Seis péssimos hábitos fotográficos a interromper 4.32/5 (22)

de: Lauren Lim, via Photography Concentrate

 

Hábitos ruins podem não arruinar completamente suas fotos, mas podem lhe atrasar na criação das melhores imagens possíveis. A pior parte sobre eles? Temos que ficar de olho para não praticá-los até que estejam eliminados!

Aqui estão 6 péssimos hábitos que podem impedir-lhe de ser um fotógrafo com uma personalidade mais marcante.

badhabits-001

1 – Ficar parado

Ficar estático em um só lugar limita seu potencial criativo, é necessário habituar-se a explorar a cena. Ao invés de insistir em um único ponto de vista desenvolva o hábito de mover-se ao redor do assunto, para mais perto ou mesmo mais longe… não seja dependente do zoom, use os pés e veja rapidamente o que você pode ganhar em interessantes perspectivas! [mais sobre isso]

nota: se você está produzindo uma longa exposição de 2 minutos você pode ignorar completamente este conselho. Nesse caso, ficar parado é algo muito bom.

2 – Chimpar (olhar o LCD após cada clique)

Chimpar (do original chimping — referência a chimpanzé) é o ato de tirar uma foto e logo depois olhar no monitor enquanto solta um “Ooooo!”. Nada inerentemente errado em checar as fotos na sua câmera — pode ser um ótimo modo de aprender e corrigir quaisquer erros gritantes. O problema é quando você faz isso e deixa de dar atenção ao que realmente é importante: aquilo que estava à sua frente e perde a chance de capturar um grande momento.

Então use seu monitor apenas quando completamente necessário (checando sua exposição numa iluminação complicada, por exemplo)e, em seguida, mantenha seus olhos na cena, prontos para o próximo clique.

3 – Abaixar a câmera para ajustes

Semelhante a “chimpar”, mas é um mau hábito distinto. E, embora eu [Lauren Lim] tenha clicado profissionalmente há 6 anos, ainda faço isso o tempo todo. Eu não sei o porquê! Mas, basicamente, quando preciso mudar minha ISO, boto a câmera para baixo, olho pra a tela, e o mudo. E fazendo isso, eu tiro os olhos da cena, e perco momentos importantes.

É necessario investir muito esforço mental para condicionar-se a ajustar a câmera com o visor no olho: você vai ter que memorizar onde estão os botões, mas quando você consegue dominar isso, isso vai realmente ajudá-lo a continuar focado no seu assunto em questão e manter um olhar cuidadoso sobre ele. Não espere até que você esteja realmente no meio de uma sessão para a prática deste. Tire algum tempo para se certificar de que você pode mudar todas as configurações importantes sem pôr a câmera para baixo. Você mesmo pode fazer isso enquanto você está sentado no sofá lendo artigos sobre hábitos de fotografia ruins. ;)

4 – Falar escondido atrás da câmera

Você já esteve dirigindo seus sujeitos e recebeu um olhar confuso e um “hã?”, e então se deu conta de que estava com a câmera cobrindo seu rosto e atrapalhando cada palavra? Se você tem esse mau hábito suma com ele, urgente! Não só a comunicação clara ajudar seus modelos a relaxarem e sentirem-se mais confiante em relação a suas habilidades como fotógrafo, como também mostrar seu lindo rosto (com um sorriso genuíno) vai realmente ajudar a deixar as pessoas à vontade. Isso é fundamental se você está clicando um cliente pago ou um estranho em outro país.

5 – Negligenciar o enquadramento

Composição cuidadosa é uma marca da grande fotografia, assim hábitos desleixados aqui vão certamente detê-lo. Primeiro, se existe um horizonte em sua imagem deixe-o nivelado! O olho humano espera por isso e ter um levemente torto é gerar uma distração. Se você tem problemas com este mau hábito, uma grelha no viewfinder pode ajudar muito nesse quesito.

nota: às vezes um horizonte torto vai reforçar uma ideia de movimento mas essa deve ser uma decisão consciente e clara, não um erro descuidado!

Então, se na sua cena existem muitas linhas retas, como as paredes de uma construção, verifique a possibilidade de deixá-las niveladas pelo mesmo motivo. Igualmente essa regra pode ser quebrada conscientemente!

6 – Ficar pensando ‘Depois eu ajusto isso…’

Muitas coisas podem estar relacionadas a esse hábito: exposição, elemento indesejável na cena, frizz no cabelo… É fácil ser pego querendo apenas tirar a foto, e pensando que pode corrigir essas pequenas coisas depois, no seu computador. E você pode. Mas é ao custo de melhorar suas habilidades e ser um fotógrafo eficiente.

É simples: obtenha na câmera o mais próximo do certo quanto as possibilidades permitirem. Não deixe que o processamento digital seja uma muleta que o impede de fortalecer suas habilidades técnicas!

E, sério, você estará xingando a si mesmo quando você tem que editar aquele fio de cabelo fora de lugar em dezenas de fotos, passando horas no computador , quando você poderia ter gasto 10 segundos para movê-lo durante a sessão. Isso é um erro que você vai esperar cometer apenas uma vez!

Maus hábitos são fáceis de pegar, e difícil de parar. Mas se você continuar trabalhando na adoção de bons hábitos, e se livrar dos maus , você certamente verá sua técnica, e suas fotos, ficando cada vez melhores e melhores!

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Alexandre Maia

Clico, viajo, olho, analiso, converso, e repito — em qualquer ordem!

Também estou no blog da D&M Photo.

Siga-nos nas Redes Sociais

Não perca nenhum conteúdo nosso ;)

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar