Home » Artigos » Dicas

Uma conta diferente: quando o menos é mais 4/5 (1)

Minimalismo, termo que surgiu nos Estados Unidos devido a uma série de movimentos culturais e artísticos nos anos 60 – envolvendo a música, design, artes visuais…-. Esse estilo bem aplicado na fotografia gera resultados formidáveis.

Como o termo já sugere, a imagem deve conter o mínimo de elementos possíveis em sua composição. É equivocado pensar a obrigatoriedade da ausência de cor neste estilo, pelo contrário,  também pode e deve estar presente sim, porém na “dose” e combinações certas.

Pode ser uma armadilha para o fotógrafo pensar que sua melhor foto será a mais difícil de conseguir”  Timothy Allen

Afinal o menos é mais. No entanto, muito cuidado com a aparente facilidade ao realizar um registro deste gênero, pois creio que existe uma linha muito tênue entre uma foto minimalista e apenas uma simples foto. Não basta seu objetivo principal ocupar, por exemplo, trinta por cento da imagem e pronto. É necessário explorar bem os elementos como design de luz, sombra,  forma, espaço, textura e cor.

Observe bem antes de apertar o botão. Uma boa análise do contexto da cena é fundamental.  Verifique se existe uma boa quantidade de cor, uniforme ou não, mas que faça um contraste interessante com o seu elemento principal.

DSC01757_A

Deixe a preguiça de lado e se aproxime do objeto. Busque um ângulo diferente dele junto com um enquadramento que lhe dê bastante espaço para “respirar” pode ficar bem interessante. Luz e sombra podem destacar seu elemento também. E mais, “levar” o espectador até ele. Nesse sentido também podemos usar linhas e curvas.

Uma outra peculiaridade deste estilo e que irá lhe ajudar a conseguir um bom resultado será o de não centralizar a forma/personagem escolhido por você. Sei que a regra dos terços é válida para todo tipo de fotografia, mas neste caso mais ainda. Lembre-se, a sua imagem será composta por um cenário “limpo” e às vezes será até bicromático. Ou seja, caso sua silhueta esteja centralizada não terá o impacto desejado.

Na busca pela fotografia perfeita ou o mais próximo disso possível, os detalhes são fundamentais. E neste caso me refiro ao detalhe literalmente e explico. No caso da sua silhueta estiver bem distante e contrastando bem no contexto do enquadramento, o resultado poderá ser bem mais interessante e tivesse utilizado um ângulo mais fechado. Simplicidade é tudo, principalmente no minimalismo.

Você não tira uma foto, você cria uma foto” Ansel Adams

Essas são algumas dicas e que costumo utilizar. Então com base no tema menos conversa e mais fotografia. Bons cliques para todos!!!

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • Thiago

    concordo com o Marcos

  • marcos

    desculpe,mas nao da pra ler e nem reepassar,as letras sao pequenas,dificil leitura.

    • Diogo Guerreiro

      Que letras são pequenas? Se possível envie uma imagem para [email protected]

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar