fbpx

Comer com os olhos: porque a imagem deve abrir o apetite

Hoje em dia é bem comum ver imagens de qualidade bastante discutível de pratos de comida. Mas há motivos para ir contra a permissão a esta tendência

Sei que todos os sentidos são importantes para vida humana. Contudo, para mim, a visão se destaca por ser estratégica em minha atividade, sou fotógrafo. Sei também, por fotografar gastronomia que o comportamento humano na hora de comer é regido por uma ordem instintiva: visão, olfato e paladar. Você vê, sente o cheirinho e finalmente come, ou para ser mais fino, degusta…

shutterstock_178857416

Mas o que ando vendo por aí é uma tristeza em termos de imagem de pratos. Com a internet e as “facilidades” que a tecnologia dos smartphones, as redes sociais foram invadidas de fotos de pratos registrados perdidos, desfocadas, mal iluminados e com cores alteradas. Quando isso acontece com pessoas que estão viajando, registrando seus melhores momentos, tudo bem, concordo, não critico e até já fiz. Agora, ver isso saindo quentinho de grandes cozinhas, pelos grandes chefs, que numa das mãos segura uma faca Global e na outra um celular, não dá para ver e ficar quieto.

A máxima “uma imagem vale mais que mil palavras” se ajusta bem as fotos de gastronomia. Uma foto bem iluminada, como cores precisas, focada, enquadrada e com boa composição, desperta o desejo e abre o apetite. Faz com que se queira o que se vê. E não estou falando em efeito “photoshop” muito usado nas revistas masculinas em suas modelos. Falo em fotos de comida sem truques, mas bem caprichadas. Uma foto bem feita valoriza o trabalho do chef e destaca o restaurante como um lugar que trata bem sua comida e consequentemente, seus clientes.

Para se ter uma ideia da importância de uma imagem, restaurantes da Paris, Nova Iorque, Londres e Sydney, estão alertando em seus menus que não querem que tirem fotos dos pratos. Bem, isso é questionável? Sim, mas revela que uma imagem colocada rapidamente na internet, com qualidade ruim, faz parecer que o um salmão com camarões é o atropelamento de um coelho numa estrada do interior da França…

Na Austrália, um restaurante, preocupado com as imagens geradas em seu ambiente, instalou uma mesa especial para que seus clientes tirem fotos dos pratos. Claro, com equipamento básico a imagem gerada vai para o mundo preservando uma qualidade mínima.

Portanto chefs e donos de restaurantes, depois de tanto esforço para manter seus negócios bem temperados e saudáveis, não propaguem imagens descuidadas de seus trabalhos. Se uma imagem boa vale mais que mil palavras, uma foto ruim pode tirar mil clientes.

Fonte Imagem: www.shutterstock.com

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Walcyr

Fotografo profissionalmente desde 1979, sou formado em fotografia pela ABAF/RJ - turma (1979/1981). Publicitário, sócio diretor da Dableo Marketing e Comunicação. Hoje, mas “cansado”, atuo em gastronomia, arquitetura e joias.

Chat
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies