Home » Artigos » Dicas » Faça você mesmo – Caixa de luz

Faça você mesmo – Caixa de luz

Particularmente gosto muito de inventar coisas para usar na fotografia, já me apelidaram de professor pardal da fotografia, já fiz rebatedores, snoots, caixas de luz, ball bungee entre.  Através de sua criatividade é possível minimizar custos e ter um resultado similar ou até melhores dos que estão à venda.

A caixa de luz é utilizada normalmente para fotografia de produtos, tais como celulares, joias, bijuterias, garrafas etc. Em alguns casos é preciso muito mais do que uma simples caixa de luz e alguns flashs, uma foto pode demorar horas, dependendo da complexidade do objeto e do perfeccionismo do fotógrafo. Neste tutorial demonstro como iniciar nesse novo meio.

Por isso trago para o Fotografia-DG um tutorial onde mostro como construir uma caixa de luz (Light Box) para fotografar pequenos objetos de forma extremamente barata e com ótimos resultados.

Essa caixa de luz que estarei mostrando, foi utilizada há algum um tempo atrás quando dei uma aula de Still Life para um dentista, e funcionou extremamente bem.

Agora vamos ao o que interessa!!!

Material

  • 1x Caixa de papelão firme de com do tamanho que você quiser.
  • TNT (tecido não tecido) para cobrir a caixa.
  • Régua, Caneta, Fita adesiva, estilete, tesoura.
  • Um pedaço de E.V.A. (Etil Vinil Acetato) branco.
  • Tripé, câmera, flash e um objeto qualquer.

Primeira Fase (Caixa)

É possível utilizar qualquer caixa de papelão ou até de madeira. Normalmente uma caixa de 50x50cm é mais de suficiente.

Pegue a caixa e faça um quadrado/retângulo nos três lados da caixa com uma caneta e recorte. Utilize os lados que não abrem para fazer os recortes e também aconselho deixar uns 2 a 4 centímetros de distâncias das bordas.

Segunda Fase (colocando o TNT)

Nesta parte aconselho utilizar o TNT ou algum outro tecido translucido. Recorte-o de forma que cubra todo o espaço do buraco e que o tecido fique bem esticado, para não criar rugas. Utilize a fita adesiva para fixar o TNT corretamente.

Terceira Fase (colocando o fundo)

Para criar o fundo infinito vamos utilizar o E.V.A., atualmente ele é o melhor custo e beneficio. O EVA é um tipo de borracha muito usada em decorações para festas de crianças e bem fácil de achar em lojas de tecidos ou até papelarias.

Ele tem que ser grande o suficiente para ocupar um pouco mais que todo o fundo do produto ou no caso a caixa inteira, o fundo tem que fazer uma curva suave até ficar em 90 graus.

Para a montagem, pegue as abas internas do fundo da caixa e abra para os lados (se necessário para facilitar o manuseio, prenda as abas abertas com fita adesiva). Agora cole a ponta o EVA no fundo da caixa, feche as abas por cima da ponta, passando o EVA por trás e depois pela frente das abas e saindo pela frente da caixa.

Veja abaixo como pode ser colocado o E.V.A.

Quarta Fase (testando)

Agora que sua Caixa de luz já está pronta, podemos coloca-la para trabalhar….

Fiz um teste com apenas uma luz em duas configurações diferentes, uma com ela vindo por cima e outra com ela vindo pelo lado esquerdo. E apenas com uma luz já deu pra perceber que ela serviu para o proposito.

Para iluminar o objeto podem ser utilizadas luminárias com lâmpadas frias no lugar do flash. Mas devido à baixa potência da lâmpada é possível que precise trabalhar com velocidades abaixo de 1/30 dependendo da configuração da câmera.

Agora tirem suas próprias conclusões.

Algumas dicas

  • Reserve um local específico para fotografar os seus produtos
  • Veja se o espaço é suficiente para colocar a iluminação conforme suas opções
  • Se possível tenha um espaço em que possa tentar manter as mesmas iluminações, para futuras continuidades.
  • Sempre que possível utilize o tripé, evita com que as fotos saiam borradas e também mantém a câmera no mesmo ângulo e iluminação.
  • Utilize fundos brancos, pretos ou decorativos, dependendo da arte final que desejas chegar.
  • Mesmo com o fundo branco ou preto, tem que cuidar para não deixar amassados, dobras ou sujeiras.
  • Não deixe o produto encostado ou muito próximo do fundo.

  • O produto tem que ficar conforme mostrado na figura acima.
  • Para fotografar um produto tenha em mente a sua finalidade, o que você quer fazer com ele, o que você quer passar para a pessoa que está vendo o produto e principalmente como você vê o produto sendo apresentado.
  • Brinque com a profundidade de campo.
  • Objetos brilhantes que refletem muito devem estar sem poeira e impressões digitais, esses são os mais difíceis de fotografar, por refletirem muito o ambiente que fica a sua volta.
  • Caixas (Stands) com fundos brancos e pretos normalmente são os melhores e mais usados para fotografia de produtos.
  • Alguns produtos podem gerar estouro de branco, isso pode ser amenizado ou até removido ou mudando a posição e ângulo do produto e das luzes utilizadas.
  • Para fixar produtos que deslizem pela mesa como algum produto esférico, é possível utilizar uma massa de modelar ou uma massa adesiva que não é permanente chamada Pritt Multi Tak, e o melhor de tudo, é reutilizável.
  • Produtos pequenos podem precisar de uma amostra de escala, para a pessoa ter noção do tamanho do objeto, para isso pode ser utilizada uma régua ou moeda.
  • Tente sempre manter o mesmo espaço para borda (do fundo) para as fotos do mesmo produto, a não ser que seja uma foto adicional para mostrar algum detalhe.
  • Utilize a luz de tal forma que anule ao máximo as sombras do objeto (ou não), normalmente uma de cada lado da caixa já ameniza o detalhe das sombras.
  • Na hora de fotografar objetos brilhantes, eles refletem a luz ambiente com maior intensidade em certas partes, por isso é aconselhável utilizar um papel ou tecido em frente a fonte de luz para difundi-la e escurecer essas manchas causadas pela luz ou até mesmo apaga-las.
  • Muitas vezes esses objetos brilhantes refletem a câmera ou até mesmo o ambiente em algumas partes dele. Para tentar solucionar esse problema utilize uma folha ou um pedaço do E.V.A. no tamanho de uma folha A4 (ou maior) e faça um buraco no meio com o mesmo diâmetro de sua lente, para que você possa fotografar através dele.

Obrigado a todos, espero que tenham gostado desse pequeno tutorial e que o mesmo possa ser útil.

Eduardo Guilhon

Eduardo Guilhon é brasileiro, nascido no ano de 1981 e residente na cidade de Florianópolis/SC, atua no mercado através Books/Retratos, ele também foi o primeiro Catarinense se especializar em Crianças com Necessidades Especiais através SpecialKids Brasil. Sua marca é a utilização de técnicas de iluminação criativa (Strobist) em conjunto com a luz ambiente. Tem como missão congelar a imagem de forma inovadora, refletindo e registrando com alto desempenho o momento único existente durante todo o trabalho, entregando ao cliente, um pedaço especial de sua vida em forma de fotografias.

43 Comentários

Clique aqui para comentar

Carrinho

Receba 15 livros de fotografia

Aprenda DE GRAÇA os principais segredos dos experts em fotografia com os nossos livros digitais.
Insira aqui o seu melhor email

Aprenda DE GRAÇA os principais segredos dos experts em fotografia

Insira aqui o seu melhor email