Quanto vale uma foto? Ou “CON/CON”… 5/5 (1)

Muito se discute sobre preços diferentes para serviços fotográficos. E, claro, todos acham que têm razão e, aí, não há consenso. Não espero o consenso com este texto, mas sim, jogar novas luzes sobre a discussão e mostrar alguns pontos que acho interessantes e que compõem o preço de uma imagem.

Para começar, vivemos no capitalismo, onde a liberdade de preços é praticada, mas o mercado e a demanda ajudam a regular alguns valores mínimos e máximos.

A fotografia é uma prestação de serviço, não podemos comparar com o preço de um produto industrializado e padrão. Dessa forma, a composição de preço é formada também por elementos muitas vezes imensuráveis como: credibilidade, dedicação, qualidade, presteza, simpatia, comunicação pessoal, experiência, etc. São fatores que não aparecem numa planilha de custos, mas muitas vezes são decisivos na escolha de um profissional. A famosa frase: “Faz tuas fotos com Fulano de Tal, ele é um fotógrafo muito legal…” Mas para ser merecedor dessa indicação, tem que ter vivência, muitas horas de trabalho, pois a experiência, moçada, é teoria e prática. Como dizia minha mãe: “tem que andar para criar calo”.

shutterstock_26171725

Vamos agora para o bolso, falar de coisas mensuráveis. Estes itens sim devem constar numa planilha e deles não podemos nos afastar sob pena de termos prejuízo. Aluguel de sala, equipamentos (taxa de depreciação), seguro, deslocamentos, hora de trabalho, impostos (isso é outro assunto polêmico), custos de pós-produção, forma de parcelamentos dos recebimentos, taxas bancárias, etc. Isso tudo define o valor do clique também.

Agora vamos jogar aberto, e talvez seja uma grande dificuldade de se precificar um trabalho de investimento pessoal do fotógrafo. Vejo muitos mostrando trabalhos ruins, pobres de qualidade geral e excessivamente “consertadas” no computador e o fotógrafo batendo no peito reclamando dos preços da concorrência e de quem faz foto quase de graça. Vamos investir em qualidade, técnica, treinamento, testando e se dedicando mais ao ofício e aí, com certeza, a qualidade, os trabalhos e o dinheiro vão melhorar.

Fala-se muito dos valores muito baixo dos trabalhos, mas nem todos podem ter uma Mercedes Benz, mas conseguem um carrinho popular que vai levar ao mesmo lugar que levaria um carro de luxo.

Pessoas simples também querem registrar seus momentos marcantes. Juntam suas economias para eternizar suas emoções pela fotografia. Tem pessoas pagando e fotógrafos fazendo: liberdade de mercado… Deixa a turma trabalhar em paz.

Depois de tudo isso, um depoimento pessoal. Para melhorar a qualidade do meu trabalho muitas vezes fiz de graça. Não só de graça, mas investindo em equipamentos caros, tempo e muito suor… Foram muitos cliques sem um centavo e não me arrependo.

Para terminar, vivemos num tempo de liberdade de mercado, competição ferrenha, vários compromissos financeiros e coisa e tal… E muitas vezes quem define o preço de um serviço fotográfico é o fator “CON /CON”: CONcorrência e CONta bancária.

Sejamos francos, se você está apertado, com a conta no banco negativa, é difícil deixar um trabalho passar por questão de preço, não é?

Fonte da imagem shutterstock.com

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

  • Moçada muito obrigado pelos comentários, sejam concordantes ou não… O que importa é termos uma canal de manifestação de ideias pois isto certamente fará a nossa atividade se valorizar como um todo… Dentro do possível estarei pautando assuntos relativos aos conceitos do trabalho fotográfico para se pensar sobre a atividade… Informações ´técnicas tem muita gente boa aqui mesmo disponibilizando. abs Walcyr

  • claudia

    Moçada muito obrigado pelos comentários, sejam concordantes ou não… O que importa é termos uma canal de manifestação de ideias pois isto certamente fará a nossa atividade se valorizar como um todo… Dentro do possível estarei pautando assuntos relativos aos conceitos do trabalho fotográfico para se pensar sobre a atividade… Informações ´técnicas tem muita gente boa aqui mesmo disponibilizando. abs Walcyr

  • Paulo Ramos

    Gostei muito do seu texto Walcyr, pois, vai de encontro ao que penso.
    Eu também estou investindo muito em equipamento e fazendo fotos de graça pra me aprimorar, penso que quando escolhemos algo pra fazer temos de fazer muito bem feito.
    Mesmo com equipamentos mais simples, se você se dedicou e aprendeu, suas fotos terão qualidade profissional, o contrário também é verdadeiro, não adianta ter uma Mercedes se você não sabe dirigir.
    Parabéns e continue nos dando seus valiosos comentários.
    Obrigado

  • Cleverson

    Porra, Walcyr! Excelente matéria, está de parabéns! Vejo muita gente reclamando, mas não passam por dificuldades de iniciar, financeiras, técnicas, e mais outras tantas.
    Sem falar que tem mercado pra todo mundo. Tem aquelas pessoas que podem pagar 20.000,00 e outros que só podem pagar 600,00, sem falar dos muitos que não tem nada.

    Mais uma vez, parabéns!

  • Hemerson Cerutti

    É esse assunto é bem complicado, varia de local para local, eu mesmo tenho que valorizar o meu trabalho e ao mesmo tempo manter olho em uma concorrência complicada. Moro no interior mas, perto da capital onde estão meus concorrentes, mesmo estando no interior tenho que manter os meus preços abaixo, santo de casa não faz milagres, como dizem por aqui…

  • Dumas Hanirev

    Não precisa ser um fotógrafo para entender essas questões. Muito interessante o artigo.

  • Isso de trabalhar de Graça, acho que é uma das melhores coisas que você pode fazer para começar profissionalmente. Apresente o Teu trabalho, mostre do que é capaz, depois fale de preço. O profissional deve saber se impor e dar valor ao próprio trabalho. Hoje estou iniciando essa filosofia. Parabéns pelo artigo

  • Eguinaldo Vieira

    Isso é complicado… as vezes é melhor fazer de graça que ser aquele cara que cobra bem baratinho e é cobrado a fazer um trabalho Top. Se bem que o termo Cansado, caiu bem na situação atual.

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar