possibilidade de vender produtos físicos. Acesse o link para conhecer mais sobre o SmugMug.

13. Urban Arts

Apesar do nome em inglês, o Urban Arts foi criado por brasileiros e também trabalha com produtos físicos, de maneira semelhante ao FineArtAmerica. Você faz o seu cadastro, envia sua arte e, se aprovada, ela passa a integrar a galeria do site e pode ser comprada tanto no site da Urban Arts quanto nas lojas físicas e franquias da marca. As comissões variam de 20% para vendas no site e 10% no comércio.

14. PhotoStock Plus

Esse banco de imagens é semelhante a outros exemplos dessa lista, mas se diferencia por permitir aos fotógrafos precificar suas fotos, ou seja, não fica à mercê de possíveis valores baixos que podem ser cobrados por outros serviços. Ele também possui uma das taxas mais atrativas, pagando 85% do valor total ao profissional. Clique no link para conhecer o PhotoStock Plus.

15. Snapped4U

Finalizando a lista, o Snapped4U é um site para vender fotos de evento, ou seja, fotos tiradas em festas, casamentos ou conferências. Ele também permite que precifique suas fotos, embora tenha um limite de $20.

Além disso, o site mantém apenas 10% do valor das fotos vendidas que custam acima de $5. Caso sua imagem esteja abaixo desse valor, é cobrada uma taxa fixa de $0.50. Veja mais sobre o Snapped4U através do link.

Aumente seu engajamento nas redes sociais e tenha seu trabalho reconhecido: 10 dicas para aumentar seu engajamento no Facebook

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:


Nós Ajudamos!