Home » Inspirações » Foto Arte » Filmes indicados para fotógrafos: A Lista (parte 1)

Filmes indicados para fotógrafos: A Lista (parte 1)

- Última Atualização a: 20/07/2016

Fotografia e cinema: duas paixões que todo fotógrafo dedicado possuem — e que damos uma forcinha para irem fundo!

 

É fato bastante conhecido que o cinema nasceu da fotografia. E, por mais que a tecnologia cinematográfica tenha evoluído, a chamada Sétima Arte no fundo ainda é uma (longa) sucessão de frames, ou seja, de quadros estáticos que em sequência nos fazem perceber o movimento de uma cena — assim como era nos tempos de Eadweard Muybridge, que ‘filmou’ um cavalo e provou sua brevíssima ‘levitação’ em meio ao galope.

Hoje a fotografia continua influenciando o cinema, e o inverso também é verdade, tanto que os sites dedicados à fotografia quase sempre possuem um artigo dedicado a obras do cinema recomendáveis aos hobbistas e profissionais das imagens. Por isso nós do DG decidimos coletar, numa grande lista, as indicações cinematográficas que já vimos na área e repassá-las aqui para vocês, nossos leitores cinéfilos — ou que simplesmente gostam de beber dos filmes uma boa dose de inspiração. É uma lista bem longa, então preparem-se para ver muitos títulos, praticamente de todos gêneros possíveis. Os filmes aqui presentes o estão ora abordando o ato ou ofício da fotografia diretamente; ora indiretamente, e há ainda outros numerosos que primam por uma bela direção de fotografia

É possível que antes de terminar de ver a metade da lista você já saia na rua ‘enquadrando’ tudo, nesse típico gesto dos amantes de imagens:

Cinema: cena do filme “O preço da fama” (1998)
Cinema: cena do filme “O preço da fama” (1998)

 

Esta lista, por sinal, não teria sido possível sem as indicações onde as coletamos, especialmente do Portal Photos e do Mirafoto, e vamos deixá-los devidamente referenciados ao final das descrições/recomendações e do texto. E — finalmente! — as indicações vão para…

 

1: O preço da fama (1998)

Já que começamos citando esta cena acima, comecemos com o filme dela!

Pecker é funcionário de uma lanchonete e fotógrafo nas horas vagas, fazendo retratos de sua família, de lugares e de moradores de Baltimore. Um dia, o jovem é descoberto por uma dona de galeria de artes de Nova York que resolve realizar uma exposição com suas fotos. O rapaz vira a mais nova celebridade artística da noite para o dia, mas o comportamento das pessoas ao seu redor muda e logo ele descobre o preço de ser uma estrela. (Mirafoto)

2: Cidade de Deus (2002)

Uma das produções brasileiras mais aclamadas de todos os tempos e mundialmente conhecida, é dirigida por Fernando Meirelles e foi adaptada do livro homônimo de Paulo Lins. A história retrata a vida na favela e, em especial, a do menino Buscapé, que sonha em ser fotógrafo. Depois de muito sangue, crítica social e o escancaramento de um Brasil refém do crime, o filme fecha seu ciclo justamente na busca da profissão de Buscapé. Após fotografar o traficante Zé Pequeno morto, ele decide vender as fotografiass para um jornal e começa aí um novo caminho. (Mirafoto)

3: Closer: Perto demais (2005)

Dirigido por Mike Nichols, é um desses filmes que nos faz pensar sobre as cartilhas dos relacionamentos. Com um elenco de peso, a história debruça-se em dois casais que têm suas vidas entrelaçadas. Uma das principais personagens é Anna, interpretada por Júlia Roberts, que é uma fotógrafa bem sucedida e casada que se apaixona por um aspirante a escritor que trabalha no obituário de um jornal. O triângulo amoroso ainda tem espaço para uma stripper, que entra na vida deles de forma inusitada. (Mirafoto)

4: A vida secreta de Walter Mitty (2013)

Baseado no conto de James Thurber publicado em 1939 –  e que também já teve uma versão para os cinemas em 1947, com o título “O Homem de 8 Vidas” – o longa é mais uma empreitada de Ben Stiller como diretor. O visual da obra chama a atenção, cenas tão belas que chegam a ser impactantes e são enaltecidas pelas interessantes soluções que Stiller encontra, como o bom uso de câmera lenta.

Interpretado por Ben Stiller, Walter Mitty é um homem tímido que vive sua vida limitada e sem aventuras, trabalha no setor de fotografias da revista “Life”, onde sempre recebe as imagens tiradas por um radical freelancer que dedica sua vida viajando e fotografando e diante de tantas incríveis jornadas que Walter vê através das fotos só lhe resta sonhar, sonhar acordado e é justamente isso o que ele faz, mesmo enquanto conversa com os outros, sonha sobre como seria sua vida se ele tivesse coragem.

(Photos)

5: A pele (2006)

Nicole Kidman encarna neste filme uma das mais brilhantes e excêntricas fotógrafas do século XX, Diane Arbus. Conhecida por suas impactantes fotografias em preto e branco e em formato quadrado, retratando pessoas marginalizadas e indesejadas pela sociedade da época, Diane teve uma vida de relacionamentos complexos, suicidando-se em 1971. No filme, Nicole Kidman dá vida novamente a essa história, encarando o bizarro, o diferente e tudo que é incômodo, e expondo uma relação proibida com um vizinho mais do que misterioso, portados de triconomia. (Mirafoto)

6: A prova (1991)

O drama australiano é dirigido por Jocelyn Moorhouse e ganhou mais de 5 prêmios das academias de cinema de Tokio, Sidney, São Paulo, Cannes e Reino Unido. Ele narra a relação de um fotógrafo cego com um ajudante de supermercado que acaba virando sua mão direita. Através de flashbacks sobre sua vida, o fotógrafo vai criando uma relação profunda com o ajudante, que passa a relatar para ele cada foto. O filme levou quatro anos para ser finalizado. (Mirafoto)

7: Retratos de uma obsessão (2002)

Um pacato funcionário de uma loja de revelação em um supermercado torna-se obcecado pelas pessoas que aparecem nas fotografias e começa a revelar comportamentos estranhos. Em especial, torna-se vidrado na família de uma cliente e o terror começa a se espalhar quando eles se dão conta do fato.  A relação entre a família perfeita e o funcionário solitário cria uma boa receita para um thriller surpreendente. (Mirafoto)

8: O resgate de Harrison (2000)

A história conta a saga da jornalista Sarah e seu marido, um fotógrafo profissional que parte para registrar a Guerra da Iugoslávia — uma das mais sangrentas dos últimos anos. Durante o trabalho, ele desaparece misteriosamente. Ela, acreditando que Harrison não morreu, segue em direção ao local da guerra disposta a encontrá-lo e depara-se com um cenário de horror. Combates, bombas, explosões e muita tensão não deixam Sarah desistir. (Mirafoto)

9: Janela indiscreta (1958)

Um dos maiores clássicos de Alfred Hitchcock conta a história de Jeffries, um fotógrafo profissional confinado em seu apartamento por ter quebrado a perna enquanto trabalhava. Como não tem muitas opções de lazer, vasculha a vida dos seus vizinhos com um binóculo, quando vê alguns acontecimentos que o faz suspeitar que um assassinato foi cometido. O suspense traz ângulos inusitados e, não por acaso, é uma lição de boa fotografia para os amantes do cinema. (Mirafoto)

10: A fotografia oculta de Vivian Mayer (2013)

O documentário enfoca uma das mais celebradas fotógrafas de rua dos Estados Unidos, que passou sua vida inteira vivendo como uma babá sem marido e sem filhos, com um cotidiano pacato. O reconhecimento póstumo se deu graças à descoberta de um verdadeiro tesouro, escondido no apartamento em que Vivian viveu até sua morte, em 2009: mais de 100 mil retratos das maravilhas e peculiaridades da América urbana. (Mirafoto)

11: High Art: Retratos sublimes (1999)

O longa conta a história de Syd, uma garota que vive com seu namorado em seu pequeno apartamento, quando ocasionalmente depara-se com sua vizinha, uma fotógrafa que largou a profissão há 10 anos, pois ficou louca com o sucesso. Lucy tem uma namorada alemã, dependente tanto do amor de seu amor, quanto das drogas. Syd é uma assistente má remunerada, que trabalha em uma grande revista de moda, e descobre visões fantásticas nas fotografias de Lucy. A partir daí começa uma amizade que muda por completo a vida da fotógrafa. (Mirafoto)

12: Nascidos em bordéis (2006)

Uma fotógrafa e um cineasta viajaram até a Índia para visitar uma das regiões mais marginalizadas do país. Na cidade de Calcutá funciona a zona de prostituição Sonagachi, onde a fotógrafa iniciou um workshop com os filhos das garotas de programa da região. As crianças receberam câmeras e registraram seu dia-a-dia em fotografias. “Nascidos em Bordéis” é o resultado desta experiência antropológica que revelou uma mudança na comunidade através da arte. (Mirafoto)

13: Fotógrafo de guerra (2001)

Dirigido por Christian Frei, o documentário conta a história de um renomado fotógrafo de guerra que presenciou conflitos no mundo todo  nas últimas duas décadas. Sua produção não se restringe ao combate, mas aborda também questões sociais importantes, como a miséria e a violência. O documentário explora suas motivações, medos e seu cotidiano, destacando alguma de suas viagens e o momento em que fotografa. O filme foi produzido em 5 países diferentes e foi indicado como melhor documentário no Oscar de 2002. (Mirafoto)

14: Henri Cartier Bresson: The impassioned eye (2003)

O jornalista Heinz Bütler entrevista um dos mais importantes fotógrafos do mundo, Henri Cartier-Bresson, que faleceu um ano após a produção.  Cartier-Bresson faz observações sobre a profissão, mas principalmente sobre seu modo peculiar de ver a vida e os momentos efêmeros que passam diante de suas lentes. Há também alguns depoimentos especiais como de Isabelle Huppert, Arthur Miller, e Josef Koudelka. Momentos memoráveis do fotógrafo são relembrados, como sua viagem ao Mèxico em 1930, os momentos que passou com Mahatma Gandhi momentos antes do seu assassinato, e como se tornou fotógrafo. (Mirafoto)

15: A insustentável leveza do ser (1987)

O filme é baseado no clássico de Milan Kundera e sua história se passa na República Tcheca. Tomas, Tereza e Sabina são os protagonistas de um triângulo amoroso que se desencadeia em torno da carência pela liberdade. Tereza é uma garçonete que sonha em ser fotógrafa e este hobby acaba sendo um atrativo irresistível para Sabina. Em 1968, a “Primavera Tcheca” chega com tanques de guerra e repressão, mudando a vida dos três para sempre. (Mirafoto)

16: Blow-up: Depois daquele beijo (1966)

Thomas é um fotógrafo de moda que não suporta mais o mundo em que vive, no qual jovens mulheres o perseguem para serem fotografadas na esperança de se tornarem grandes modelos. Um dia, ao passar por um parque de Londres, ele vê um casal à distância e resolve fotografá-los. Ao vê-lo Jane, corre ao seu encontro, pedindo que lhe entregue os negativos das fotos. Ele se recusa e vai embora, mas ela descobre o endereço de seu estúdio e vai visitá-lo. Lá Jane tenta seduzi-lo e Thomas a engana, entregando outro rolo fotográfico. Ao revelar as fotos, Thomas percebe que pode ter documentado, sem querer, um assassinato. (Mirafoto)

17: Mil vezes boa noite (2014)

Rebecca é uma das melhores fotógrafas de guerra em atividade e precisa enfrentar um turbilhão de emoções quando seu marido lhe dá um ultimato. Ele e a filha do casal não suportam mais sua rotina arriscada e exigem mudanças, mas ela, apesar de amar a família, tem verdadeira adoração pela profissão. (Mirafoto)

18: A família Woodman (2010)

A jovem Francesca Woodman se suicidou, pulando de um edifício de Manhattan. Ela foi uma fotógrafa inquieta, que deixou para trás uma coleção imensa de fotografias particulares, em preto e branco. Seus pais, George e Betty, também artistas, eram inteiramente dedicados à sua arte e um ao outro, até a morte de sua filha. Um retrato profundo e comovente de uma família cheia de remorso e de orgulho. (Photos)

19: Repórteres de guerra (2011)

Quatro jovens jornalistas acompanham os agitados últimos dias de apartheid e a primeira eleição verdadeiramente democrática realizada na África do Sul. Miséria, violência e desigualdade mudam para sempre a vida do grupo. Um filme especial para quem gosta de fotojornalismo e sabe da importância que este estilo de fotografia tem para o mundo. (Photos)

20: Annie Leibovitz: A vida através das lentes (2007)

Um documentário sobre a vida e o trabalho da famosa fotógrafa de celebridades, Annie Leibovitz. O filme retrata o glamour dos trabalhos dela em revistas de moda e comportamento, além dos horrores provocados pela guerra em Sarajevo e Ruanda que também foram registrados por ela. Processo artístico, experiências, carreira tumultuada, fama e família são os assuntos em destaque desta obra-prima. (Photos)

21: Birdman (2015)

O longa traz a história de Riggan Thomson, ator atormentado pelo único papel de sucesso de seu currículo, o super-herói Birdman, enquanto busca reconhecimento pelo seu novo sério projeto da Broadway. O diretor de fotografia Emmanuel Lubezki, levou o Oscar pela Melhor Fotografia. (Photos)

22: Na natureza selvagem (2007)

Inspirado no livro homônimo, escrito por Jon Krakauer, sobre a vida de Chris McCandless, o longa conta a história do jovem que aos 22 anos largou sua estável vida de bom aluno e classe média-alta para partir em busca de liberdade e aventura. Deixou para trás também a sua própria identidade, rebatizando-se Alexander Supertramp. Com um destino em sua mente, o longínquo e desabitado Alasca, ele foi cruzando o continente e as vidas de muitas pessoas que lhe davam carona, casa ou um emprego temporário.

É imprescindível a participação do diretor de fotografia Eric Gautier (Diários de Motocicleta), que passa o filme equilibrando a importância do protagonista com as paisagens ao seu redor. (Photos)

fonte da imagem na intro: Kinooboz
indicações (pt 1): Mirafoto, Portal Photos (1, 2)

Gostaram? Comentem!
E a parte 2 já está no ar — que tal passar lá?

Ajude-nos, avalie este artigo:

Alexandre Maia

Clico, viajo, olho, analiso, converso, e repito — em qualquer ordem!

Também estou no Atelliê Fotografia.

5 Comentários

Clique aqui para comentar

Carrinho