fbpx

Lauren Withrow e a vida como cinema

Como seria uma vida retratada em stills de um filme? Lauren Withrow nos dá ótimos exemplos

Filmes, sejam produzidos para grandes cinemas ou curta-metragens caseiros, por vezes nos emocionam, marcam nossas vidas, e ficam em nossas memórias com imagens que podem passar por vezes longe de ideais de iluminação, composição, locação. O lado artístico do cinema simplesmente nos “pega de jeito” — assim como pode acontecer pelo lado técnico, realçando de forma impressionante a visão artística do diretor, dos atores, dos roteiristas.

A fotografia, que assim como o cinema (que é, afinal, filho da fotografia) também é uma mistura de técnicas e sensibilidade artística. Logo, é sempre possível que uma imagem estática impressione por motivos diversos, sejam de acordo com as intenções do(a) autor(a) ou não. Um desses motivos pode ser até, vejam só, ter cara de cena de filme.

Assim são as fotos de Lauren Withrow: cativantes com seus recortes e paletas que remetem a bons filmes — e não é por acaso, pois é uma paixão que ela tem desde nova, e que perdurou até chegar à sua fotografia, e segue viva. Diz ela: “Quando ando por uma rua, ou dirijo pela cidade, eu penso: ‘como eu filmaria isso?’”. E continua: “Eu olho para tudo, cada pequeno momento desse jeito. Minha maior inspiração vem dos filmes que assisti. Não penso que olho pra fotografia apenas como uma fotógrafa; eu vejo minhas fotografias como stills de um filme, uma história maior.”

Como num longo filme de Richard Linklater, Withrow vai retratando uma série de momentos, de variados modelos, em situações que não saltam aos olhos como imagens especialíssimas de momentos irrepetíveis, mas ao mesmo tempo sente que aquela imagem é um pedacinho de uma história (assim como ela pretende), podendo ser um começo, um meio ou um final, mas nunca um momento aleatório numa história desconexa: todas fotos têm aquele ar de instante ao deparar-se com uma cena que vai lembrar-se futuramente por um motivo pessoal, com um amigo, uma amiga… como era antigamente com as fotos trocadas em meio a uma amizade, e como pode ser até hoje com um filme querido na estante.

via Blog do Flickr

Alexandre Maia

Clico, viajo, olho, analiso, converso, e repito — em qualquer ordem!

Desafio Temático

BAIXE A NOSSA APP

Inclui a Rede Social para Fotógrafos!

MAIS VENDIDO DE 2019

E-BOOK O SISTEMA DE ZONAS SEM MITOS

O que vou ensinar neste livro é para quem gosta de ir ao pormenor da fotografia para obter os melhores resultados e crescer muito tecnicamente com o controle que passa a ter.

QUERO SABER MAIS

Cookie Settings is not available. Cookie Consent is disabled or is just disabled for your country.

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies