Home » Artigos » Dicas » 10 informações importantes que desejaria ter recebido quando iniciei na fotografia

10 informações importantes que desejaria ter recebido quando iniciei na fotografia 5/5 (3)

- Última Atualização a: 13/06/2014

É incrível a sensação de desemparo e de segurança quando entramos no assunto de fotografia, são tantas informações, milhares de equipamentos, por onde começar?

Este é um guia rápido para ajudar você!

Fonte: www.shutterstock.com
Fonte: www.shutterstock.com

1 – Que equipamento devo comprar?

Nunca uma dúvida foi tão recorrente como esta.  Lembro de quando comprei minha primeira câmera e como fiz tudo errado, não pesquisei, comprei baseado em marca e por impulso.  Acabei dando sorte, o vendedor me ajudou e acabei ficando fã da marca.   Não precisa ser assim, a partida deve ser uma boa pesquisa.  Recomendo que leve alguns dos  principais fatores em conta, qualidade da lente, qualidade do sensor (CCD), preço, variedade de lentes para determinado modelo de câmera e valor de revenda.  Lembre-se o resultado de imagem depende  fundamentalmente da qualidade da lente e da qualidade do CCD, sites especializados comparam, informam e ajudam a escolha final.  Conversar sobre o assunto com algum fotografo profissional também ajudará muito.

2- Lentes fixas ou zoom?

Depois de comprar lentes dos dois tipos e usar bastante, cheguei as minhas conclusões que compartilho agora com vocês.  As lentes fixas, via de regra são caras (excluindo-se as 50mm que acho que são boas e possuem um preço camarada) portanto devemos investir nisto com sabedoria.  O que falam sobre as fixas é que tem menor distorção, melhor construção, etc, é de fato é  bem verdade, as fixas são uma delícia de usar e conseguem imagens com uma qualidade de tirar o folego.  O que não falam é que são limitadas no uso, para variar a distancia focal você tem que mudar a lente e obviamente se mexer muito mais para frente e para traz para suprir a falta do zoom.  Pois bem, desde que adquiri uma zoom muito versátil  24-120mm  devo dizer que é agradável ter rapidamente em mãos uma gama tão grande  de distancias focais.   Resumindo, se você tem bom orçamento e não precisa alterar rápido a distancia focal compre um conjunto de lentes  fixas, mas se você quer mais agilidade e está com um orçamento menor compre uma versátil lente zoom, e de preferência, a mais clara possível.    Em tempo, conheci um profissional de casamento que tinha duas câmeras, uma equipada com uma zoom e outra câmera equipada com fixa, tudo para garantir uma rápida ação durante o evento que não vai esperar você trocar a lente.

3 – Proteja o equipamento

De preferência já saia da loja com um filtro UV  equipado na lente.  Acredito que seja uma ótima proteção mecânica apesar de que alguns puristas vão torcer o nariz. Até hoje acho que compensa muito usa-lo.

Já vi muitas pessoas levando câmeras e lentes em bolsas que não possuíam proteção mecânica alguma.  Vamos pensar um pouquinho…  Você gasta uma fabula em um equipamento que tem mecânica de precisão e muito cristal polido…   Para transporte usa a bolsa do ano passado dos kids, aquela velhinha mesmo.    Não!  Equipamento custa caro, invista em algo mais profissional, com uma proteção básica como as malas de transporte.  Se for viajar a toda hora gaste um pouco mais nas malas metálicas  profissionais.  Vale a pena.

4- Acessórios básicos

Alguns itens são muito interessantes para se ter, recomendo e justifico

  • flash portátil TTL, com controle de potencia manual e cabeça rotativa – depois do uso obvio de incluir luz extra, usar o flash portátil é um passo a mais na foto criativa.  Este acessório vale cada centavo.
  • extensor para flash portátil – na foto criativa, flash a 45 graus e fora da máquina aumentam a beleza das imagens de retratos
  • um monopod ou monopé – fácil de transportar, aumentará a qualidade das imagens
  • um tripé profissional – se curte fazer paisagens, certamente melhora em muito a estabilização da imagem e a nitidez.
  • cartão extra de memória – fique atendo a velocidade dos mesmos (classe) quando mais rápido melhor.  Não saia de casa sem ao menos duas unidades.  Infelizmente eles estragam  e você não quer ficar na mão não é?    Considere de tamanho médio, apesar de 128 ou 64 GB serem tentadores em caso de perda equivale a colocar todos os ovos no mesmo saco.  Uso cartões de 16GB que em média me dão 200 fotos em RAW .
  • Se você faz eventos com duas câmeras compre o suporte (cinta)  onde as cameras ficam penduradas nas laterais.  Este acessório é muito legal mesmo.
  • Iluminação portátil com LED – para uso em foto criativa
  • filtros – do tipo ND para foto criativa,  polarizador, graduado são interessantes e razoavelmente baratos
  • dependendo do autonomia considere a compra de uma bateria extra para a câmera
  • um jogo de baterias adicionais para o flash
  • fotômetro – indispensável no estúdio com flashes profissionais

5 – Fotografe em RAW

Demorou um pouco para que eu entendesse porque motivo deveria fotografar em RAW.   Precisei perceber que a edição no Lightroom ou Photoshop é muito mais limitada em JPG. Que o balanço de cores fica menos critico se fotografar em RAW e que as possibilidades criativas ampliam muito mais no formato RAW.    O lado negativo é lidar com arquivos bem maiores, mais processo de tratamento, mais manipulação e mais investimento em treinamento pois de nada adianta me dar o pincel e tinta se não souber pintar.  Usar RAW requer estudo sobre fundamentos da captura da imagem, cor, faixa dinâmica, formatos, etc

6 – Faça um curso básico

É preciso investir em conhecimento, cursos básicos em workshops são ótimos como ponto inicial.  Recomendo muito os presenciais mas se estiver com a grana curta você pode investir em DVDs e em livros brasileiros.  Se o Inglês estiver em dia recomendo o site  Amazon, livros chegam ao Brasil por um preço muito bom e rápido.   Como sugestão faça o básico em Photoshop, Lightroom e Fotografia.

7- Monte um acervo de referencias visuais

Faça uma pasta no computador e salve as imagens que você admira para ir treinando o olhar.  Faça uma subdivisão por temas como contraluz, luz dura, luz suave, high key, paisagem, bebês, etc.  Gaste algum tempo nas imagens pensando como foram feitas, ângulo ,tipo de luz, profundidade de campo, etc.  Tente reproduzir algumas.  Muitos fotógrafos famosos fizeram isto.  Além de ser um ótimo exercício vai ajuda-lo a compor seu próprio estilo.

8- Entenda que você deve dominar o conhecimento sobre a  luz

Pode-se pensar que o domínio do equipamento já é o suficiente para obter uma boa imagem.  Bom, isto é fundamental mas de fato o mais importante mesmo e dominar os tipos de luz produzidas na natureza ou artificiais para poder obter o máximo da fotografia.   Este estudo é extenso e merece um artigo apenas sobre isto, por hora aceite que no início é prioridade estudar sobre os tipos de luz.

9 – Faça Network ou morra de fome

Sucesso neste ramo é dependente 99% de relacionamento: pessoas que indicam trabalhos, empresas que precisam de fotografia com frequência  e referencias boca a boca.  A formula de sucesso é essa, entenda, aceite, faça seu network  ou morra de fome.

10 – Os 5 Ps de Marketing são importantes  mas o foco é no produto

Produto, promoção, ponto de venda, preço e pessoas são os famosos 5 pontos de marketing de sucesso.  Todos estes pontos são importantes mas vale ressaltar que produto ruim não deixa mais nenhum fator influenciar ou funcionar.  Em resumo, faça algo criativo, de qualidade e que deixe sua entrega final um objeto de desejo, um produto que vale a pena fazer a propaganda ¨boca a boca¨.

[divider]

Concluindo, acho que era isto que desejaria que me tivessem dito quanto iniciei na fotografia, espero ter ajudado a você que está buscando por informação.

Se  precisar tirar alguma dúvida, trocar alguma ideia sobre tema use os comentários do artigo, meu site www.foto.site.com.br ou a minha  página no facebook https://www.facebook.com/superfotografia

Bons cliques!

Ajude-nos, avalie este artigo:

Eduardo Mendonça

Sou fotografo e amante da fotografia. Possuo um estúdio voltado para produtos e retratos, principalmente para gestantes e newborn. Tenho vários anos de experiencia como fotografo amador e nos últimos 5 anos estou atuando com serviços profissionais na área. Sou auto-didata mas já participei de vários congressos e cursos sobre o tema.

34 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Lente boa, um pouco escura mas ok. Compre se está com um bom preço. Sempre é bom ter uma lente mais versatil e vai ser bem mais interessante que a lente de entrada. Abs

  • Olá Eduardo, tudo bem?

    Estou iniciando na fotografia. Possuo uma Nikon d5300 com uma lente do kit 18-55. Surgiu uma oportunidade de eu comprar uma 18-105 por um preço muito bom. Vale a pena eu comprar essa lente e tentar vender a minha 18-55, ou invisto em flash, tripe, que são equipamentos que eu ainda não possuo.

    • Eu compraria a lente. O tripe nao eh critico ou urgente e o flash voce pode adiar sem problemas. Esta lente é mais versatil o que conta muito ponto para a compra. Infelizmente nao foi informado a abertura minima ou a tecnologia de reducao de vibracao o que pode preocupar um pouco se a lente for muito escura ou muito barulhenta.

      Abs
      Eduardo

  • Boa noite! Adquirir recentemente a Nikon d 7000, apesar de que eu queria uma outra camera, pois como a grana estava curta a D7000 foi a opção. Eu amo a fotografia. Gostaria de saber se a minha câmera mesmo sendo um pouco defasada, pode ser útil para fotografar paisagens e animais? Desde já agradeço pela atenção.

    • É um erro comum achar que uma câmera por ser de um modelo de alguns anos não fará com qualidade muitas das fotos que podem ser demandadas. O mercado faz pensar assim, mas não caia nessa armadilha.

Carrinho