Esse tal de full frame vale a pena? 3/5 (1)

Olá pessoal, chegamos ao sétimo episódio das Dicas do Vernaglia, com algumas considerações sobre tamanhos de sensores de captura de imagem, tanto para vídeo como para fotografia.

Há certamente vantagens e desvantagens em um sensor “full frame” (que eu prefiro chamar de 35mm), assim como há vantagens e desvantagens em qualquer tamanho de sensor, APS, 4/3″, 1/3″ e tantos outros, mas se formos considerar o que é dito na mídia, especialmente na publicidade dos fabricantes de equipamentos, iremos pensar que uma câmera com sensor full frame é verdadeiramente a melhor opção que existe para captura de imagens qualquer que seja o trabalho, o que nem sempre é verdade, por isso optei por tratar desse tema.

Lógico que para quem é fotógrafo há muitos anos e que iniciou com filme, a manutenção do tamanho do sensor em comparação ao filme traz um conforto para que as coisas funcionem como sempre funcionaram e assim o uso do sensor 35mm faz todo o sentido, mas e para quem começa hoje, sem referências anteriores ou costumes arraigados, faz sentido se preocupar com isso? É possível que não pois o que faz sentido é escolher o sistema que lhe ofereça o que você precisar para o seu trabalho, seu estilo etc. E também para quem é do mercado de vídeo e cinema, acostumado a sensor de 1/3”, ou no caso de cinema, digital ou analógico, com o padrão Super 35mm, faz sentido ter o sensor 35mm fotográfico como referência? Talvez sim, talvez não.

Trabalho com câmeras APS (Canon EOS 7D), Super 35 e 1/3″, e mesmo tendo começado com filme, lá em um passado distante, devo dizer que não é o tamanho do sensor que faz meu trabalho ser melhor ou pior, mas o uso que faço dos sistemas que escolho e para extrair o melhor de cada sistema, entender as diferenças é fundamental.

Fica a dica, nos vemos em breve.

http://vimeo.com/53097367

Em breve mais novidades no Dicas Do Vernaglia. Acompanhem a série!

Nos vemos em breve,
Grande abraço a todos,

Armando Vernaglia Junior
@VernagliaJr

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

  • Geraldo

    Olá amigo, excelente post. O video não consegui ver pois diz que não existe. Tenho uma dúvida pois penso em migrar para FF mas o custo seria alto pois minhas lentes são todas APS. Digamos que coloquei 2 cameras lado a lado:
    uma FF com lente 50mm e outra APS com lente 35 mm. O enquadramento das duas (composição) tende a ser muito parecido. Agora a dúvida se ambas estão com abertura F8 a profundidade de campo será bem parecida ? Imagine que é um ambiente bem iluminado e ambas estão com ISO 200 (pois sei que a APS gera mais ruido em ISOs altos).

    • O vídeo você encontra procurando meu canal no Youtube Geraldo, acho que aqui o link era pro canal no Vimeo que não existe mais. Se colocar lado a lado uma full frame com lente 50mm e uma APS com lente 35, ambas com mesma leitura de luz e mesma abertura, a profundidade de campo será um tanto maior na APS, o desfoque será um tanto mais perceptível na full frame. Sobre ruído, só se nota diferença entre APS e full frame acima de ISO1600, antes disso não há diferenças consideráveis no ruído.

      • Geraldo Moraes

        Obrigado pelas infromações

  • gilson fernandes

    ola amigo possuo uma nikond3100 e gostaria de saber como tirar o maximo de proveito sobre esta dica grande abraço

  • Ricardo Fuchter

    No meu caso em uma fotografia macro usaria uma full frame onde preciso mais luz… e para fotografia de pássaros a distância posso usar uma câmera com sensor cropado para tirar vantagem disso. Explicou super bem e tirei as minhas dúvidas.

  • Vernaglia, seu artigo é excelente. Você coloca tudo de forma muito clara e objetiva. Parabéns! Já que estou aqui, queria uma orientação/conselho/sei lá. Sou um entusiasta da fotografia e estou me preparando pra trilhar o caminho da profissionalização. Tenho uma Canon 600D e um set básico de lentes ( 18-55, 50-250 e 50mm 1.8). Estou pra fazer um upgrade de equipamento e estou na dúvida entre a 70D e a 6D. Como eu fotografo muitos eventos e casamentos, o ruído baixo da 6D em ISO maior me chama a atenção. Mas sei que a 70D se comporta bem melhor que a minha câmera atual nas condições de baixa luminosidade. O que seria mais interessante nessa fase de transição: ir de 6D só com uma cinquentinha por um tempo ou ir de 70D, manter o meu set e investir numa lente mais clara, como uma sigma 17-50 2.8?

    Antes que me esqueça, estava lendo há pouco um artigo seu comparando um 50mm numa fullframe com uma 35 numa cropada. Cara, que artigo incrível! Obrigado por compartilhar seu conhecimento. Grande abraço. PS: Quais eram as chances de um segundo Renner vir comentar essa postagem ? hehehe

  • tollare

    sobre pixels eu tenho uma duvida que e´coisa de principiante , mas gostaria de saber….com relação a qualidade do pixel…li uma reportagem uma vez que dizia que uma maquina com menor quantidade poderia ter uma imagem mais nitida e com menos ruido pois a qualidade do pixel era superior….e´isso mesmo ?

    • Armando Vernaglia Jr

      Isso é uma verdade parcial, se formos considerar pixels de projeto semelhante, de mesma geração tecnológica, e considerando apenas os pixels, sim, um pixel maior absorve mais luz portanto é mais eficiente, mas o que acontece na prática é que não temos pixels isolados, mas sim um sensor complexo, com processadores, circuitos e outros componentes que atuam simultaneamente. Então se pegarmos uma câmera como a 5D de primeira geração, com apenas 12 megapixels, e uma atual, com 23 megapixels, os pixels da atual são muito menores, porém ela tem qualidade de imagem muito melhor, menos ruído etc, isso se deve aos avanços tanto da construção do CMOS como dos processadores, placas, circuitos etc. Uma câmera comoa Nikon D800, com seus 36 megapixels tem imensamente mais qualidade que uma 5D de primeira geração com 12, e uma Canon 70D de hoje sendo APS e com mais megapixels tem muito mais qualidade que uma 5D de primeira geração, e até que a 5D MK II. Não se preocupe com tamanho de pixels, o conjunto entre sensor de captura, processadores, placas, memórias e circuitos é muito mais complexo do que apenas os pixels.

  • jr.

    Otimo !!!

  • Mikenelson

    Bela aula, professor Vernaglia.
    Com isto, confirmei minha preferência para adquirir a D7100.

  • Oswaldo L. Calzavara

    Melhor esplicação sobre este assunto que vi até hoje! Parabéns e obrigado Vernaglia!

  • Oswaldo L Calzavara

    Desculpe o erro "explicação! – falta de atenção.

  • carlos

    otimo post , justo quando ia trocar minha 60d na 5d markii , vou investir em lentes entao

    • Armando Vernaglia Jr

      Com o lançamento da 70D é bom pensar com calma :)

  • Lidu Maia

    Maravilhoso esclarecimento. Valeu muito!

  • Luciano Pinto

    Pabens Vernaglia, muito claro e direto!

  • Helivan

    Gostei muito do artigo, sou fotógrafo amador e entusiasta de fotografia e tecnologia. Estive pesquisando e notei uma relação com megapixels X tamanho do sensor gerando mais ou menos ruído. Ou seja, dois sensores FULL um com 10 megapixels e outro com 36 megapixels, o de 36 geraria mais ruído pois teria a mesma área para captar 36 milhões de pixels enquanto o de 10 megapixels com seus pixels maiores teria mais captação dos fótons. Quanto a resolução se estiver bem iluminado a de 36 megapixels levaria grande vantagem. Me corrija se estiver errado!

    • Armando Vernaglia Jr

      Olá Helivan, em tese você está correto, mas há outros fatores que entram nessa conta. Se pegarmos dois sensores de mesma contagem de pixels, digamos 20MP, sendo um APS e um full frame, os pixels do APS são menores, sendo menores recebem proporcionalmente menos luz, recebendo menos luz precisam de mais amplificação de sinal elétrico dentro da câmera, e precisando de ampliação, surge o ruído. Então isso é o que justifica o raciocínio de que sensor maior tem menos ruído (que inclusive eu menciono no vídeo), agora, além disso, temos o processamento de dados pela câmera, e a qualidade desse processamento, que envolve a qualidade do software interno da câmera e a qualidade dos próprios processadores de imagem influi pesadamente. É por isso que se pegarmos, digamos duas gerações da 5D, a MK I e a MK II, a MK II tem muito mais pixels, no entanto tem menos ruído de imagem, e isso se deve à melhoria da qualidade de processamento. Então são esses os principais fatores, tamanho de pixel e qualidade de processamento.

  • renner

    Excelente artigo, muito bem explicado. Mas uma pergunta : Se eu disponho de uma full frame e ela me auxilia em momentos que a luz nao seja tao propicia quanto se eu tivesse com uma aps ou menor, eu nao estou mais preparado para diferentes opcoes fotograficas? Me desculpe se estiver equivocado!

    • Armando Vernaglia Jr

      Em tese sim Renner, o full frame, por ter um nível de ruído um pouco inferior, lhe permite ter um pouco de "folga" no trabalho em situações de luz difíceis, a diferença se inverte quando você tem luz para iluminar e precisa de profundidade de campo (por qualquer motivo que o leve a querer mais profundidade em uma foto ou uma cena), como o crop de full frame para APS faz com que eu use lentes mais curtas na APS, digamos uma 50mm na full frame e uma 35mm na APS, a profundidade de campo na APS será em geral da ordem de 1 ponto de diafragma maior na APS, ou seja, se preciso de f8 na full frame, só precisarei de f5.6 na APS para ter a mesma profundidade, e um ponto de diafragma pode representar muito quando você tem que iluminar um cenário… outro dia tive uma situação na qual eu precisaria de 20.000W de luz num cenário, filmando com APS, para uma determinada abertura, se eu usasse uma full frame ali, precisaria de 40.000W por conta do um ponto mais fechado para ter profundidade, e dobrar esse porte de iluminação não é tarefa simples nem barata… por isso eu digo, não tem equipamento perfeito, o que tem é o que seja melhor para cada trabalho.

      • renner

        Valeu Demais Vernaglia!
        otima sua explicacao.
        Parabens pelo belissimo artigo!
        Obrigado e um 2013 muito iluminado! rs

        • Armando Vernaglia Jr

          Obrigado Renner, para você também um excelente ano de 2013!

  • vanderley

    belissimo teabalho Armando, sempre estou aprendendo com vc garoto abraço, obrigado pela força ai.

  • Armando Vernaglia Jr

    Obrigado pelo comentário Ronan!

  • Ronan

    Excelente…. Um profissional de mente aberta falando é outra coisa… tem me ajudado muito… Obrigado Armando Vernaglia Junior

  • Otimo post! Parabens! Foi muito instrutivo! Eu tambem possuo um podcast (www.sanguesuorefoto.com), e como eu sempre digo, por mais que pensamos que "jah sabemos", sempre ha algo a mais para aprender! Eu nem fazia ideia que havia uma diferenca da profundidade de campo em funcao do tamanho da abertura em lentes diferentes. eu nao sabia que 5.6mm em uma determinada lente eh diferente de 5.6mm em outra lente. Obrigado pelo post! Muito bom!

    • Armando Vernaglia Jr

      Olá Neno, obrigado pelo comentário. De fato vivemos aprendendo, eu achava que sabia bastante coisa até ter começado a estudar cinema e ver que eu sabia bem pouco, aí comecei a achar que sabia alguma coisa até estudar como diretores de fotografia americanos projetam a iluminação de suas cenas… sempre tem algo a aprender, o importante é percebermos isso para estar sempre dispostos a receber mais informação, a não nos fecharmos achando que o que temos basta. Sobre sua dúvida, é isso mesmo, o que governa a profundidade de campo é o diâmetro do orifício do diafragma, e ele varia, mesmo para mesmas aberturas, a quantidade de luz que irá chegar no sensor de captura é a mesma, pois numa lente mais longa, apesar do orifício maior, a lente em si absorve mais luz, então no final temos a mesma resultante, mas com profundidades de campo diferentes.

  • luan

    acho interessante que todo fotografo diga que full frame nao é importante, mas eles so usam full frame. Vo assistir o video do Vernaglia e ver se ele compartilha ou nao disso. Parabenizando tbm ao DG pelo Anuario 2010, muito bom

    • Armando Vernaglia Jr

      Olá Luan, obrigado pelo comentário. Respondendo sua pergunta, eu uso o que o projeto necessitar, então uso câmeras APS, Full Frame, Super 35 e 1/3", isso tudo considerando vídeo, e se for fotografia, uso APS em 90% do que faço e full frame em uns 10%.

  • LucasRB

    Putz! Excelente episódio Vernaglia. Uma das coisas que eu mais queria saber !

    • Armando Vernaglia Jr

      Olá Lucas, obrigado pelo comentário.

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar