Home » Artigos » Dicas

Como transformar a fotografia em profissão? 4/5 (6)

Não é raro encontrar na fotografia uma paixão. Pela arte ou pela técnica, a fotografia instiga e cativa novos adeptos, que encontram nela uma forma de expressão. O que começa como uma curiosidade simples e sincera, rapidamente se transforma em uma paixão, no desejo cada vez maior de se aperfeiçoar e investir em formação e equipamentos.

Um caminho natural é transformar todo esse entusiasmo em profissão, afinal, não há nada mais satisfatório do que trabalhar com aquilo que você ama. Existe, hoje em dia, uma demanda crescente por fotografias, presente em revistas, jornais, sites, registros de eventos e momentos familiares. Essa demanda é uma oportunidade clara de entrar no mercado e realizar o sonho de transformar um hobby em uma atividade rentável. Ainda assim, é difícil ver, claramente, quais são os passos para seguir este caminho.

Capacitação IIF

Medo da concorrência

Um dos maiores medos de quem ainda não é profissional é a concorrência. Existe concorrência? Sim, tanta quanto em qualquer outro mercado. Quem vê o mercado fotográfico de fora, teme não encontrar o seu espaço e de acabar no prejuízo. O que poucos sabem é que existe uma infinidade de nichos da fotografia sendo inventados e reinventados a todo momento, com uma grande demanda de bons profissionais, bem qualificados.

O mercado fotográfico é muito amplo e as áreas que melhor absorvem os novos profissionais são fotografia de casamento, book e ensaios de família, mas estas não são as únicas possibilidades uma vez que os campos de atuação compreendem desde a fotografia comercial de moda, editorial e publicidade até o fotojornalismo e a fotografia documental.

Além disso, os fotógrafos têm procurado explorar outros campos de conhecimento como a cinefotografia, fotografia de recém-nascidos, sensual, culinária, pet, arquitetura entre outras. Em um mundo onde a linguagem visual é um dos recursos mais valiosos, sempre haverá espaço para um profissional capacitado e que esteja atento ao cenário mercadológico, que traz constantemente novas oportunidades.

Capacitação IIF 2

Decisões cruciais

Ter uma boa formação técnica e descobrir qual é a sua fotografia e como se colocar nesse nicho estão entre as decisões mais importantes de quem quer ter sucesso na carreira de fotógrafo profissional, muito acima da escolha de máquinas, softwares ou outros detalhes menos essenciais. Na etapa da formação, não há segredos: muito estudo e muita prática – ou, preferencialmente, um curso que proporcione as duas coisas.

Por outro lado, para fazer uma escolha certeira em relação ao rumo que se quer tomar dentro da fotografia e como lidar com esse mercado, é preciso mais do que a maior parte dos cursos de hoje oferecem. Para saber se uma área agrada ou não, é necessário ter vivências similares à realidade que o mercado coloca, já que a teoria se difere da prática.

Outra dica importante é buscar o contato com fotógrafos atuantes e experientes, que possam dividir seu conhecimento técnico e mesmo a sua vivência de mercado. Quem já atua há mais tempo pode ter um olhar mais apurado sobre as novas tendências e demandas do mercado, e pode guiar quem está começando agora.

Capacitação IIF 3

Escolha do curso

Existe uma vasta gama de opções de cursos de fotografia, que vão desde os 4 anos da formação em universidades até cursos rápidos de 16, 8 ou 4 horas. De quanto é preciso para se tornar um bom profissional? Tudo isso depende da sua intenção, esforço e bom senso.

Uma boa opção para quem quer entrar de cabeça no mercado e precisa de um retorno financeiro rápido, é o Capacitação Profissional em Fotografia do IIF (Instituto Internacional de Fotografia), em São Paulo. Acessível, a escola conta com uma boa estrutura dividida entre a sede, na Vila Madalena, e o estúdio, na Lapa.

O curso oferece uma boa base técnica e passa por grandes áreas como Fotografia de Produto, Retrato e Book, Casamento e até administração e marketing. Com aulas ministradas por fotógrafos atuantes e uma grande carga teórica, o curso oferece uma experiência intensa e realista do mercado. Através desse formato, o Capacitação Profissional em Fotografia permite que os alunos escolham, com base na sua própria vivência, quais caminhos querem traçar para se tornarem fotógrafos profissionais.

Uma alternativa muito interessante para quem não mora em São Paulo é o Capacitação EAD. Todo o conteúdo do Capacitação Profissional em Fotografia do IIF foi adaptado para o modelo de ensino à distância, o que permite que fotógrafos possam se formar, com a mesma qualidade de metodologia e professores, de qualquer lugar do Brasil. Com o desenvolvimento dessa ferramenta, o sonho de se tornar fotógrafo profissional ficou ainda mais acessível.

Conheça mais sobre o curso de Capacitação Presencial e o curso Capacitação EAD.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • Lucas

    Muito bom, me ajudou bastante;
    Sou apaixonado por fotografia e pela natureza, gosto de fotografia desde sempre, ja fui premiada na escola e elogiado por uns dos melhores fotografos da minha cidade ..
    quero muito seguir essa carreira, obg pelas dicas

  • Antoniomello

    muito obrigado por me manter informado

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar