Home » Artigos » Dicas

A importância da Luz na Fotografia e no dia a dia 4/5 (2)

Olá pessoal do Fotografia-DG me chamo Lucas e sou fotógrafo infantil e de eventos em São Paulo. Esse é meu primeiro Post aqui no Site e estou muito feliz de poder compartilhar um pouco do meu conhecimento com vocês. Resolvi falar de um assunto que sem ele, nós fotógrafos, não existiríamos e muitas outras profissões e até sensações não seriam possíveis. Estou falando da Luz que nos cerca, seja ela natural ou “artificial”.

Quando paramos para analisar os nossos meios de exploração do mundo  (paladar, tato, olfato, audição e visão), temos que, a realidade que nos cerca é absorvida por uma combinação de todos esses sentidos: sons, cheiros, imagens, temperatura, etc; dando nos a oportunidade de sentir emoções, guardar e recordar momentos que nos agradam ou nos marcaram.

A visão é o nosso sentido mais desenvolvido uma vez que, ela tem um alcance de uma ampla área de exploração e sua condição binocular nos permite calcular distâncias. Isso faz a visão a sentido mais importante para a interação com o ambiente e  assim, poder entender e absorver a luz ao nosso redor.

Luz na Fotografia

Agora vamos tratar de alguns pontos importantes em nosso estudo:

O que é a Luz?

A Luz é uma forma de energia que nos permite captar a essência do mundo. Através dela percebemos os objetos que ao receberem a luz, a refletem para nosso olhos.

Podemos defini-la de maneira mais cientifica também: “Luz é um fenômeno físico que acontece nos átomos de alguns elementos químicos. Na condição de matéria, os elétrons presentes no átomo giram em volta do núcleo segundo órbitas determinadas e estáveis, definindo o  estado de repouso da matéria.”

Como a Luz é obtida?

Para podermos obter luz é preciso fornecer energia a um determinado tipo de matéria. Temos como exemplo um barra de metal. Em sua normalidade, são substâncias opacas porém, se submetermos a barra ao calor, aumentamos sua energia e assim teremos um metal de coloração incandescente.

A Luz no nosso Dia a Dia

Raramente observamos as luzes que nos cercam em nosso dia a dia. Mas como fotógrafos temos a facilidade e a necessidade de entender essas luzes para que captemos em nossas fotos as sensações que desejamos transmitir.

Por exemplo, uma luz clara e branca de um hospital traz a ideia de limpeza e saúde enquanto a luz fraca, concentrada e amarelada de um café tenta passar a ideia de conforto.

Através da luz do ambiente podemos perceber a maneira que iremos compor a nossa foto e pensar na maneira que iremos configurar a nossa câmera para tal proposito e assim transmitir a sensação que a luz nos passa.

A luz na fotografia

Como todos sabemos, sem luz não existe fotografia! Por isso é primordial termos o conhecimento da maneira como ela se comporta. Não há como eu falar de todas as propriedades da luz aqui devido a tamanha extensão de conceitos a serem abordados. Para isso não deixe de fazer um curso ou ler livros sobre o assunto.

Entre esses conceitos, podemos destacar o tipo de Luz que irá nos dizer se ela é uma Luz dura que irá contrastar e marcar bem as sombra ou uma luz difusa que suaviza a cena e deixa as sombras menos marcadas. Também temos o fator da cor da luz que é o principal conceito que irá influenciar na sensação que cada ambiente ou elemento transmite na imagem. A cor da luz é determinada pelo seu comprimento de onda eletromagnética. Não podemos também deixar de falar da temperatura de cor que é o famoso balança de branco de nossas câmeras que é o processo de processo de eliminação de invasões de cores, decorrente da tonalidade da luz que está incidindo sobre o assunto, definindo um parâmetro entre a coloração azulada e amarelada

Outros fatores também devem ser destacados como o comportamento da luz que diz respeito a óptica geométrica e os fenômenos luminosos;  Os tipos de raios de Luz que podem ser cônicos divergente, convergentes e cilíndricos. A interação da Luz com obstáculos é primordial para todo fotógrafo, pois com ela podemos também intender sobre os fenômenos de absorção, reflexão e refração da luz.

Considerações Finais

O objetivo desse artigo foi apenas introduzi-los ao estudo da luz e mostrar a infinidade de assuntos que devemos entender para que possamos nos aperfeiçoar cada vez mais na arte da fotografia. O meu intuito é tratar separadamente cada um desses tópicos da luz em diferentes artigos que irei escrever, fazendo assim uma série de artigos de estudo da Luz.

Caso você tenha se interessado no assunto recomendo que você procure cursos sobre o assunto e livros que abordem o assunto e assim você possa melhorar cada vez mais seus conhecimentos e obter clicks sempre melhores!

Deixo aqui também a minha recomendação de livro: “Luz: Magia e ciência. Guia de Iluminação fotográfica”; ele pode ser encontrado na loja do Fotografia-DG no link: https://www.fotografia-dg.com/produto/livro-luz-ciencia-e-magia-guia-de-iluminacao-fotografica/

luz-ciencia-e-magiz-001

Gostaria de Agradecer ao Fotografia–DG pelo espaço e futuramente irei continuar a nossa conversa sobre a principal razão de aquilo que amamos tanto fazer existir, A Luz!

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

 

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • Paulo

    O livro Luz ciência e magia parece muito bom!! Alguém já leu?

  • Régis Balz

    Obrigado, esse site foi muito preciso para mim!

  • Por favor corrija o termo "balanço de branco".

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar