Home » Artigos » Dicas » Buscando a luz!

Buscando a luz! 5/5 (2)

- Última Atualização a: 17/01/2011

Primeiramente, um 2011 repleto de alegrias, saúde e muitoooos click´s para todos os leitores do FOTOGRAFIA DG.

Hoje em dia, muito se fala em como usar o flash corretamente, como posicionar, como usar flash dedicado… Mas, e quanto à luz natural?

Eu sou defensora do uso da luz natural. Obviamente, há casos que não se encaixam no contexto, porém, há muitos casos em que se devidamente expostos, não haveria necessidade de uma luz extra.  Ter uma maior quantidade de luz entrando também não garante uma boa fotografia, não se iludam. Cliente esperando o dia ensolarado, querendo agendar para o horário de pico solar (12h) nunca é uma boa ideia. Façam o teste: um dia ensolarado em pleno meio-dia, definitivamente, deixa sombras duras e dependendo do posicionamento, o objeto de foco fica escuro (não propositalmente). Muitas vezes, um dia considerado “feio” é o melhor da luz natural, se tratando de retratos. A luz é difusa, causando suavidade nos contornos do rosto e do corpo.

Já em um dia de sol, aproveite sempre onde há sombras. Onde há sombra é sempre um bom lugar pra fotografar um contra luz. O melhor horário para se fazer retratos, em minha humilde opinião, é a famosa “hora mágica”… Ou “horário de ouro”, como preferirem.

As fotografias sempre ficam com um “clima” maior… Exalam sentimento.

Mas e aí você está se perguntando: ok! Fotografar externa com luz natural já entendi… Mas, e quanto a ambientes internos?

Não existe uma regra, uma hora, um local específico para se fotografar em um ambiente interno. O interessante é conhecer bem o local e todas as fontes de luz que esse local pode lhe oferecer.  Você pode ter uma luz mais dramática… Com um dia chuvoso ou nublado, ou uma boa iluminação com um dia ensolarado, por exemplo. O legal de se fotografar em casa é que você pode brincar com as luzes do ambiente interno… Aproveite as janelas (e seus focos de luz), cortinas, portas (e suas sombras)… Tudo leva a vários efeitos. Experimente.

Um super beijo a todos…  Desculpem pela falta de síntese, espero que o texto não tenha ficado muito massante…

Nos vemos por aí!!!! =)

Ajude-nos, avalie este artigo:

Aproveite este desconto na nossa lojaAdquira o Photoshop e o Lightroom por apenas R$35,00/mês

Carol Avon

Carol Avon tem 28 anos e é natural do Paraná, mas reside atualmente em Santa Catarina. Publicitária por formação, mãe por opção e fotógrafa por pura paixão. Atuação fotográfica em books externos, estúdio e eventos em geral.

9 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Amoooooooooooo fotografar o por do sol, mas as vezes o sol não esta mto forte e fica mto escura a foto, fica meio estranho, se aumento o Iso vai ficar com mto granulado (ja tentei isso uma vez), como posso fazer??
    Bjus.

    • Olá Ingrid Comende, blz!

      Eu indico para melhorar suas imagens a leitura do Artigo: "O Segredo das fotografias noturnas", Huaine Nunes, daqui mesmo do fotografia-dg.com. http://goo.gl/KJ1nIr

      Abraço, tudo de bom.

      Jorge Lemos

  • I am an emotional eater, my weight increased recently because of emotional turmoils… Once i grasped why I was eating, and of course, with applying above stated tips, I hope I’m on a good way… WE are all hungry for something, and it is not food. I thought Sacher cake will fill my emotional emptiness, but even five pieces didn’t.. So, now I’m trying to be more conscious about it…

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ‘1110010368 which is not a hashcash value.

  • Amei as dicas…

    Você é super simpática e explica com um prática incrível…

    Adorei as fotos, mas teve uma que me cativou mais (a mais escura, que tem um menino e uma pessoa..). Nem parece que foi usado "apenas" a luz para fazer esse efeito…

    As vezes parece tão dificil fotografar, mas vendo assim fica até que diverdido…

    Suas fotos expressam sentimentos. Parabéns…

  • Olá Carol…fotografo mundo animal,desde insetos até animais de uso econômico da agropecuária…é visível que o uso de flash "mascara" as corês originais da natureza…sejam de flora eou fauna.

    Na impossibilidade de realizar a foto pela pouca luz,é melhor estudar o comportamento daquele animal e então montar uma "tocaia" para bem fotografar-lo em seu ambiente com naturalidade.

    As vezes isso requer tempo e certamente muita observação dos hábitos dos animais…mas as fotos ficam naturais. Grato por suas informações.

  • Poxa! Ficou com gostinho de quero mais. Faltou coisas como mostrar situações que vc passou, como resolveu, como usou de apenas uma janela com luz, quando rebater a luz. Vai ter que ter continuação mais aprofundada. Essa rapidinha não deu nem, nem….

  • Oi Carol … concordo com vc que, muitas vezes, o "não flash" faz coisas mais legais do que a interferência excessiva do flash trazendo resultados mais românticos, eu diria. Mas penso que seria importantes salientar a importância do domínio básico do tratamento de imagem, como vc fez tão bem nas fotos que mostrou onde a relação key-light natural x fill light natural acaba sendo corrigido no computador e ganha tons nos filtros bem aplicados. Gosto de usar o flash portátil em modo manual com potências reduzidas cujo efeito quase nunca aparece já que é sempre menor do que a luz natural e é fantástico quando se fotografa nas sombras para dar aquele brilhozinho no olhar e diminuir a relação entre luz/sombra. Curti o seu post mas achei legal dar uma completadinha de leve como faria com flashinho manual a 1/32 … :) … Nos vemos por aqui!!!! :)

  • Carol, texto maçante?! Que nada, ficou até enxutinho…

    Também gosto como a luz fica difusa em dias nublados, embora goste mais de contraste. Agora claro que uma coisa é você captar com luz difusa e acrescentar um pouco de contraste e outra coisa é fotografar ao meio-dia e querer botar luz de preenchimento depois, né?