Home » Artigos » Dicas

Psicologia da cor na fotografia 5/5 (1)

Eu sou o Silvio Machado, sou de Ribeirão Preto – SP e este é meu primeiro artigo aqui no Fotografia-DG. Não digo que sou apaixonado pela fotografia, ou que para mim ela é minha paixão. Pois paixão é um sentimento intenso, mas de curta duração. O que sinto pela fotografia é amor, por isso a fotografia não é para ser vista e sim para ser sentida. E nada como a ajuda das cores para fazer com que esse sentimento saia de suas fotos para o coração daquele que a está observando.

Psicologia da cor

Olhe para estas duas palavras. Você gosta da cor de uma palavra mais do que da outra? Olhando para cada uma, por si só, pense em que palavra vem à sua mente quando você “sente” o que ela significa para você. Uma cor pode fazer você se sentir calmo e a outra agitado.

Há muitas maneiras com que as cores afetam o seu modo de sentir e de pensar. Opa! Você acabou tocado em psicologia da cor.

Não vou dissertar sobre a teoria das cores, nem tampouco explicar o que cada cor representa, pois a internet já tem muitos artigos falando a respeito. Mas sim, convidá-lo ao mundo das sensações, cheiros e sabores. Lembre-se: as cores existem para serem sentidas!

Ao idealizar uma fotografia, o fotógrafo deve ter em mente qual sensação ele quer passar para as pessoas que virem sua fotografia. Isso não é uma regra, mas ajuda na hora da composição do cenário. Por exemplo:

Cama 1 do lado esquerdo e cama 2 do lado direito
Cama 1 do lado esquerdo e cama 2 do lado direito

Em qual cama você se sente mais atraído? Qual a cama está te convidando a ter bons momentos?  Acredito que a maioria escolheu a cama 2. Acertei? Mas… Qual o motivo?

Resposta: enquanto a cor cinza tende a ser uma cor depressiva, levando à extrema introspecção, a cor laranja representa imaginação, aventura e jovialidade.

Agora, sinta o gosto deste VERDE.

E aí? O que achou? Azedo, não? Pois é…

Sinta este CHEIRO. Parece talco de bebê…

Percebe que não precisei te mostrar nenhuma foto de maçã verde ou um suco de limão para te encher sua boca d’água. E nem precisei fazer uma propaganda de bebê.

Dê uma olhada nesta duas fotos:

Foto-1-e-Foto-2
Foto 1 do lado esquerdo e Foto 2 do lado direito

Pergunte-me qual das fotos acima eu gosto mais e vou dizer, depende. Que sentimento você quer retratar? Ambos os fundos estão bons para mim, mas o fundo azul(frio) faz com que ela pareça mais confiável do que o fundo laranja(quente).  Como?

É tudo sobre a cor. E a cor tem um efeito muito definível em nós. É uma das razões pelas quais a maioria das cores dos “fast food” são laranja e vermelho e por que a cor amarela faz os bebês chorarem. Sabemos através de muitos testes científicos que o vermelho nos faz sentir fome e sabemos que o amarelo faz os bebês pensarem que estão na luz do sol; então eles choram para que suas mães os protejam.

Para finalizar, disse no inicio do artigo que as cores devem ser sentidas. Não é mesmo?  Pois bem, como você descreveria as cores para um deficiente visual de nascença? Bem, para o vermelho eu daria para ele segurar uns pedregulhos quentinhos. Para o azul eu colocaria gelo em suas mãos e para explicar o branco eu daria um pouco de algodão. Para o restante das cores, deixo para você exercitar sua criatividade que uma boa fotografia exige.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • Robson

    Muito bom! Pena que acaba rápido, rs. Dá vontade de continuar lendo.
    Parabéns!

  • Sylvão Albernaz

    Eu que agradeço. Muito obrigado.

  • Carol Maia

    Muito bom seu artigo, Silvio! Super didático. Obrigada por compartilhar seus conhecimentos conosco.

  • ielton

    Parabéns pelo artigo! Criativo e comunicativo!
    Realmente as cores nos remetem a sensações diferentes.

    • Sylvão Albernaz

      Obrigado ielton. E viva às cores!!!

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar