Home » Artigos » Pós-Produção » Dicas para Diagramação de Álbuns

Dicas para Diagramação de Álbuns 5/5 (3)

Diagramar álbuns pode parecer uma tarefa complicada e demasiadamente demorada mas com simples mudanças em nosso fluxo de trabalho e uma boa dose de organização é possível ganhar tempo e facilitar o trabalho. Vamos lá!

Organize-se!

Mesa bagunçada? Então chegou o dia para colocar tudo em ordem, limpar e abrir espaço para trabalhar. A bagunça no espaço de trabalho gera  impaciência e consequentemente perdemos concentração.

Aproveite as noites de domingo para preparar sua agenda semanal e os últimos quinze minutos do expediente diário para revisar os compromissos e reorganizar o que for necessário; ter seus compromissos e obrigações por escrito facilitam a organização do dia a dia no trabalho e aumentam o foco nas metas a serem atingidas. Experimente por um mês  e sinta a diferença!

Concentre-se!

É hora de diagramar? Então esqueça o Facebook, o Instagran, o Twitter, o whatsapp; coloque seu celular no silencioso e resista a tentação de verificar as redes a cada dez minutos!

Reserve um horário determinado na parte da manhã e à tarde para verificar e responder seus e-mails, redes sociais e telefonemas. Ter um horário definido para estes fins diminui a ansiedade e a vontade de verificar e-mails e redes a todo instante, com isso você ganha produtividade.

Ganhe tempo organizando as fotos a serem diagramadas em ordem cronológica, no Adobe Bridge* esta tarefa é praticamente automática, bastando clicar sobre uma das fotos com o botão direito do mouse em selecionar -> classificar -> por ordem de criação e as fotos serão organizadas de acordo com a data em que foram clicadas.

A simples visualização das fotos na ordem em que precisam entrar no álbum já facilita a diagramação, pois é possível “diagramar mentalmente” , ou seja, planejar quais fotos entrarão em cada página e como serão estas páginas.

Você sabe a diferença entre página e lâmina? Vamos lá!

Página

Lâmina

Não misture assuntos na mesma lâmina! Nas lâminas do making of (making of com apenas um “f”, OK?!) da noiva, não misture fotos da cerimônia, por exemplo. É comum o diagramador pressionado pelo cliente/fotografo a utilizar a menor quantidade possível de lâminas em cada projeto, aproveitar um espaço no making of para colocar uma ou mais fotos da igreja ou decoração, e isso definitivamente não fica legal.

Cada novo assunto deve começar numa nova lâmina: making of, cerimônia, festa. Dentro dessas divisões crie subdivisões para facilitar ainda mais a diagramação, por exemplo na cerimonia temos as fotos do local e decoração, entrada do noivo e padrinhos, entrada da noiva, alianças, etc; na recepção temos o local e decoração, entrada do casal, brinde e corte do bolo, valsa, cumprimentos, pista de dança, etc. Esses cuidados tornam o álbum muito mais atrativo e menos cansativo para apreciar.

Para onde vai este projeto? É muito importante saber quem vai ampliar/imprimir e encadernar sua diagramação para saber as exatas medidas das lâminas e sangrias. Não hesite em pedir ao seu cliente o contato do fornecedor para obter todas as informações e gabaritos antes de iniciar a diagramação. Esse cuidado demonstra seu comprometimento e profissionalismo.

01

02b

Peça o briefing do projeto, ou seja, orientações sobre que tipo de resultado seu cliente espera do seu trabalho como preferência por fundos, cores, fontes, bordas, etc, isso facilita a diagramação e diminui significativamente os pedidos de alterações e/ou correções no projeto.

Ter ideia de quantas lâminas o projeto terá ajuda na produtividade, faça uma conta básica de 3 a 4 fotos por lâmina, ou seja, 100 fotos em 25 ou menos lâminas. Trabalhe com uma margem de segurança de três lâminas para mais ou para menos, avise o cliente que pode haver esta diferença.

Se você não tem ideia do que o cliente espera, opte por realizar um trabalho seguindo as tendências atuais do mercado que no momento é clean e minimalista. Seguir a tendência do momento aumenta suas chances de aprovação na primeira amostra e facilita possíveis alterações.

Utilize fundo branco e janelas sem bordas; cuide para que o alinhamento e espaçamento das janelas sejam idênticos do começo ao fim do projeto. Caso opte por utilizar algum fundo, seja floral, arabesco, cor sólida, etc, utilize o mesmo  do inicio ao fim do projeto. Evite colocar fotos onde as pessoas ficam “olhando para fora da lâmina”.

A entrada da noiva e do noivo pedem destaque e devem ter lâminas exclusivas para estes momentos; todo projeto precisa de fotos panorâmicas, então programe-se para reservar no mínimo um lâmina para este fim e escolha uma foto significativa.

03

04

As fotos dos pais da noiva e dos pais do noivo devem ter o mesmo tamanho, bem como todos os padrinhos devem receber o mesmo destaque sem fazer diferença entre eles, ou seja, mesmo tamanho de janela para todos os padrinhos. Fotos de pais e padrinhos com tamanhos diferentes podem gerar ciúmes e consequentemente, pedidos de alteração.

Aproveite momentos como quando a noiva joga o bouquet para as amigas ou dança com elas e quando o noivo passa a gravata ou se diverte com os amigos e crie lâminas exclusivas para estes momentos, sem misturar outras fotos.

Evite misturar fotos coloridas com fotos preto e branco na mesma lâmina, mas isto não quer dizer que é proibido, apenas tenha cautela nesta mistura numa mesma lâmina.

Tenha sempre em mente que quando o cliente encontra uma falha é provável que ele seja muito mais crítico ao projeto como um todo e é neste momento que entra na história o famoso francês Jaque: já que vai acertar o nome do casal que foi escrito errado, mude também a fonte utilizada! Já que vai alterar a fonte, aproveite e coloque algum fundo nas lâminas! Já que vai inserir um fundo, coloque também estas cinco fotos que acabei esquecendo! E por aí vai!

Cuide para que não haja falhas no projeto! Nome do casal e data do casamento, alinhamento e espaçamento das janelas, fotos repetidas ou faltantes são as principais causas de refação na diagramação de álbuns.

Estas são dicas simples mas que certamente vão auxiliar no ganho de produtividade, concentração e organização de seus trabalhos!

[divider]

*Adobe Bridge – programa instalado automaticamente com a versão CS5, CS6 do Photoshop ou pelo Creative Cloud na versão Photoshop CC.

Tenha preferência por utilizar a última versão disponível do programa Photoshop pois ele sempre oferecerá mais ferramentas ao seu trabalho.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Reinaldo Martins

Trabalha com eventos há 27 anos e está na fotografia há quase 20 anos. Professor de fotografia, lightroom, e diagramação de álbuns, está e esteve presente nos grandes eventos da fotografia brasileira, tais como: Wedding Brasil, Photoshow, Semana da Fotografia, Foto Inovattion, Cascavel Image Conference, Fotonline entre outros. Autor do livro Fotojornalismo para Casamento em parceria com a fotografa e esposa Fernanda Marques e dos DVDs Diagramação de Álbum 1 e 2, Lightroom 3 para fotografos de casamento e o Incrível Lightroom 4. Proprietário da Empresa SuperAlbum que desenvolve programas e produtos para diagramadores e fotógrafos. Dedica sua vida a fotografia.

16 Comentários

Clique aqui para comentar

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar