Home » Artigos » Dicas » O que eu faço com essa insegurança?

O que eu faço com essa insegurança?

Fala, meus queridos! Tudo bem com vocês??

Eu sou o Leo do Blog LTM Fotografia e assim como vocês, sou um eterno apaixonado pelas fotos.

Venho abordar em meu primeiro artigo aqui no Fotografia-DG sobre a INSEGURANÇA. Que foi a minha maior dificuldade quando iniciei na área e quem sabe, seja também a de muitos por aqui!

Separei alguns pontos pra vocês:

1 – Entenda que a insegurança pode ser um bom sinal

A insegurança pode ser um bom sinal

Se você parou para ler esse artigo, provavelmente você se identificou com o assunto, e não há nada de errado nisso.

Quero deixar claro que não estou diminuindo o trabalho daqueles que possuem total confiança no que fazem, mas que se há uma preocupação que gera uma insegurança, é muito provável que a preocupação seja de fazer o seu trabalho bem feito.

Essa insegurança é a sua garantia de qualidade!

Exatamente! Devido a insegurança, vamos criar, recriar, fazer, refazer, terminar, revisar, revisar de novo e revisar again! E quando parecer estar tudo OK, vamos revisar novamente para garantir que está realmente tudo certo. E são essas atitudes de atenção redobrada, geradas naturalmente pela insegurança, que garantem a qualidade do seu trabalho. Então passe a vê-la mais como uma amiga do que como uma inimiga!

2 – Descubra o que te deixa inseguro e use ao seu favor

Descubra o que te deixa inseguro e use ao seu favor

Eu gosto de dizer que: A pessoa que passa a conhecer melhor suas fraquezas, descobre seu verdadeiro potencial!

Claro que além da insegurança como um todo, sempre há aquilo que pesa mais no momento em que “bate o desespero”.

Descubra o que é esse elemento que te deixa mais inseguro.

E saiba que existe sempre uma maneira de supri-lo: Estudando & Praticando.

Cada caso é um caso sim, mas você vai se sentir bem mais confortável, se entender melhor do assunto que antes te deixa inseguro.

Então busque informações, e pratique o máximo que puder! Faça da tua insegurança um degrau, ao favor do teu sucesso!

3 – Não desista!

Não desista

Acredite, até mesmo os maiores mestres da fotografia já erraram, já ouviram um “não gostei” ou um “eu faria diferente” e quem sabe até um “você não tem talento, não nasceu pra isso”.

E acha que por isso eles pararam?

Fizeram e refizeram; sim, assim como nós, erraram, tiveram suas inseguranças particulares, mas acima de tudo, não desistiram! Até conquistarem seus espaços e finalmente serem reconhecidos!

O segredo é acolher os bons conselhos, ignorar todo o resto, e o mais importante, não desistir!

4 – Perder ou conviver

Perder ou conviver

Com o tempo/prática/estudo/experiência, podemos perder essa insegurança ou simplesmente aprender a lidar com ela.

Lembra de algo que você sentia muito medo quando era criança e hoje você já convive de uma maneira melhor com ele? Por exemplo, de quando assistimos aquele filme de terror que dá um “medinho” passageiro. A insegurança pode ser assim como o medo.

Em alguns casos, vemos pessoas conseguindo se sentir seguras no decorrer da sua jornada, ou em outros casos, podemos ver aqueles que aprendem a conviver. Entenda que a insegurança é um processo natural, e pode sim ser usada ao seu favor!

Lembre-se: Não se pressione e tenha calma. Tudo dará certo!

E espero que em breve, essa insegurança seja só aquele friozinho na barriga de sempre, ao fazer com prazer, aquilo que você mais ama: Fotografar!

Grande abraço a todos!

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Leonardo Marchini

Apaixonado por lembranças, palavras, música, e principalmente pela luz, que me permite registrar cada momento único nessa passagem de vida. A emoção registrada em cada click é a minha fonte de energia, esperança e felicidade. Tudo que eu mais desejo é que de alguma maneira, minhas fotos toquem as emoções de quem observá-las.

2 Comentários

Clique aqui para comentar

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar