fbpx

Os novos fotógrafos 5/5 (1)

Antes de mais nada, gostaria de agradecer o convite que me deixou muito feliz, para colaborar com esse portal, escrevendo para “Fotografia-DG” e me tornar um colunista do blog. “Muito obrigado ao Diogo Guerreiro”!

Vou tentar trazer à todos os fotógrafos leitores desse blog, um pouco da minha experiência de 30 anos em fotografia, já que comecei em 1982; e da minha visão do trabalho e arte fotográfica, já que atuei e atuo em quase todas as Revistas Brasileiras e principais Agências de Publicidade de todo país, em campanhas com modelos, estrelas, atores e atrizes.

O tema que escolhi para começar essa nova empreitada foi “Os novos fotógrafos”; e  porque?

– Porque como dou vários cursos, workshops e palestras, percebo na maioria, o caminho errado que eles estão seguindo na busca de aprendizado.

– Vejo todos muito preocupados com equipamentos de câmeras e lentes, como se fosse apenas adquiri-los e num passe de mágica, todos viram fotógrafos da noite para o dia.

Enquanto as grandes marcas de câmeras e lentes estão pesquisando e aperfeiçoando, buscando cada vez mais tecnologia para vender e ficar à frente na concorrência, os novos fotógrafos só estão consumindo esses produtos, mas não aproveitando e nem tirando 10% do que eles proporcionam. Isso porque acham que é apenas apertar o botão!

Essa nova geração, têm que entender, que é preciso muita dedicação para o aprendizado da fotografia e que da mesma forma que as marcas buscam e pesquisam aperfeiçoamento em tecnologia, o fotógrafo também por sua vez, têm que buscar a sua, para o seu nome que é a sua marca e para poder seguir a sua carreira com base sólida no mercado; senão ele nunca vai passar de um mero apertador de botão medíocre igual a qualquer outro.

E onde buscar a sua própria tecnologia?

– Na pesquisa do fator mais importante que é técnica de luz; (iluminação); sem luz não têm foto, nem com a melhor câmera do mundo!

– O que faz uma imagem ser maravilhosa e um fotógrafo ser reconhecido, pelo seu trabalho, não é a câmera que ele usa, mas sim como ele ilumina, como ele faz a captação da imagem, como ele dirige uma modelo, como ele equaciona uma produção, como ele dirige uma equipe de profissionais; porque ele é o dono do trabalho e qualquer coisa que não estiver legal no resultado final, é responsabilidade dele!

O conceito da fotografia não mudou; é o mesmo de antes; apenas a ferramenta mudou!

O fotógrafo, têm que saber o que está fazendo para poder repetir um trabalho se necessário; têm que saber enxergar a luz; têm que pegar uma imagem ou um layout e saber interpretar e destrinchar a parte técnica. Se ele não souber, não é fotógrafo; é a mesma coisa se um médico visse uma radiografia e não soubesse interpretá-la; como iria diagnosticar um problema???

Isso demanda dedicação e pesquisa em exercitar e testar luzes de todos os tipos, efeitos e características. Tudo isso aliado ao conhecimento técnico do que chamo da cartilha do fotógrafo que são as funções básicas e o que proporcionam “o obturador, diafragma, iso e temperatura de cor”.

Exemplo metafórico bem real e primário:

– um escritor literário, só chega lá, quando domina o alfabeto e depois as regras de concordâncias verbais e acentuação da língua; mas a base é o alfabeto!!!

– um matemático, físico etc… só chega lá, se primeiro tiver aprendido somar, multiplicar, subtrair e dividir, para depois avançar nas técnicas e teorias matemáticas para poder resolver grandes equações e problemas de álgebra etc…;mas sem ter aprendido a base, não chegaria nem na esquina!

O fotógrafo não é diferente; só vai ser reconhecido, virar grife, ganhar dinheiro, ser chamado por revistas e agências, se tiver técnica e talento; senão será apenas um mero apertador de botão e que depois de algum tempo vai vender o equipamento que comprou, de volta para a loja; porque não vai conseguir espaço no mercado e nem chegar a lugar nenhum!!!

Conselho: “Fotografar muito, tudo, de todos os jeitos, com todas as luzes, pesquisando a cartilha do fotógrafo, testando tudo, enxergando a luz”!!!

Essa é a minha primeira colocação para vocês.

Abraços

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Drausio Tuzzolo

Drausio Tuzzolo, Fotógrafo Publicitário , Paulistano, 48 anos, 29 anos de carreira, premiado pela Revista Playboy e autor de matérias e campanhas publicitárias com modelos, atores e atrizes nas principais Revistas e Agências Publicitárias do Brasil para grandes marcas como podem ver em seu site www.drausiotuzzolo.com.br . Têm no seu currículo, 02 matérias publicadas na Revista Playboy dos EUA, sendo uma delas escolhida como uma das 08 melhores feitas no Brasil. Autor do livro “Como Fotografar Nu, Sensualidade e Fine Art”.

Chat
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies