fbpx

Conheça o Flash Pop-Up

Artigo originalmente escrito por Karen Lynne Dejean, aluna do modulo 2 da Focus Escola de Fotografia.

O desacreditado Flash Pop-up. Para muitos fotógrafos, o pensamento de usar apenas o flash incorporado à câmera os faz franzir a testa – e por boas razões. Quando não alterado cuidadosamente, o flash pop-up emite uma luz dura e direta, que não é natural. As fotos ficam quase sempre planas porque a direção direta da luz apaga todas as sombras que teriam adicionado profundidade ou textura. Muitas vezes, o flash pop-up irá super-expor o tema se ele estiver muito próximo e a intensidade do flash não for ajustada de acordo. Tais deficiências são especialmente evidentes ao fotografar retratos.

Esses tipos de resultados negativos deram ao flash pop-up uma reputação ruim, mas há muitas situações em que esse recurso pode melhorar significativamente uma fotografia, e até mesmo ser um salvavidas. Ele é certamente um ótimo aliado para fotógrafos iniciantes, que talvez não estejam prontos para investir no equipamento que os profissionais usam. Neste caso, o ideal é tirar o máximo proveito do flash pop-up até poder fazer esse investimento. Mas, mesmo para profissionais, há situações inesperadas em que estão sem o devido equipamento, ou uma improvisação rápida é necessária. Saber usar o flash pop-up corretamente não só melhorará uma foto, mas também irá ajudar a tirar o máximo proveito das mesmas. Abaixo, serão apresentadas dicas que irão auxiliar neste processo usando apenas o flash pop-up.

1 – Conheça os limites

Figura 1: O alcance da maioria dos Flashes Pop-Up é entre 4 e 5 metros.

Ao contrário de um flash externo, o flash pop-up obtém a energia da própria bateria da câmera. Como está compartilhando esta fonte de energia com as outras funções da câmera, seu poder é consideravelmente limitado. Para não consumir a vida útil da bateria da câmera, o flash incorporado não é tão brilhante ou abrangente quanto o de um flash externo. Devido a essa limitação, é necessário estar ciente da faixa de trabalho do flash pop-up.

A maioria dos flashes pop-up tem um alcance de cerca de 4 a 5 metros. É preciso verificar no manual da câmera para saber o alcance específico do flash da mesma. Sem estar ciente desse alcance, pode ocorrer de tirar-se fotos em que o tema está fora do alcance do flash, fazendo com que o tema fique subexposto. Pode-se aumentar esse alcance aumentando-se o ISO ou alterando-se a compensação do flash.

Para temas extremamente distantes, como em shows ou eventos esportivos, é melhor desligar completamente o flash, aumentar o ISO e deixar a luz ambiente funcionar. Usar o flash em situações como estas só fará com que o grupo de pessoas imediatamente à frente da câmera fique iluminado e nítido, enquanto tudo o que gostaria que ficasse corretamente exposto estará mal ou nem um pouco iluminado. É preciso conhecer as limitações do flash, assim como quando é melhor permitir que as outras funções da câmera assumam.

2 – Use a Compensação do Flash

A compensação do flash é diferente da compensação da exposição. A compensação da exposição torna a foto mais clara ou mais escura, alterando a exposição que foi selecionada automaticamente pela câmera. A compensação de flash é semelhante, mas torna a fotografia mais clara ou mais escura ajustando a intensidade do flash em vez da exposição. Usar a compensação do flash irá ajudar a alcançar a exposição adequada e a superar as muitas limitações do flash pop-up.

A câmera nem sempre escolhe a potência ideal do flash ao disparar o flash pop-up. De vez em quando, pode-se querer aumentar ou diminuir a quantidade de luz do flash em relação ao que a câmera acha adequado. Se as fotos estão saindo com um assunto sobre-exposto, o ajuste da compensação do flash poderá alterar as partes estouradas em uma foto com a exposição correta.

A quantidade ajustada irá depender da iluminação ambiental e dos resultados que se deseja alcançar. Em geral, ao fotografar perto de um tema ou em um local escuro ou com sombra, é melhor diminuir a compensação para não sobre-expor. No entanto, no caso de fotografar-se ao ar livre com forte luz solar ou longe do tema, provavelmente será ideal aumentar a compensação.

Para ajustar a compensação do flash, será preciso fotografar no modo Manual, Prioridade de Abertura ou Prioridade do Obturador (M, A ou S na Nikon; M, Av ou Tv na Canon). A configuração de compensação do flash geralmente é marcada por um raio ao lado do símbolo +/-. É preciso consultar o manual para encontrar as configurações de compensação de flash específicas de cada câmera. Uma vez selecionada, será possível ajustar a iluminação do flash para cima ou para baixo. Tente diferentes configurações até alcançar a exposição que está procurando. Conhecer esse recurso na câmera é um grande recurso para tirar melhores fotos com o flash pop-up.

Figura 2: Localização da compensação de flash em uma câmera.

3 – O flash não é somente usado no escuro

O flash não é para ser usado somente quando está escuro. Uma das funções mais úteis do flash pop-up é a capacidade de usá-lo como flash de preenchimento, especialmente em plena luz do dia. Pode parecer estranho usar o flash quando o sol está alto no céu, mas é exatamente quando mais precisará usá-lo. Usar um flash de preenchimento pode realmente fazer a diferença nas imagens, iluminando sombras escuras, cores brilhantes e criando profundidade. É uma das técnicas mais fáceis de dominar, e dará um melhor aspecto às fotos sem ter que passar horas no Lightroom ou Photoshop.

Caso já tenha tirado um retrato ao ar livre com sol, deve saber o quão difícil é fazê-lo adequadamente. Em luz solar direta, as sombras escuras caem no rosto da pessoa fotografada, criando sombras escuras sob os olhos e escondendo importantes detalhes faciais. Em vez de passar para a sombra ou gastar horas com o pós-processamento, procure ligar o flash pop-up da câmera. Ao adicionar alguma luz com o flash, essas sombras são suavizadas, adicionando uma grande parte dos detalhes perdidos. Como bônus, o flash também adiciona um efeito brilhante de “captura de luz” nos olhos da pessoa.

Figura 3: Tema ao ar livre com apenas luz solar e com flash de preenchimento.

É preciso tentar usar várias potências diferentes do flash até obter a exposição correta. Em situações especialmente brilhantes, procure aumentar a compensação do flash em um ou dois f/stops a mais. Isso pode resultar no efeito adicional de escurecer o fundo por trás do tema, dando à foto um efeito mais dramático. Também é possível tentar combinar duas exposições – uma usando iluminação natural e outra usando o flash de preenchimento. Esta técnica permitirá que se altere a força do flash e o plano de fundo independentemente do tema, durante o pós-processamento.

Seu flash de preenchimento também é um salvavidas quando se trata de retratos retroiluminados. Tente tirar uma foto de alguém na frente de uma janela no modo Auto e acabará com uma silhueta (foto 4 abaixo). Isso ocorre porque a câmera pensa que a cena tem luz suficiente e seu assunto está bem exposto. Infelizmente, este não é o caso. Substitua essas configurações ativando o flash. Isso lhe dará um tema corretamente exposto e não uma sombra escura.