fbpx

Esquece o TTL

Oláááááá, Fotodgianas e Fotodgnianos!

Tudo belezera??!

É assim … eu sei que o título pra alguns é uma pancada na mente porque Esquecer o TTL soa como algo tipo ficar sem chão … calmex … ommmmm … respira e assiste o que eu preparei para esta semana e pode ter certeza de que no final desta vídeo aula a sua paz vai voltar, ok?!

Pensei em algo que fosse legal pra Você melhorar na forma de construir uma iluminação que seja só sua mesmo, com a sua assinatura criativa, com a sua personalidade marcante que atraísse a atenção de novos Clientes e também em novas áreas que pagam muito bem e quis mostrar como eu consegui chegar onde cheguei e por isso resolvi ensinar o Caminho das Pedras passo a passo e assim também eu acabo ajudando você a evitar tropeçar nos obstáculos.

Se Você está feliz com os trabalhos que faz e o TTL resolve minimamente as situações e quer ficar onde está, eu acho que esta vídeo aula vai ser bem chatinha de ver e nem perca tempo …

Massss … se Você sonha mais alto, tem fome de aprender, quer começar a vencer a concorrência com a sua competência e está cansadaço de mercados fraquinhos onde qualquer um que comprar uma câmera se torna um concorrente lagartixa a mais … acho que vai gostar sim!!!

Sabe porque?! … porque vai reparar que as grandes Feras que ensinam a usar o TTL dominam muito bem o modo MANUAL que é de onde tudo começou e obviamente nunca vão dizer pra Você “esquecer o TTL se quiser ficar fera no TTL”, né?!

Pode parecer que eu fumei um baseado tipo “dedo do King Kong” mas é isso ai mesmo porque essa pô[email protected] de TTL vicia e a sua fotografia acaba sendo aquilo que qualquer um faz e não aquilo que Você quer fazer na hora de criar uma iluminação exclusiva para um Clientão ali na sua frente! Pra mim, usar o TTL ou alguns automatismos “perigosos” (como o ISO automático, por exemplo), só mesmo se for num momento onde o controle da qualidade final não é importante e o que vale é o momento, como alguém que bate no teu carro que está  fugindo e Você não tem tempo pra pensar em deixar a foto sem ruído … dai sim!

Mas se lá no fundo da alma Você quer ter reconhecimento em áreas onde a precisão das altas luzes, dos brancos, de não depender da edição além do mínimo necessário e surpreender os Clientes por entregar muito  mais rápido (do que a concorrência) os trabalhos que são para “ontem” como acontece em Moda, Publicidade, Revistas, Produtos … como está no meu portfolio www.fernandobagnolafotografia.com para Você acreditar que pode chegar longe!

Nesta vídeo aula eu mostro sem complicações e blablablá como criar uma escala de “Fotometria Combinada” que esteja equilibrada com a luz disponível onde o Flash Portátil se encaixa de forma  muito mais controlada do que o TTL consegue, por exemplo, dentro de um Casamento ou outro tipo de evento social onde o mostrar bem o lugar seja tão importante quanto as pessoas.

Eu comparo o TTL com aqueles aspiradores de pó que andam sozinhos pela casa e no final sempre vai haver poeira em algum cantinho que só o Olhar consegue encontrar … ou essa nova onda que diz que os carros já não vão precisar de motorista porque basta entrar com a tua família, sentar e dizer em que cidade quer chegar num buraquinho ali no painel … e até dormir.

Pode ser que um dia isso venha a acontecer, assim como também na Fotografia Profissional, mas nada vai substituir a pessoa que construiu a tecnologia usando o cérebro, concorda?!

Portanto, se Você quer conquistar novos mercados e ser capaz de cumprir as expectativas de Grandes Trabalhos em áreas muito exigentes tanto na técnica como na rapidez de resultados a partir da camera ligada diretamente a um monitor que fica ali na frente do Cliente durante a sessão fotográfica, essa vídeo aula vai te ajudar a avançar bastante na direção do seu objetivo.

Vou mostrar um exemplo onde o TTL é muito mais lento de raciocínio e nunca traria o resultado que o meu Cliente queria:

Isso é uma Iluminação Triangular Combinada, ou seja:

1) Do lado esquerdo ali perto do logotipo é uma luz de janela que é a Luz Principal (X).

2) Em cima do lado direito um Flash Portátil com Photogel CTO ½ (Color Temperature Orange) com o dobro da potência da Luz Principal para criar um ponto de brilho que chamasse a atenção para a garrafa que está numa zona mais escura do que a bebida (2X).

3) Na frente (fora do enquadramento) um refletor branco feito de cartão grosso que devolve a luz da janela para a parte frontal do copo e destaca as gotas e a palavra “Cheers” que é extremamente importante para o cliente e a fotometria ali teria de ser ¼ da fotometria geral para não criar sombras na parte mais clara do fundo.

E isso eu tinha de fazer em menos de 1 minuto senão as gotas escorriam e já era!!!!

Sentiu a pegada?! … parece muiiiiiito difícil, não é??! … eu desafio qualquer um a fazer isso usando os flashes em TTL … fazer em menos de 60 segundos é IMPOSSÍVEL!!!! … eu desafio! 😊

Mas é muuuuuuuuito fácil se Você domina o Fotômetro Manual que é o que eu ensino na vídeo aula de hoje … tipo, acabou de assistir já faz isso tão bem quanto eu e em menos de 1 minuto!

Bora lá então?! Abreijos ai e até a próxima terça-feira!

Vamos te mostrar os principais SEGREDOS PARA CRIAR ENSAIOS MARAVILHOSOS.
1º CONGRESSO NACIONAL FOTODG
Saber Mais ➜