Home » Inspirações » Foto Arte » Alexa Meade e o porquê de transformar pessoas em pinturas vivas

Alexa Meade e o porquê de transformar pessoas em pinturas vivas

Uma interessante palestra da fotógrafa contando sua história e como ela adotou seu estilo original.

de: Petapixel

Alexa Meade tornou a primeira pessoal real numa pintura tridimensional em abril de 2009. Agora, quatro anos depois, ela é conhecida no mundo inteiro como a artista que usa o corpo humano como sua tela, criando fotografias que você teria bastante trabalho para diferenciar de pinturas bidimensionais.

Ela apareceu no Petapixel (fonte deste artigo) pela primeira vez em 2010, quase um anós após deparar-se por acaso nesta forma de fotografia que a “pegou” inteiramente de surpresa. Agora ela está de volta ao centro das atenções graças a uma palestra TED, disponibilizada online em setembro, e desde então tem acumulado mais de 600 mil visualizações, somente no site do TED.

meade1

A palestra é interessante por dois motivos: em primeiro lugar, porque uma vista dos bastidores de como Meade faz o que ela faz; e segundo, ela entra em detalhes sobre as origens humildes de sua carreira fotográfica.

Você vê, o sonho de Meade não era para ser um fotógrafo. Em 2009 ela estava à beira de se formar na faculdade com uma licenciatura em ciência política, um diploma que pretendia usar para trabalhar em Capitol Hill.

Desistindo de seus sonhos políticos e a fim de explorar esse talento recém-descoberto era necessário que ela se mudasse para um porão de seus pais em vez de um apartamento no distrito de Columbia, e começar a experimentar com a pintura, pela primeira vez desde os dias do acampamento de verão de sua juventude. Olhando para trás agora, é fácil ver que ela tomou a decisão certa, mas naquele momento não poderia ter sido uma escolha fácil.

Vamos deixá-lo(a) ouvir o resto da história da própria fotógrafa. Querendo ou não, você já se deparou com o trabalho de Meade, no passado, e isso não é algo que você vai querer perder.


Acesse para ver o vídeo com legendas

(nota:. o vídeo contém cenas de nudez com pintura corporal)

Ajude-nos, avalie este artigo:

Alexandre Maia

Clico, viajo, olho, analiso, converso, e repito — em qualquer ordem!

Também estou no blog da D&M Photo.

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar