Home » Artigos » Artigos de opinião

Fotografia Profissional não é coisa para amador 3.08/5 (88)

Então você se convenceu que é fotografo profissional só porque montou um estúdio, porque agora tem um cartão de visita, porque sua câmera é full frame, porque você faz de 5 a 8 ensaios por semana, e no Facebook suas fotos são super curtidas e compartilhadas?

De nada vale os equipamentos do seu estúdio se a sua luz é sem criatividade e direção. Equipamento de última geração não dignifica ninguém acerca da sua profissionalidade, rotatividade no seu workflow não significa lucro relevante e fama em redes sociais são apenas sentimentos efêmeros que pessoas carentes de reconhecimento profissional se iludem com tal movimentação.

shutterstock_123220318

O que você precisa saber sobre fotografia profissional é que você deve se enquadrar ao padrão dela, e não ela ao seu. Portanto, gente preguiçosa em buscar conhecimento não prosperará. Se alguém acredita que pode ingressar no mercado como fotógrafo profissional praticando um comportamento de amador, saberá que as grandes empresas não te contratarão, os bons clientes saberão diferenciar o profissional de verdade e seus concorrentes te enxergarão como só mais um picareta.

Aquele espaço que você sonha alcançar pode ser seu, mas só será obtido com:

Tempo: Ninguém dorme amador e acorda profissional. Por isso, não seja afoito. Se você teimar e forçar a barra vai quebrar a cara várias vezes no mesmo erro. Humildade! Deixe o tempo ser o professor que só ele sabe ser.

Profissionalismo: Olhar para o mercado com pensamento estratégico, para o teu negócio fotográfico com uma análise crítica de quais pontos melhorar é parte do escopo de um fotógrafo profissional.

Conhecimento: Saber o que comprar e quando comprar é uma das dádivas que o conhecimento profissional concede. Quem compra o desnecessário padece no fútil. A habilidade técnica é o alicerce profissional que somente se conquista através do conhecimento.

Proatividade: Você deverá entender que a fotografia é uma paixão, mas também um negócio. Enquanto paixão e negócio que caminham juntos o esmero deve ser total. Por exemplo, ter conhecimento de softwares entre eles o Photoshop não é uma coisa opcional é obrigatório. Não é uma tendência é uma coisa que ou você sabe, ou não sabe. É como falar um outro idioma, ou sabe se comunicar ou não sabe nada. Não negligencie o que é principal.

shutterstock_132796841

Um conselho para você que pretende ascender ao mercado da fotografia profissional: estude. Faça oficinas, vá a congressos, converse com quem tem mais experiência, leia livros da sua área, entenda os tutoriais avançados, treine, treine, treine muito. O tempo e as experiências dos pequenos trabalhos te aperfeiçoarão a alcançar novos clientes e trabalhos maiores.

Saiba com certeza até onde você pode esticar seu braço. Não minta dizendo que sabe fazer manipulação digital, se a única coisa que você sabe é duplicar uma foto e pô-la em overlay. Não pegue trabalhos que exigirão certa modernidade de equipamento, se o equipamento que você possui não tem. Não confirme que consegue fazer “tal foto” se você não tem as ferramentas ou a habilidade para tanto. Não tenha pressa em sair do amadorismo para o nível profissional. Faça isso com paciência e planejamento. Não faça preço baixo. Você pode até aplicar descontos e conceder cortesias. Contudo, baixar um preço ao ridículo só para fechar um contrato, indiretamente isso revela ao teu cliente que você é capaz de tudo para fechar uma venda, exceto de deixar o mercado mais saudável para os seus concorrentes. Não veja seus concorrentes como inimigos, você pode precisar deles. Seja profissional, não vilão.

Por fim, não alimente a ideia de que é possível permanecer na fotografia profissional com comportamento, equipamento e visão de amador. Quem não tem competência não se estabelece. Busque a sua e o seu sucesso será brilhante.

Fonte das imagens www.shutterstock.com

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • Amelia

    Acredito que a fotografia exige uma relação muito estreita entre fotógrafo e equipamento.O fotógrafo precisa está preparado e ter sensibilidade ao escolher o cenario , objeto no momento de executar um trabalho. É preciso que observemos o ambiente para que a foto revele na íntegra o que é o objeto da fotografia. A ocasião tem quecset aproveitada, cado contrário o resultado será um desatre. Não me qualificou nem como amadora mas amo a fotografia tanto qto fazer poesia. E para mim a relação entre ela é muito grande.A poesia é a essência de um ser/ poeta; a fotográfica a revelação de algo materializado/ corpo ou forma. Amo a natureza e tudo que nela existe. Tenho por costume viajar com um máquina e um celular que atendam minhas exigências na arte de fotografar. Fotografo tudo que encontro e que me encanta. Às vezes, até com o carro em movimento, isto quando não estou na direção. Claro.Certas cenas são perdidas pq não consigo ajustar o equipamento em tempo hábil. Ela é como a inspiração se não na mão uma caneta, papel jamais terei condições de ter em mãos os versos que me vêm na mente em determinado momento. Preciso investir em mim através de cursos que me capacitem até mesmo na escolha destes equipamentos.*Agradeço a todos pelas informações e oportunidade em aprender algo mais.

  • Itamar Sales

    Um cetro dia perguntei a um fotógrafo, daqueles que passam o dia em pé num pracinha fazendo fotos 3×4. A seguinte pergunta foi: Você se considera um fotógrafo profissional? Ele disse que, se depois de décadas fazendo retratos 3×4, utilizando sua velha máquina como ferramenta de trabalho para conseguir com honestidade o pão de cada dia, e por ventura a prática desse ofício não seja caracterizada como profissional, há dificuldade por parte das pessoas em separar por diferenças um processo que envolve aprendizado através de estudo e alguém que exerce a fotografia na geração de renda para seu sustento e de sua família.

    Se fotografia é um processo que envolve muito estudo e prática, então nada impede que um amador (aquele que não faz da fotografia um ofício rentável) fotografe com qualidade profissional. O problema é que o termo "amador" e sua verdadeira definição tornou-se sinônimo de algo do tipo: " fotógrafos de baixa qualidade" graças a miopia da ignorância com relação a esse tema.

    Tenho um amigo de longa data que um certo dia me disse: "Itamar, vou parar de fotografar profissionalmente. De hoje em diante, vou me dedicar a fotografia amadora."

    Diante disso, deixo a seguinte reflexão: O trabalho de quem era antes fotógrafo profissional, levando em consideração o exposto acima, perderá seu status de qualidade profissional simplesmente porque desejou um dia retornar ao amadorismo (e retornou)?

    Por isso acho que existe uma deficiência conceitual entre amadorismo, profissionalismo e, principalmente, trabalho de péssima qualidade.

    Deixe sua opinião

  • Evan

    Sou iniciante no mundo DSLR, sempre recebi elogios pelas fotos que tirava com minhas compactas, acho que era mais pela composição, o enquadramento na hora de um retrato por exemplo… hoje não me aventuraria ainda em pegar trabalhos para fazer, por enquanto estou na fase de muito estudo e faço penas fotos para amigos e familiares, sempre de graça, assim aproveito para colocar em prática o que leio e assisto em vídeos. Como servidor público não necessito viver da fotografia, mas entrei para o mundo DSLR já pensando em trabalhar exclusivamente no ramo quando me aposentar.
    Concordo com o conteúdo do artigo, entretanto a maneira de abordar o assunto é que deixa alguns irados (a maioria aventureiros).
    Vejo que muitos estão entrando no ramo e praticamente trabalham por um prato de comida (exagerando um pouco). Tenho um colega que realiza trabalhos aos finais de semana (fotografa desde 2009) e uma das queixas dele é que tem caras se matando entre eles para pegar clientes (ex.: tem um que cobrou para um ensaio externo 1h30min dentro da cidade: 10 fotos + maquiagem = R$ 100,00. Quanto sobrou desse valor pro cara? E o investimento feito inicialmente em equipamento? E o tempo que vai ficar tratando? Será que não calculam isso?).
    Por outro lado, vi um new born de R$ 1.000,00 (se não me engano 15 fotos), de uma fotógrafa que já conquistou seu espaço no mercado de minha cidade que ficou uma "b…" (desculpem o palavrão, mas foi isso mesmo). E tem estúdio, equipamento top, assistentes, etc.
    A minha opinião é que cada um tem que conhecer os seus limites pessoais e de seu equipamento. Quanto a ser profissional ou amador, não é isso que vai ditar a qualidade das fotos.

    • Evan

      "…e faço *apenas fotos para amigos e familiares…" desculpem o erro de digitação.

  • Tetsuo

    A mensagem que o texto tentou transmitir foi boa . Contudo , acredito que o autor escolheu algumas frases equivocadas, como dizer que ser um profissional é aquele que enquadra no padrão pré estabelecido . Isso é simplismente tirar a criatividade dos fotógrafos , algo mais importante que estatus . Ultrapassar os limites da padronização e se engajar na própria criatividade é o que qualifica um fotógrafo . A fotografia é uma arte e como tal tem as particularidades de cada artista .

  • luciano redel

    Na minha opinião o texto se refere exatamente como se tornar um profissional de sucessos,não em pouco tempo;mas ao longo do percurso de estudo,teste e uso do equipamento.

    Um bom profissional não é aquele que tira milhares de fotos por evento e sim aquele que capta o momento certo da situação,assim conseguindo passar uma opinião através da imagem captada.

  • Daniel Amaral

    As discuções são bem acirradas, rs.
    Eu gosto de ler os textos e os devidos comentários sobre fotografia, descobri que ter um equipamento em mãos realmente pode render bons clicks.
    Comecei tirando fotos com uma sony cybershot P100, revolucionária, na época um equipamento de R$3.400,00. Fotos digitais incriveis, me sentia um "profissional", isso era o ano 2002/3.
    Em 2013 resolvi "atualizar" meu equipamento, comprei uma superzoom pixpro AZ522 KODAK, começaram os problema, para tirar uma foto deveria ler o manual. parei de ter interesse por foto e comecei a interessar-me por equipamento. Então comprei uma Canon 70D.
    Descobri que a foto não melhorou, o enquadramento continua "bom por pura sorte", porém, agora, a facilidade de operação é outra. Ela não faz a foto sozinha, mas o "malabarismo" com a camera acabou.
    Você pode fazer boas fotos com o celular, com as compactas, com as semi- profissionais e também profissionais, apenas tenha em mente que, saber usar o seu equipamento é muito importante, e aqueles momentos especiais devem ser congelado por qualquer "coisa", digo isso pois tenho fotos de familia do começo do século, onde os profissionais, além de artista, eram desbravadores.
    Não sou profissional nem mesmo me considero profissional. Gosto apenas de gravar os lugare especiais por onde passo. Esses são muitos.
    A opinião de todos é válida, mesmo que não concorde, ajuda no desenvolvimento da nossa própria opinião.

    • rickjoilly

      Olá Daniel.
      Muito bom o conteúdo do seu comentário. Nunca será o equipamento, mas quem o opera. O resultado de um agradável profissionalismo é o que conseguimos obter com paciência no transcorrer das nossas experiências fotográficas.
      Sucesso na sua caminhada.

  • Merenilce

    Eita, alguem te mordeu? É claro que as pessoas precisam estudar e se profissionalizar, mas parece que tu ta é com raiva que está perdendo espaço. Ignora grandes mestres da fotografia como Sebastião Salgado e vários outros com essa necessidade louca de ser o melhor de todos. Perdi até o foco do comentário, deixa pra lá profissional

    • Firmino

      É arrogante e vem falar de atitude de amador. Esse escritor é uma piada

      • rickjoilly

        Oi Firmino, obrigado por sua ética e cordialidade. Sucesso na sua caminhada.

    • rickjoilly

      Olá Merenilce, obrigado por sua ética e cordialidade. Sucesso na sua caminhada.

  • Jorvam

    Sigam @jorvam no instagram e vejam algumas de minhas fotos.

  • Realmente é o desenvolvimento contínuo que vai fazer com que nos mantenhamos na vanguarda da fotografia profissional. Parabéns pelo artigo.

    • rickjoilly

      Olá Sorayha!
      Obrigado por sua colaboração. Fico contente que tenha interpretado de maneira bastante madura a proposta deste artigo. Sucesso na sua caminhada!

  • Cassia

    Olá a todos! Li o artigo e os comentários e só reforçou minha ideia de que preciso estudar, pesquisar, me manter informada e, acima de tudo, praticar muito. A maior dificuldade é a paciência ou a humildade de deixar o tempo fazer a parte dele. É um eterno aprendizado e como iniciei há pouco tempo, com um curso introdutório e um básico, nada como trocar experiência com quem já está nesse caminho há algum tempo.

    • rickjoilly

      Olá Cássia. Obrigado por sua colaboração. Desejo conhecimento e experiências bastantes significativas na sua caminhada. Abraço!

  • ótimas dicas! Eu tenho plena consciência agora sobre como é o trabalho de um profissional. Obrigado.

    • rickjoilly

      Oi Anderson!
      Desejo sucesso na sua jornada. Bons estudos para você!

  • HÓFEL

    EU LI ,MAS CONFESSO QUE FOI UM TEXTO DE DESABAFO,ESTAMOS NO SÉCULO 21,ONDE EXISTEM INUMERAS FORMAS E VERTENTES ,PARA O TERMO PROFISSIONAL.NÃO SE PODE IGNORAR O PROFISSIONAL QUE TEM UM FLUXO DE TRABALHO PEQUENO OU GRANDE.
    VEJO ALGUNS FOTÓGRAFOS QUE ACABAM ESCREVENDOS CERTOS TEXTOS.SEM BASE,E SEM CONTEUDO.
    PORÉM RESPEITO A CRITICA, E FICA A SE PENSAR QUALFOI O OBJETIVO DO TEXTO.CRITICA PESSOAL? OU APENAS DESABAFO?
    PREFIRO ACREDITAR QUE TENHA SIDO UMA FORMA DE PROTESTAR PELA MÁ QUALIDADE DE PROFISSIONAIS.NESSE SENTIDO CONCORDO

    • rickjoilly

      Olá Hófel.

      Sim, o texto é uma reflexão sobre a má qualidade de determinados profissionais que estão inseridos no universo da nossa profissão. Qualificação nunca é demais.

      Sucesso para ti!

  • O titulo dessa matéria é brincadeira né?…Tipo…Se não é profissional é amador. Se é amador não é profissional…Erhhh…redundância?…

  • Vera

    Pra ilustrar essa divergência de opiniões sobre ser profissional, amador e ter uma boa câmera ou um celular, vou contar uma história :
    "Um fotógrafo famoso foi convidado para um jantar Vip em Nova York. Ao chegar lá, a dona da casa o recebeu dizendo: "Que prazer em recebê-lo ….Eu admiro muito as suas fotos….são maravilhosas. A sua câmera deve ser fantástica".
    O fotógrafo sorriu e sentou-se para jantar. Quando terminou , ele se despediu da dona da casa, dizendo : "O jantar estava maravilhoso, o seu fogão deve ser fantástico ! "
    Conclusão: Quem faz a foto é o fotógrafo e não a câmera !!

    • rickjoilly

      Olá Vera!

      Excelente exemplo. Acredito de fato que tem muita gente talentosa produzindo materiais muito bons com equipamento limitado. Considero esses personagens – profissionais mesmo! Contudo, temos ainda uma grande escala de colegas que produz abaixo do que o equipamento pode render. Parte disso é culpa do baixo nível técnico do indivíduo.

      Comprometimento em ser um fotógrafo profissional de verdade. Com todo o esmero que nossa profissão merece, ainda é uma coisa que caminha a passos lentos em certas mentalidades.

      Obrigado por sua colaboração Vera!
      Sucesso pra ti.

  • Zélia

    Como descreveria uma luz com criativa e com direção?

    • rickjoilly

      Olá Zélia.

      Minha opinião acerca de luz criativa e direção é que para cada cliente e situação adequemos ambas para a produção de um material que por esforço consiga ser inédito. Acredito que você já deve ter visto lá e cá, algum fotógrafo que para todo cliente utiliza a mesma luz e poses repetidas vezes.

      Isso não é criativo, tanto quanto pouco inovador. Não que isso, também menospreze o valor da foto desse profissional ou amador. Apenas, deva ser esse um ponto a pensarmos…. esse cliente merece que tipo de direcionamento? Esse ensaio posso trabalhar de que maneira diferente a minha luz?

      Obrigado por sua participação.
      Sucesso pra ti.

  • rickjoilly

    Gente, imensamente grato pelos comentários de todos aqui. Esse espaço é nosso. Fiquem a vontade para contribuírem com suas reflexões.

    Desejo a vocês muito aperfeiçoamento, porque acredito que essa é a virtude, a grandeza e a competência de um excelente profissional. Super abraço turma!

  • rickjoilly

    Olá Tamires!
    Obrigado pelo seu comentário. Você usou uma palavrinha chave "pesquiso". Quem dera minha colega todos os fotógrafos a usassem com esmero, quem dera, quem dera….
    Sucesso pra ti!

  • Tamires

    Tirando o Oseias e sua postura arrogante em seus comentários… " Sou capaz de tirar fotografias excelentes com meu celular que não é la aquelas coisas" .
    Ótimo Post!! Não sou profissional, mas gosto da área e pesquiso muito sobre ela.

  • Thiago

    Quem dera eu ser chamado de amador com 9 ensaios por semana…

    • rickjoilly

      Thiago, tô rindo até agora. Seu comentário foi bem pontual! Sucesso na sua caminhada.

  • Danyllo Zeidan

    Tu Fala isso mas a realidade que eu vejo é outra, conheço vários amadores que lideram o mercado..e sao chamado de profissionais…

    • Se lidera o mercado certamente não é amador, ou pelo menos não é apenas amador.

      • rickjoilly

        Olá Rodrigo, ótima contribuição!

    • rickjoilly

      Olá Danyllo!
      Puxa cara gostaria de receber mais explanações sobre sua opinião acerca desse artigo.
      Sucesso na sua caminhada!

  • Ivanês Lopes

    Um excelente artigo o: Fotografia Profissional não é coisa pra amador; entretanto não é somente o estúdio que revela o profissionalismo. Conheço Fotógrafos Profissionais que embora estejam qualificados para trabalharem em estúdios, não o fazem. Isso acontece pelo fato do universo fotográfico ser bastante diversificado e infinito em seus estilos e tendências. Mas, de fato, ser Fotógrafo Profissional não ficou para todos que fotografam.

    • rickjoilly

      Olá Ivanês!
      Meu desejo para todos os que querem ir mais fundo na fotografia é que profissionalizem-se. Qualificação não deve ser algo que façamos vista grossa. Existe muita gente boa que não tem estúdio, mas isso, não reduz, nem anula a capacidade do profissional. Tem gente que simplesmente opta locar, do que possuir um.

      Sucesso na sua caminhada!

  • F. J. Simao

    MUITO BOM, CURTO E GROSSO, REALISTA, ESTUDAR, LER É O REAL CAMINHO, PARABÉNS

    • rickjoilly

      Olá F. J. Simão!
      Obrigado por captar com sensibilidade emocional cada trecho desse artigo.
      Sucesso na sua caminhada!

  • Eduardo

    Fotógrafo profissional é aquele que vive da fotografia, que tem sua renda baseada na atividade de fotógrafo e ponto. Qualquer outro papo furado sobre equipamento, ter ou não estúdio, quantidade de trabalhos, etc é balela. Você pode ser um fotógrafo profissional de sucesso mesmo que suas fotos sejam medianas. Por sucesso quero dizer que consegue ter um lucro razoável com a sua atividade. Fotos maravilhosas e toneladas de cursos nem sempre significam lucro, já que o serviço de fotografia é muito mais complexo do que apenas as fotos em si.

    "De nada vale os equipamentos do seu estúdio se a sua luz é sem criatividade e direção."
    Eu diria: De nada vale ter uma luz sensacional, uma direção magnífica se você não consegue captar clientes que te contratem.

    "Equipamento de última geração não dignifica ninguém acerca da sua profissionalidade"
    Diria: Equipamento de primeira ou última geração não significam absolutamente nada. Profissionalidade é definida pela forma que você gerencia seu trabalho, seus contratos, sua agenda, seu caixa.

    • Oseias

      Eu diria que sucesso e "lucro razoável" não caminham juntos… Sucesso é com certeza você se destacar acima da régua que limita a parte de baixo.

      Vejo um monte de "fotógrafos" por ai que não conseguem nem um carro digno para ir atender seu cliente, quando chegam no evento para fotografar deixam o carro a "quilômetros" para não passarem vergonha e até mesmo para não constrangerem seus clientes. Pessoas de sucesso não vivem precisando vender o almoço para comprar a janta.

      O cara que me inspirou na fotografia vendeu tanto, mais vendeu tanto (Super barato claro) que simplesmente não conseguiu entregar seus serviços. Resultado disso? Anda com um carro caindo aos pedaços e fotografando ainda com lente do KIT.

      Se fosse falar com ele a 2 ou 3 anos atras ele diria sim que havia conquistado seu espaço e era um profissional de sucesso (Até eu cheguei a acreditar nisso)

      Sem mais.

    • rickjoilly

      Olá Eduardo!
      Cara que frase linda de ler essa que você colocou: "Fotógrafo profissional é aquele que vive da fotografia."
      Acredito que ela por si só, já separa com clareza quem é que tá na fotografia pra encarar com tudo o "TUDO" que a profissão requer.

      Excelente seus acréscimos aos que me referi sobre equipamentos. De fato, não adiantaria ter uma Hasselblad e não saber para que serve 2% dos comandos do equipamento.

  • Ótimo post, só não concordei com o "equipamento amador", eu sou melhor que qualquer equipamento e pronto, tenho uma D7000 e uma D5100 e gosto muito de fotografar com a D5100 (alguns a chamam de semi-profissional) pois é uma câmera leve, e prática.

    • Oseias

      Brother…

      Qualquer equipamento pode fazer ótimas fotos desde que se entenda as limitações deste equipamento, seja ele profissional ou não. Sou capaz de tirar fotografias excelentes com meu celular que não é la aquelas coisas. O que o autor quis dizer é que não da pra você ter um equipamento limitado e achar que pode fazer tudo.

      Eu desafio qualquer pessoa a fotografar em um ambiente com luz deficitária apenas com uma câmera de entrada e com lente do kit e me entregar resultado.

      Se fosse assim como seria bom.

      • rickjoilly

        Faço de suas palavras as minhas considerações:
        "O que o autor quis dizer é que não da pra você ter um equipamento limitado e achar que pode fazer tudo."

    • rickjoilly

      Olá Fernando!
      Equipamento amador por exemplo a própria Nikon e outras marcas fazem isso na divisão dos seus produtos no site. É uma forma delas categorizarem seus produtos por tecnologia, preço e complexidade. De uma lado você logo percebe que os FX's estão disposto diferentes dos DX's, e a mesma coisa segue para as demais linhas da marca.

      Ressalto que acima do equipamento o mais precioso é a capacidade técnica, a linguagem, a paixão e demais motivações e inspirações que inserimos ao fazermos um clique. Sucesso pra ti!

  • Daniela

    Excelente! Penso exatamente o mesmo. Estou iniciando… adquirindo agora a minha primeira câmera, investindo em cursos, lendo muito, assistindo muitos vídeos, revendo e anotando tudo que tenho visto. Quero me sentir pronta pra começar e nunca mais parar, subindo um degrau de cada vez. Obrigada pelas dicas!

    • rickjoilly

      Olá Daniela!
      O caminho que você descreve em seu comentário será de um aprendizado maravilhoso para o aperfeiçoamento do seu potencial. Muito sucesso pra você!

  • Musciacosta

    Muito bom !

    • rickjoilly

      Obrigado! Sucesso na sua caminhada.

  • Alexandre Demamann

    Este post mais parece um desabafo de alguém que esta perdendo o mercado do que construtivo aos futuros profissionais de fotografia.
    Em primeiro lugar, ele esquece que todo bom profissional é sempre um amante do que faz, portanto, amador.
    A formação profissional não tira o status de amador, bem pelo contrário, qualifica.
    Agora suas atitudes sim, bem como o conceito de AMADORISMO que é aquele que ainda não domina ou não consegue dominar a atividade a que se dedicou, revelando-se inábil, incompetente etc.; inexperiente / Que ou quem entende apenas superficialmente de algum assunto ou atividade.

    • Oseias

      Certo, pelo jeito você não gosta do termo "amador" correto? Isto porque segundo os grandes estudos realizados dizem que a palavra amador deriva do conceito de quem é amante do que faz.

      Amigão, o que menos importa aqui é o conceito do que a palavra "amador" tem e sim a mensagem que o texto quer passar. Substitua a palavra amador por "profissional em formação" e dai sim você conseguira entender o que o texto brilhantemente quis dizer.

      ** Obs. Achei você amador demais para compreender um texto. kkkkkkkkkkkkkk

      • rickjoilly

        Olá Oseias!
        Obrigado por compreender com afinidade a proposta desse artigo. Te desejo muita luz na tua caminhada fotográfica. Sucesso cara!

    • rickjoilly

      Olá Alexandre!
      Primeiro gostaria de te agradecer por sua opinião nesse artigo. O que me refiro a "amador" é isso aê mesmo que você descreveu no parágrafo final do seu texto acima.
      Só não concordo com você quando você qualifica meu artigo como "não construtivo", contudo respeito seu direito de discordar do que penso. E esse espaço aqui meu velho, é pra a gente matutar ideias e bons diálogos. Sucesso na sua caminhada.

    • Luciano

      Ultimamente em vários sites e blogs tenho visto este tipo de postagem,acho que os fotógrafos de hoje são gente raivosa…rs

    • Cássia

      Concordo plenamente com sua opinião!!! Me senti lendo um desabafo também! Pra quem falou tanto amor pela profissão só senti palavras rudes e frias em sentimento.

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar