Home » Artigos » Artigos de opinião

Amorgrafia: o amor por trás das lentes 5/5 (2)

Thiago Gouveia dá seu depoimento sobre o amor constante e mutante de um apaixonado/obsessivo fotógrafo de retratos

 

O segredo por trás de um belo retrato de pessoas está no amor que o fotógrafo teve por ela segundos antes do clique!

Fotógrafos de retratos são platônicos, vivem de amores não correspondidos, se apaixonam fácil por um belo sorriso, um olho claro, um cabelo cacheado, uma roupa mal colocada, uma sandália suja, uma ruga fora do lugar… Fotógrafos de retratos amam milhares de amantes, mas não as possuem. Fotógrafos se casam, mas têm vários amores extraconjugais. Conseguem amar mil mulheres e não se apegar a nenhuma. Deixam sua mulher em casa, e vão à rua em busca de outras, outras para amarem e registrarem. Somos egoístas, queremos todas só para nós.

Nunca estamos satisfeitos com um único belo corpo, sempre buscamos na próxima carne um gosto mais adocicado. Aquela que foi registrada já está azeda, em breve deveremos voltar nela para toná-la doce novamente.

amorgrafia - amor por trás das lentes
ver no flickr

 

Fotógrafos de retratos fazem sexo com seus registros, matam com seus registros, viajam com seus registros, amam com seus registros. A leitura da fotografia é única: não me entenda apenas observe! Não, jamais, tente interpretar o que o fotógrafo quis dizer, interprete apenas o que você entende daquilo.

A filosofia por trás de um belo retrato está na paixão incubada que fotógrafo teve pela pessoa registrada. Antes do primeiro clique imaginamos como seria nossa vida ao lado do registrado. Ao gravarmos a imagem, a vida ali não existe mais, existe sim, agora, um momento. Um momento que beijamos, comemos, amamos, desprezamos, rimos, choramos.

A partir de agora a fotografia não pertence mais ao fotógrafo, agora ele precisa buscar um novo amor para registrar, aquele agora será amado por outras pessoas. Ai vem o período da depressão, o fotógrafo acaba de perder seu amor, sem que ele tivesse domínio sobre aquilo, e o pior, ele é o culpado por isso. Antes de mostrar ao mundo, o retrato é muito bem amado na ilha de edição ou no quarto escuro.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

 

Gosta de algum dos artigos abaixo?

14 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Belo texto!
    Falou tudo o que qualquer um de nós fotógrafos sentem tudo isto e gostariam de expressar em palavras.
    E criou discordância na cabeça daqueles que não sabem o que é fotografar.
    Matou a pau!
    Parabéns!

  • Cara! É essa a visão!!!
    Parabéns pelo texto. Tudo o q sempre quis colocar pra fora e não conseguia, vc, em palavras simples trouxe à vida.
    Parabéns!

  • Galera fique surpreso com a repercussão positiva do texto. Só agora tive um tempinho pra agradecer os Inboxs, os compartilhamentos, as curtidas e até algumas pessoas que me adicionaram no facebook. De fato não esperava, há um segredo nesse texto que foi o seguinte, ele não foi corrigido nem revisado, eu tinha em mente a ideia já algum tempo. Falei com o Alexandre Maia que iria produzir um texto aqui pro DG, por saber que atualmente ele recebe um bom número de visitantes e queria saber se todos compartilhavam da mesma ideia sobre fotografia de retratos.
    Então eu levei uma semana pra ter concentração e montar o texto que 100% psicografado, digo que baixei o caboclo Man Ray e um bom som do The Doors, e pus-me a escrever!

    Fernando Azevedo= obrigado pelo elogio, vindo de um fotógrafo respeitado como vc fico honrado. E parabens pela netinha, trabalhei com Rona na Vitabrasilnet, inclusive uma das fotos do perfil dela num por do sol segurando uma Olympus Trip, foi de minha autoria :D

    FrjSousa= que bom que vc pensa assim tmbm, vamos amar mais nos modelos ehueheuehuhuee

    Anderson= a modelo se chama Ana Clara, o ensaio foi todo na casa dela, que eh de fato toda com a parede escrita, e foi usado apenas luzes de abajour e de geladeira em todo ensaio

    Nathalia Verony= nathiiiii vlw pela colaboração

    Daniel Kenpes= Sabotage representa!

    Edson F. da Veiga= espero que eu tenha descrito bem heuheueheuehueeuhe

  • "a fotografia não pertence mais ao fotógrafo, agora ele precisa buscar um novo amor para registrar"

    Ótimo trabalho! Por sinal quem foi a modelo?

  • Não poderia ter sido descrito com outras palavras, você traduziu a realidade por trás de um click, parabéns pela matéria. Abraço.

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar