Home » Artigos » Dicas » Parcerias, cuidado aonde você está se enfiando…

Parcerias, cuidado aonde você está se enfiando…

Sabe aquele ditado que as mães falavam quando você era criança: “quem anda com porco come lavagem”? Então, é algo a se pensar para o resto da vida, pois muitas vezes a nossas ações e as ações de quem nos cercam refletem nos nossos negócios. Aí você reclama que depois não tem clientes, que o negócio não flui, entre outras coisas.

parcerias-banner

Quando a gente está começando todo mundo diz pra procurar fulano ou ciclano. Lembro quando comecei a fotografar, queria entrar pro ramo de casamentos, fiz um planejamento, visitei pelo menos 60 cerimoniais em menos de um mês, cada um prometia uma coisa, sabe, vejo a mesma coisa com pessoas que estão começando no ramo infantil que dizem aos fotógrafos: “você tem que visitar lojas infantis, consultórios de obstetrícia”  mas o fato é que nem sempre a receita que dá certo pra um dá certo pra todos. A quantidade de promessas que ouvia, de indicações e o tempo foram passando e fui vendo que eu indicava os cerimoniais e as pessoas fechavam com eles, e cheguei a ver um casal que ia fechar a fotografia comigo procurar este cerimonial e depois se dirigir a outra equipe de fotografia.

Se você, hoje, é um fotógrafo iniciante, que está pensando em viver apenas de fotografia, com muito estudo e prática, o investimento vem em média de dois anos, alguns mais curtos (quando se tem $$$ pra investir), outros mais demorados, visto que nem todos os fotógrafos procuram se especializar, ficam sempre na zona de conforto, ou acham que os clientes vão cair do céu.

A questão é: Qual o momento de fechar uma parceria? E mais sério ainda: Qual o momento de encerrar uma parceria? Esse meu momento chegou quando eu vi que gastava ‘rios’ de dinheiro pra deixar álbuns nos salões de festa e um cliente me procurar no Facebook dizendo que tinha visto minhas fotos, mas sendo apresentadas como sendo de outro fotógrafo. Oi? Como? Espere, não entendi… Isso mesmo, Grace, o fotógrafo fulano de tal (gostaria de dizer nomes mais saudáveis para definir o ‘serumaninho’ mas não posso), simplesmente pegou um álbum meu no salão que ele conhecia o dono e levou pra oferecer pros clientes como sendo dele.

Ainda tem a parte de que se você faz uma parceria com alguém de caráter duvidoso e mais pra frente descobrem isso, vão achar que por você estar junto, que faz a mesma coisa, ou que pelo menos concorda com o que seu parceiro faz. Então nada de afobação ao fechar uma parceria.

Então a dica pra quem tá começando: Não acredite em todas as promessas e nem saiam por aí distribuindo material achando que vão sair espalhando pra ti. Se você não distribuir ou pagar alguém pra distribuir os panfletos pra ti eles vão pro lixo, pois infelizmente o mercado é desumano, e eles não dão valor a quem está começando pois não veem que possa trazer algum retorno financeiro a eles.

Muitos vão criticar e dizer, “comigo não foi assim”, mas podes ter certeza, se você está começando de baixo assim como eu, abra o olho, nem todo mundo quer ser legal contigo.

Então, ao invés de correr atrás de pessoas mendigando atenção, te proponho uma troca: passe esse tempo fotografando ou estudando, sabe por quê? Porque depois o seu trabalho em si vai vender, não vai precisar de ninguém, pelo contrário, eles quem vão vir atrás de você, assim como acontece comigo. É isso, ao invés de perder tempo e dinheiro com alguém que não vai somar contigo, agregue valor ao que é seu, ao invés de gastar com um álbum pra deixar pegando poeira em um salão, gaste com um workshop, curso, ou o que mais te agregar.

Minha maior alegria foi ouvir de uma cliente  que o sonho dela era ser fotografada por mim, e que graças a Deus ela conseguiu realizar esse sonho. Poxa, de certa forma me senti tão importante e ao mesmo tempo com uma responsabilidade tamanha na vida dela! (@Miureis pode ter certeza que a honra foi minha viu?)

sonho4
Foto da Mile no nosso ensaio

Procure fotógrafos de referência pra ti, crie uma pasta de inspirações no teu PC, e veja essa pasta constantemente, você vai ver que com o tempo seu olhar se refina, e os gostos vão mudando assim como as tendências e claro, você vai melhorando a cada dia, pois, acostumou os seus olhos com o que é bom.

E no mais, força na peruca, aproveite que as redes sociais são gratuitas e de enorme visibilidade pra começar a divulgar. O Facebook é uma mãe, procure grupos locais de acordo com seu ramo de atuação, seja ele de noivas, mães, pet, comercial ou até mesmo de moda. Quem não é visto não é lembrado.

No mais, quando tiver um parceiro fiel (você vai descobrir quando ele aparecer) não deixe escapar.

Pra quem quiser conhecer meus parceiros pode estar visitando minha fanpage, ou até mesmo enviando uma mensagem, terei o maior prazer em mostrar pra vocês.

E pra finalizar esse pensamento, deixo uma foto que fiz em um dos últimos aniversários que fui registrar, onde utilizavam o álbum que muita das vezes o fotógrafo gastou sem poder, pra deixar de suporte na decoração, espero que esse fotógrafo veja isso do fundo do meu coração.

Alice-8697

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gracekellen Alves

Diretora de Tv, Radialista, nasceu em MG, residente no DF. Quando não estou me dedicando a fotografia, estou em constante estudo. Iniciou sua carreira na fotografia no ramo de casamentos, mas foi na fotografia de famílias que se encontrou.

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar